Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Disney pode seguir os passos da Universal

“Artemis Fowl: O Mundo Secreto” será lançado no Disney Plus (Foto: Divulgação).

A The Walt Disney Company pode seguir os passos da Universal Pictures e lançar alguns de seus filmes em premium VOD ou diretamente no streaming. De acordo com a Variety, Bob Chapek, CEO da The Walt Disney Company, afirmou na última terça-feira, dia 05, que a empresa acredita na importância das salas de exibição, mas que determinadas situações impõem mudanças de estratégia, algo que foi observado há algumas semanas com a confirmação do lançamento de “Artemis Fowl: O Mundo Secreto” (Artemis Fowl – 2020) direto no Disney Plus.

 

“Acreditamos muito no valor da experiência da sala de exibição em geral para grandes filmes. Também percebemos que, seja por causa da mudança e evolução da dinâmica do consumidor ou por causa de certas situações como a COVID, talvez tenhamos de fazer algumas alterações nessa estratégia geral apenas porque os cinemas não estão abertos ou não estão abertos na medida em que precisam ser financeiramente viáveis”, disse Chapek, completando que os filmes serão analisados “caso a caso” e que não sabe quando será possível retornar aos sets. Mas avisou que os protocolos de segurança serão similares aos adotados nos parques temáticos, ainda fechados, principalmente no que tange à obrigatoriedade do uso de máscaras e checagem de temperatura.

 

“Trolls 2” está confirmado para 08 de outubro nos cinemas brasileiros (Foto: Divulgação).

A decisão da Disney aumenta a tensão dos exibidores dias após as duas principais redes de cinema americanas, AMC e Regal, anunciarem uma espécie de boicote aos longas da Universal, que lançou “Trolls 2” (Trolls World Tour – 2020) em PVOD em meio à pandemia, quebrando a janela de exibição. Produzido em parceria com a DreamWorks Animation, o filme arrecadou cerca de US$ 100 milhões nos Estados Unidos, segundo a Variety.

 

O desempenho de “Trolls 2” não pode ser apontado como uma mudança dos hábitos de consumo que coloca em risco o modelo tradicional de cinema, pois sua estreia em PVOD surgiu como um alívio num momento difícil em que pessoas de todas as idades buscam meios de entretenimento doméstico. No entanto, o desempenho desvendou um novo caminho lucrativo para os estúdios. “Os resultados do ‘Trolls 2’ excederam nossas expectativas e demonstraram a viabilidade do PVOD. Assim que os cinemas reabrirem, esperamos lançar os filmes em ambos os formatos (circuito e VOD)”, disse Jeff Shell, CEO da NBCUniversal, ao The Wall Street Journal em 28 de abril. As estreias simultâneas podem, de fato, impactar negativamente o modelo calcado na experiência cinematográfica proporcionada pelas salas de exibição e, por consequência, o lucro necessário para manter as engrenagens da indústria funcionando em sua totalidade.

 

O anúncio da Disney pode obrigar os exibidores a chegar ao consenso, pois existe a possibilidade de outros estúdios seguirem pelo mesmo caminho por causa da paralisação imposta pela rápida propagação do novo Coronavírus. Caso a AMC e a Regal decidam manter a posição de recusa aos filmes da Universal, terão de fazer o mesmo com os da Casa do Mickey, que é o estúdio mais lucrativo da atualidade, vide o sucesso absoluto de “Vingadores: Ultimato” (Avengers: Endgame – 2019), que se tornou a maior bilheteria da História ao ultrapassar a marca de US$ 2,797 bilhões, segundo o Box Office Mojo.

 

Leia também:

‘Trolls’: da alegria ao imbróglio

Oscar 2021: AMPAS afrouxa regra de elegibilidade por causa da pandemia

‘We Are One: A Global Film Festival’ reúne Cannes, Berlim e Veneza no YouTube

Festival de Veneza não deve ser adiado por causa da pandemia

Globo de Ouro 2021: HFPA anuncia mudança nas regras de elegibilidade por causa da pandemia

Hollywood e o impacto do novo Coronavírus

Universal lança filmes no streaming, nos EUA, por causa do Coronavírus

Os filmes mais aguardados de 2020

Comentários

 




    gl