Aos 48 anos, Túlio Maravilha anuncia retorno ao futebol

Túlio Maravilha. Foto: Divulgação

Túlio Maravilha. Foto: Divulgação

O ex-jogador Túlio Maravilha anunciou nesta sexta-feira (9) sua volta aos gramados. O atacante que fez história no Botafogo e atuou pela seleção brasileira irá jogar pelo Atlético Carioca, clube de São Gonçalo.

Aposentado há quatro anos, Túlio contou ao site ‘FutRio’ o motivo por ter aceitado o convite de voltar ao futebol.

“Primeiro, o convite foi feito pelo Maicon (Vilela, presidente), que é um botafoguense apaixonado, um jovem presidente. Inclusive, ele se tornou botafoguense por causa daquele título brasileiro de 1995, aquela geração vitoriosa. A ideia veio de um projeto dele e, ao mesmo tempo, de um sonho de ver o seu grande ídolo jogando pelo time dele. Eu sou movido a desafios, gosto de me superar a cada ano e me vejo em plena forma física e psicológica para voltar. Vou muito feliz em poder contribuir, principalmente, com a garotada do time”, declarou.

Sem perder a descontração, uma das marcas de sua carreira, Túlio, que está com 48 anos, revelou o número da camisa que irá vestir em seu novo desafio profissional.

“O que realmente me motivou foi este projeto do Atlético Carioca. Pelas cores alvinegras, as mesmas do Botafogo, isso já me atraiu. Depois porque o número que eu vou usar é um número mágico. Em vez da mística camisa 7, vai ser o número 95, uma alusão ao último título brasileiro do Botafogo. São ações de marketing como essas que nós iremos fazer ao longo do campeonato, antes mesmo dele começar também. Vai haver a minha presença do clube, São Gonçalo é uma cidade encostada no Rio, onde tem muitos botafoguenses. Isso tudo me motivou a topar mais esse desafio na minha carreira. Até a minha estreia, acho que já vou estar fazendo 49 anos e este é mais um motivo: quebrar barreiras e preconceitos”, explicou.

O último clube de Túlio havia sido o Araxá de Minas Gerais em 2014. O seu retorno está previsto para junho, quando o Atlético Carioca irá disputar a Série C do Campeonato Carioca.

Comentários




    gl