Diretoria da Vai-Vai aposta em ‘pratas da casa’ para comandar comissão de frente

Integrantes da comissão da Vai-Vai para o Carnaval 2020. Foto: Divulgação.

A coreografia da comissão da frente da Vai-Vai em 2020, ano em que a maior detentora de títulos do Carnaval de São Paulo celebra 90 anos de fundação e buscará o título do Grupo de Acesso 1 para retornar à divisão de elite do samba paulistano promete ser especial.

A diretoria da entidade aposta em integrantes que trazem no pé o “Samba de Raiz” e podem ser considerados “Pratas da Casa”. Marcus Prado, diretor e chefe da ala de passistas – vencedora do Prêmio SRzd Carnaval SP 2019 –  é um dos nomes confirmados para liderar a ala que irá abrir o desfile oficial. Ele terá a seu lado outro artista que, embora ainda não tenha sido divulgado de forma oficial, tem lugar especial no coração do torcedor alvinegro.

Ao SRzd, Marcus Prado, um dos coreógrafos já confirmado, não escondeu a alegria e o entusiasmo pelo novo desafio, revelou que o elenco de quinze integrantes está praticamente fechado.

“Me sinto muito orgulhoso com esse novo desafio. Acredito muito no elenco. Que nesses 90 anos da nossa escola, o Vai-Vai mereça algo de muita entrega e muita paixão. Algo que toque o coração de todos os componentes, que levante a arquibancada e que leve muita alegria aos jurados também. Vamos trabalhar para que a mensagem seja muito bem transmitida”, declarou o sambista que desfila pela “Saracura” desde 1993 e desde 2018 estava à frente da ala de passistas que agora será liderada por Val. O grupo terá ainda Vera como harmonia e Mary e Cacau como apoios.

Vale lembrar que no último Carnaval, o quesito comissão de frente foi o mais penalizado pelos jurados no desfile da “Escola do Povo”, obtendo as seguintes notas: 9,8 – 9,8 – 9,7 – 9,7.

Oitava escola a desfilar no domingo, dia 23 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, pelo Grupo de Acesso 1, a Vai-Vai apresentará o enredo “Vai-Vai de Corpo e Álamo”. O projeto será desenvolvido pelo carnavalesco Chico Spinosa.

Leia também:

+ “Nas horas das dificuldades é que os amigos tem que aparecer”, diz maestro João Carlos Martins sobre a Vai-Vai

Comentários




    gl