Taxa de juros sobe novamente e chega aos 12,75%; maior nível desde 2017

Juros. Foto: Marcos Santos/Usp Imagens

Juros. Foto: Marcos Santos/Usp Imagens

O Copom, Comitê de Política Monetária do Banco Central, subiu, novamente, nesta quarta-feira (4), a meta para a taxa básica de juros em mais 1 ponto percentual. Agora, a Selic está em 12,75% ao ano.

A decisão era esperada pelo mercado após o próprio comitê ter sinalizado isso aos investidores. No comunicado, o Copom indicou a tendência de alta na Selic vai continuar na próxima reunião, mas que o ritmo de elevação será em magnitude menor.

+ Mourão sobre reajuste aos servidores públicos: ‘Não tem dinheiro, né?’

A Selic alcança assim seu nível mais alto desde o início de 2017. No documento, em que explica a decisão, que foi unânime, o Copom diz que “antevê como provável uma extensão do ciclo com um ajuste de menor magnitude.
O Comitê nota que a elevada incerteza da atual conjuntura, além do estágio avançado do ciclo de ajuste e seus impactos ainda por serem observados, demandam cautela adicional em sua atuação”.

Segundo o Focus, a mediana das projeções dos analistas aponta a Selic subindo mais um pouco e indo para 13,25% até o final do ano. O ajuste impacta no bolso dos brasileiros que desejam tomar empréstimos e precisam usar de limites do cheque especial ou possuem dívidas com cartões de crédito.

Leia também:

+ Paraná Pesquisas: No 2º turno, Lula soma 46,4%; Bolsonaro tem 38,7%

+ DiCaprio entra nas eleições brasileiras e pede que jovens tirem o título 

Comentários

 




    gl