Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Independent Spirit Awards 2020: ‘A Vida Invisível’ é indicado ao prêmio de melhor filme internacional

Dirigido por Karim Aïnouz, “A Vida Invisível” disputou uma vaga dentre os finalistas de melhor filme internacional no Oscar 2020 (Foto: Divulgação).

Nesta quinta-feira, dia 21, as atrizes Zazie Beets e Natasha Lyonne anunciaram os indicados ao Independent Spirit Awards 2020. E os líderes de indicações são “O Farol” (The Lighthouse – 2019), “Uncut Gems” (Idem – 2019) e “Honey Boy” (Idem – 2019), que disputam cinco categorias, cada.

 

Considerada o Oscar do cinema independente, a premiação conta com um brasileiro dentre os indicados: “A Vida Invisível” (2019), de Karim Aïnouz, que concorre ao Independent de melhor filme internacional. Representante brasileiro na disputa por uma vaga entre os indicados ao Oscar da mesma categoria, o longa que conta com Carol Duarte, Julia Stockler e Fernanda Montenegro, única brasileira a concorrer ao Golden Boy de melhor atriz por “Central do Brasil” (1999), tem disso bastante elogiado internacionalmente, inclusive na última edição do Festival de Cannes, onde venceu o prêmio de melhor filme da Mostra Um Certo Olhar (Un Certain Regard).

 

Produção original Netflix, “História de um Casamento” (Marriage Story – 2019), de Noah Baumbach, receberá o Robert Altman Award, prêmio especial concedido a todo o elenco. Estrelado por Scarlett Johansson e Adam Driver, o drama está indicado às categorias de melhor filme e roteiro.

 

A 35a edição da cerimônia de entrega do Film Independent Spirit Awards será realizada no dia 08 de fevereiro, véspera do Oscar, no Píer de Santa Mônica, em Los Angeles.

 

Confira a lista completa de indicados:

Melhor filme:

– “A Hidden Life” (Idem – 2019);

– “Uncut Gems”;

– “História de um Casamento”;

– “The Farewell” (Idem – 2019);

– “Clemency” (Idem – 2019).

Melhor direção:

– Alma Har’el – “Honey Boy”;

– Benny Safdie e Josh Safdie – “Uncut Gems”;

– Julius Onah – “Luce” (Idem – 2019);

– Lorene Scafaria – “As Golpistas” (Hustlers – 2019);

– Robert Eggers – “O Farol”.

Melhor filme de estreia:

– “A Gente se vê Ontem” (See You Yesterday – 2019);

– “A Vida de Diane” (Diane – 2019);

– “Fora de Série” (Booksmart – 2019);

– “The Climb” (Idem – 2019);

– “The Last Black Man in San Francisco” (Idem – 2019);

– “The Mustang” (Idem – 2019).

Melhor ator:

– Adam Sandler – “Uncut Gems”;

– Chris Galust – “Give Me Liberty” (Idem – 2019);

– Kelvin Harrison Jr. – “Luce”;

– Matthias Schoenaerts – “The Mustang”;

– Robert Pattinson – “O Farol”.

Melhor atriz:

– Alfre Woodard – “Clemency”;

– Elisabeth Moss – “Her Smell” (Idem – 2019);

– Hong Chau – “Driveways” (Idem – 2019);

– Karen Allen – “Colewell” (Idem – 2019);

– Mary Kay Place – “A Vida de Diane”;

– Renée Zellweger – “Judy” (Idem – 2019).

Melhor ator coadjuvante:

– Jonathan Majors – “The Last Black Man in San Francisco”;

– Noah Jupe – “Honey Boy”;

– Shia LaBeouf – “Honey Boy”;

– Wendell Pierce – “Burning Cane” (Idem – 2019);

– Willem Dafoe – “O Farol”.

Melhor atriz coadjuvante:

– Jennifer Lopez – “As Golpistas”;

– Lauren ‘Lolo’ Spencer – “Give Me Liberty”;

– Octavia Spencer – “Luce”;

– Taylor Russell – “Waves”;

– Zhao Shuzhen – “The Farewell”.

