Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Universal lança filmes no streaming, nos EUA, por causa do Coronavírus

“O Homem Invisível” integra o Dark Universe da Universal Pictures (Foto: Divulgação).

A Universal Pictures anunciou na última segunda-feira, dia 16, que três de seus longas-metragens em cartaz serão lançados em plataformas de streaming, para venda e/ou aluguel, nos Estados Unidos. Com isso, a partir da próxima sexta-feira, dia 20, serão disponibilizados ao público americano “A Caçada” (The Hunt – 2020), “Emma” (Idem – 2020) e “O Homem Invisível” (The Invisible Man – 2020). De acordo com o The Hollywood Reporter, o aluguel custará cerca de US$ 19,99 pelo período de 48 horas.

 

Ainda segundo a publicação, o estúdio voltou atrás e confirmou o lançamento de “Trolls 2” (Trolls World Tour – 2020) no dia 10 de abril, disponibilizando-o imediatamente em plataformas digitais. Produzido em parceria com a DreamWorks Animation, o longa teve sua estreia cancelada na última semana em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

 

O estúdio emitiu nota oficial dizendo que as estratégias de distribuição de seus títulos serão determinadas de acordo com o cenário de cada mercado. No comunicado, Jeff Shell, CEO da Universal Pictures, afirmou prefere dar ao público a opção de assistir aos longas-metragens em casa ao invés de cancelar ou adiar suas estreias. “Esperamos e acreditamos que as pessoas ainda assistirão aos filmes nos cinemas quando disponíveis, mas entendemos que, para pessoas em diferentes áreas do mundo, isso está se tornando cada vez menos possível”, completou Shell.

 

Inédita, a medida adotada pela Universal Pictures tem como objetivo amenizar as dificuldades impostas pelo necessário isolamento social ou quarentena para tentar conter a disseminação do Covid-19. Até o momento, não há nenhuma confirmação acerca de lançamentos online fora do território americano, mas, de acordo com o The Hollywood Reporter, isto poderá acontecer em breve.

 

A decisão da Universal Pictures também é uma maneira de minimizar o impacto econômico causado pelo fechamento das salas de exibição em diversos países, incluindo os Estados Unidos. A partir desta terça-feira, dia 17, as salas das duas principais redes de cinema americanas, Regal Cinemas e AMC, ficarão fechadas. A AMC, que tinha reduzido o público a 50% na semana passada, anunciou a suspensão total de suas atividades pelo período de seis a 12 semanas, pelo menos.

 

No Brasil, 577 salas de exibição ficarão fechadas por pelo menos 15 dias, inclusive no Rio de Janeiro, onde vigora um decreto do Governo do Estado para a suspensão de atividades em cinemas e teatros, por exemplo. No entanto, há a urgente necessidade de compreensão e cooperação em prol do bem comum, algo que não tem sido visto na capital fluminense, que teve praias e bares lotados no último final de semana, demonstrando que muitos ainda não se conscientizaram acerca da gravidade da situação.

 

Este é um momento de sacrifícios e privações, pois não há tratamento específico nem vacina para o Covid-19. Por isso, o isolamento / distanciamento social é de suma importância para a contenção do vírus. Fique em casa para o seu bem e de seus entes queridos. Saia somente se não tiver outra opção.

 

Leia também:

Cinemas cariocas fecham por causa da pandemia de Coronavírus; mais filmes são adiados

‘Velozes e Furiosos 9’: Universal divulga nota sobre adiamento

Filmes sobre o caso Richthofen são adiados em decorrência da pandemia de Coronavírus

‘Um Lugar Silencioso – Parte II’ é adiado por causa da pandemia de Coronavírus

Os filmes mais aguardados de 2020

Comentários




    gl