Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Oscar 2021: AMPAS afrouxa regra de elegibilidade por causa da pandemia

A 93a edição da cerimônia de entrega do Oscar está marcada para 28 de fevereiro de 2021, no Dolby Theatre, em Los Angeles (Foto: Divulgação – Crédito: Richard Harbaugh / ©A.M.P.A.S.).

O Conselho Diretor da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Academy of Motion Picture Arts and Sciences – AMPAS) realizou sua reunião anual nesta terça-feira, dia 28, por meio de videoconferência para definir as mudanças do Oscar, inclusive de elegibilidade.

 

Seguindo os passos da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (Hollywood Foreign Press Association – HFPA), a Academia decidiu afrouxar a “Regra Dois, Elegibilidade” devido ao impacto da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) sobre a indústria cinematográfica. Com isso, a AMPAS tornará elegíveis títulos lançados diretamente no streaming sem a necessidade de exibição comercial em Los Angeles por pelo menos sete dias consecutivos e três sessões diárias.

 

Esta mudança será válida somente na próxima edição e para produções que já haviam sido agendadas no circuito comercial, seguindo estritamente as seguintes regras, de acordo com o comunicado oficial da instituição: “1. O filme tem de ser disponibilizado na Academy Screening Room (plataforma de streaming da AMPAS) no prazo de 60 dias após sua exibição ou lançamento em VOD; 2. O filme deve atender a todos os outros requisitos de elegibilidade”. Ou seja, isto não significa uma abertura para quaisquer produções originais de plataformas de streaming como a Netflix e a Amazon Prime Video. Além disso, a Academia também decidiu que títulos comprovadamente inscritos / selecionados em festivais de cinema que foram adiados ou cancelados em decorrência da pandemia estão qualificados para a disputa por uma vaga dentre os indicados ao Oscar 2021 desde que sejam disponibilizados aos membros e sigam as outras regras de elegibilidade.

 

No comunicado à imprensa, a AMPAS reiterou que esta mudança na regra de elegibilidade não será válida a partir da reabertura dos cinemas, seguindo os critérios e diretrizes do governo para garantir a segurança do espectador. “A Academia acredita firmemente que não há maneira melhor de experimentar a magia dos filmes do que assisti-los na sala de exibição. Nosso compromisso com isso é inalterado e inabalável. No entanto, a pandemia historicamente trágica do COVID-19 exige esta exceção temporária à elegibilidade de nossos prêmios. A Academia apoia nossos membros e colegas durante este período de incerteza. Reconhecemos a importância de seu trabalho ser visto e comemorado, especialmente agora, quando o público aprecia filmes mais do que nunca”, afirmaram o presidente da Academia, David Rubin, e o CEO Dawn Hudson.

 

Os membros do Conselho Diretor também decidiram expandir o circuito comercial para a qualificação das produções na corrida pela estatueta dourada após o controle da pandemia e a subsequente reabertura das salas. Sendo assim, cinemas de Nova York, São Francisco, Chicago, Miami e Atlanta deverão ser incluídos na rígida regra de elegibilidade da Academia, mas de acordo com a análise do Comitê de Prêmios e Eventos.

 

Ainda na reunião desta terça-feira, a AMPAS optou por unificar as categorias de mixagem de som e edição de som. A partir da próxima cerimônia, o prêmio entregue será o de melhor som, reconhecendo o esforço de toda a equipe. Com isso, o número de categorias do Oscar cai de 24 para 23.

 

As categorias de trilha sonora e filme internacional também tiveram suas regras modificadas pelo Conselho. Na primeira, para que a produção se torne elegível, pelo menos 60% de sua trilha sonora tem de ser original, exceto franquias e continuações, que deverão apresentar 80%; enquanto na segunda, a mudança será implementada na fase preliminar de votação, permitindo que todos os membros participem do processo desde que atendam a um “requisito mínimo de visualização”.

 

No entanto, a Academia informou que as regras definidas durante a reunião do Conselho Diretor poderão sofrer novas alterações por causa da pandemia nos próximos meses, bem como a 93a cerimônia de entrega do Oscar, prevista para 28 de fevereiro de 2021 no Dolby Theatre, em Los Angeles.

 

Leia também:

‘We Are One: A Global Film Festival’ reúne Cannes, Berlim e Veneza no YouTube

Festival de Veneza não deve ser adiado por causa da pandemia

Globo de Ouro 2021: HFPA anuncia mudança nas regras de elegibilidade por causa da pandemia

Hollywood e o impacto do novo Coronavírus

Festival de Cannes é adiado por causa da pandemia

Os filmes mais aguardados de 2020

Comentários

 




    gl