Melhor roteiro:

– Jason Begue e Shawn Snyder – “Ao Pó Voltará” (To Dust – 2019);

– Chinonye Chukwu – “Clemency”;

– Tarell Alvin McCraney – “High Flying Bird” (Idem – 2019);

– Noah Baumbach – “História de um Casamento”;

– Ronald Bronstein, Benny Safdie e Josh Safdie – “Uncut Gems”.

Melhor roteiro de estreia:

– Fredrica Bailey – “A Gente se vê Ontem”;

– Danielle Krudy e Bridget Savage Cole – “Blow the Man Down” (Idem – 2019);

– Hannah Bos e Paul Thureen – “Driveways”;

– Jocelyn DeBoer e Dawn Luebbe – “Greener Grass” (Idem – 2019);

– James Montague e Craig W. Sanger – “The Vast of Night” (Idem – 2019).

Melhor fotografia:

– Chananun Chotrungroj – “A Terceira Esposa” (The Third Wife – 2019);

– Jarin Blaschke – “O Farol”;

– Natasha Braier – “Honey Boy”;

– Pawel Pogorzelski – “Midsommar: O Mal Não Espera a Noite” (Midsommar – 2019);

– Todd Banhazl – “As Golpistas”.

Melhor filme internacional:

– “A Vida Invisível”;

– “Parasita” (Gisaengchung – 2019, Coreia do Sul);

– “Les misérables” (Idem – 2019, França);

– “Retablo” (Idem – 2019, Peru);

– “Retrato de uma Jovem em Chamas” (Portrait de la jeune fille en feu – 2019, França);

– “The Souvenir” (Idem – 2019, Inglaterra).

Melhor documentário:

– “Apollo 11” (Idem – 2019);

– “For Sama” (Idem – 2019);

– “Honeyland” (Idem – 2019);

– “Indústria Americana” (American Factory – 2019);

– “Island of the Hungry Ghosts” (Idem – 2019).

Melhor edição (montagem):

– Julie Béziau – “A Terceira Esposa”;

– Kirill Mikhanovsky – “Give Me Liberty”;

– Louise Ford – “O Farol”;

– Tyler L. Cook – “Sword of Trust” (Idem – 2019);

– Ronald Bronstein e Benny Safdie – “Uncut Gems”.

John Cassavetes Award:

(Prêmio concedido a produções de orçamento inferior a US$ 500 mil).

– “Burning Cane”;

– “Colewell”;

– “Give Me Liberty”;

– “Premature” (Idem – 2019);

– “Wild Nights with Emily” (Idem – 2019).

Truer Than Fiction Award:

(Prêmio concedido a diretores de documentários que ainda não são reconhecidos. Está em sua 25a edição).

– Davy Rothbart – “17 Blocks” (Idem – 2019);

– Erick Stoll e Chase Whiteside – “América” (Idem – 2019);

– Khalik Allah – “Black Mother” (Idem – 2019);

– Nadia Shihab – “Jaddoland” (Idem – 2019).

Someone to Watch Award:

(Prêmio concedido a cineastas de visão singular que ainda não são reconhecidos. Está em sua 26a edição).

– Ash Mayfair – “A Terceira Esposa”;

– Joe Talbot – “The Last Black Man in San Francisco”;

– Rashaad Ernesto Green – “Premature”.

Producers Award:

(Prêmio concedido a produtores criativos que oferecem produtos de qualidade apesar do orçamento limitado. Está em sua 23a edição).

– Krista Parris;

– Mollye Asher;

– Ryan Zacarias.

The Bonnie Award:

(Patrocinado pela American Airlines, em homenagem à Bonnie Tiburzi Caputo, primeira mulher a pilotar aviões de grande porte em companhias comerciais, é concedido a diretoras. Está em sua 3a edição).

– Kelly Reichardt;

– Lulu Wang;

– Marielle Heller.

Robert Altman Award:

– “História de um Casamento”.

 

Leia também:

Crítica: ‘A Vida Invisível’ comove sem cometer o pecado da pieguice

People’s Choice Awards 2019: ‘Vingadores: Ultimato’ é o grande vencedor

Globo de Ouro 2020: Ellen DeGeneres é homenageada com o Carol Burnett Award

Gotham Awards: a temporada de premiações está oficialmente aberta

Comentários

 




    gl