Subvenção da Intendente Magalhães será repassada para iniciativa privada, diz jornal

Feitiço do Rio abriu o Carnaval da Intendente Magalhães. Foto: SRzd Adriana Vieira

Feitiço do Rio abriu o Carnaval da Intendente Magalhães. Foto: SRzd Adriana Vieira

Após a polêmica sobre a redução da subvenção para as escolas de samba do Grupo Especial e da Série A, o valor pago pela Prefeitura do Rio aos desfiles na Intendente Magalhães será repassado para patrocinadores privados, segundo informou a coluna “Gente Boa”, do jornal “O Globo”. O mesmo irá acontecer com os blocos de rua, no chamado “Projeto Carnaval”.

As alterações estarão no caderno de encargos do Carnaval de rua, que será lançado pela Riotur na próxima sexta (30).

Ainda segundo a coluna, uma das propostas é a instalação de um telão na praia de Copacabana, onde serão exibidos os desfiles dos blocos e das escolas de samba. “Tudo com espaço para os patrocinadores”, disse o presidente da Riotur, Marcelo Alves.

Veja mais sobre o assunto:

Rachel Valença: Por que não somos mais tão amados?

Em razão do corte de verba, escola desiste de fazer eliminatória de samba

Audiência na Câmara Municipal ouve especialistas do Carnaval

Crivella afirma que não volta atrás sobre corte na subvenção

Alcione: ‘O samba sempre foi discriminado desde Donga’

Enquete: Você concorda com a redução no valor da verba pública para os desfiles das escolas de samba?

Escolas de samba não concordam em ter caderno de encargos para regular o desfile 2018

Sambistas fazem protesto contra o corte da subvenção para o Carnaval do Rio

Escolas de samba reavaliam posição e admitem nova proposta de consenso com a Prefeitura

Riotur: ‘Não existe motivo para polêmica. O Carnaval do Rio está garantido’

Presidente da Portela fala sobre redução da subvenção da Prefeitura

Crítica de Luiz Antonio Simas expõe os erros mais eloquentes na condução do Carnaval

Sambistas convocam manifestação contra redução da subvenção

Presidente da Liesb está confiante que subvenção da Prefeitura será autorizada brevemente

‘Ficam inviabilizados os desfiles de 2018’; diz Liesa após reunião com presidentes

Corte da Prefeitura de 50% da subvenção inviabiliza o desfile como conhecemos

Comentários




    gl