Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Bob Iger, presidente executivo da Disney, renuncia ao próprio salário durante a pandemia

Bob Iger, atual presidente executivo da Disney, em evento da AMPAS em 11 de abril de 2013 (Foto: Divulgação – Crédito: Matt Petit / ©A.M.P.A.S.).

Nesta segunda-feira, dia 30, a Walt Disney Company informou que seu presidente executivo, Bob Iger, renunciou ao próprio salário por causa da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), que, entre outras coisas, ocasionou o fechamento dos parques do grupo, inclusive do complexo de Orlando, Flórida.

 

Responsável pela expansão do Império Disney nos últimos 15 anos enquanto CEO, negociando as aquisições da Pixar, Marvel, LucasFilm e Fox, Bob Iger assumiu a presidência executiva da companhia no mês passado, passando o bastão para Bob Chapek. Com 27 anos de experiência na Disney, Chapek se tornou o novo CEO após presidir as divisões de Parques & Resorts, de 2015 a 2018, e Parques Experiências e Produtos, de 2018 a 2020.

 

De acordo com o The Hollywood Reporter, Bob Chapek enviou um comunicado a todos os executivos da companhia informando sobre os cortes salariais, inclusive o dele. Chapek reduziu seu salário, cerca de US$ 2,5 milhões, este valor não contempla bônus e incentivos, a 50%; enquanto os outros executivos terão reduções que variam de 20% a 30%.

 

A Disney sofreu o impacto da pandemia também nas bilheterias, pois uma de suas apostas para a safra deste ano, a animação “Dois Irmãos – Uma Jornada Fantástica” (Onward – 2020), estava em cartaz quando as salas de exibição foram fechadas ao redor do globo. Para minimizar os danos financeiros, a Casa do Mickey decidiu seguir o exemplo de outros estúdios e antecipar o seu lançamento no streaming nos Estados Unidos – ainda não há data definida para sua disponibilização no Brasil.

 

Além disso, a Disney adiou por tempo indeterminado as estreias de “Viúva Negra” (Black Widow – 2020), “The Personal History of David Copperfield” (Idem – 2020), “A Mulher na Janela” (Woman in the Window – 2020), “Mulan” (Idem – 2020), “Os Novos Mutantes” (The New Mutants – 2020) e “Espíritos Obscuros” (Antlers – 2020) – os dois últimos integram o catálogo da Fox, que, hoje, pertence ao estúdio do Mickey.

 

Na última sexta-feira, dia 27, a Disney lançou a campanha #SeparadosMasJuntos no Instagram, reforçando a necessidade de respeitar o isolamento social e a quarentena para tentar diminuir a velocidade de propagação do novo Coronavírus.

 

Este é um momento de sacrifícios e privações individuais em prol do coletivo, pois não há tratamento específico nem vacina para o Covid-19. Então, fique em casa para o seu bem e de seus entes queridos. Saia somente se não tiver outra opção.

 

Assista ao vídeo da campanha #SeparadosMasJuntos:

 

Leia também:

‘Bloodshot’: Sony disponibiliza em plataformas digitais

Globo de Ouro 2021: HFPA anuncia mudança nas regras de elegibilidade por causa da pandemia

‘Mulher-Maravilha 1984’ tem lançamento adiado pela Warner

Olhar de Cinema é adiado por causa do novo Coronavírus

Hollywood e o impacto do novo Coronavírus

Festival de Cannes é adiado por causa da pandemia

‘Viúva Negra’ tem lançamento adiado por tempo indeterminado

Universal lança filmes no streaming, nos EUA, por causa do Coronavírus

Cinemas cariocas fecham por causa da pandemia de Coronavírus; mais filmes são adiados

‘Velozes e Furiosos 9’: Universal divulga nota sobre adiamento

Filmes sobre o caso Richthofen são adiados em decorrência da pandemia de Coronavírus

‘Um Lugar Silencioso – Parte II’ é adiado por causa da pandemia de Coronavírus

Os filmes mais aguardados de 2020

Comentários




    gl