Juca Kfouri deixa ESPN Brasil após 14 anos; outros nomes são dispensados

Juca Kfouri. Foto: Reprodução.

Juca Kfouri. Foto: Reprodução.

O jornalista Juca Kfouri que há 14 anos trabalha na ESPN Brasil não teve seu contrato renovado e está deixando a emissora. Sua saída foi confirmada nesta quarta-feira (14) no mesmo dia que outros nomes de peso do jornalismo foram dispensados do canal pago.

Vice-presidente de jornalismo e produção da sede da emissora no Brasil, João Luís Carnelossi Palomino, que estava na ESPN Brasil desde a criação do canal em 1995, teve seu contrato rescindido, assim como a gerente sênior de produções Renata Netto.

– ESPN demite vice de jornalismo, gerente, apresentador e comentaristas

Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Rafael Oliveira e João Palomino também estão fora da ESPN. Todos estes, ao contrário de Juca, foram demitidos. Em entrevista ao “iG”, ele explicou sua saída.

“Não renovamos o contrato, que vence no próximo dia 29″, afirmou o profissional, que segue na rádio CBN e como colunista no portal UOL e na Folha de S. Paulo”.

Questionado se teria algo a declarar sobre os outros desligamentos, Juca Kfouri, que começou sua trajetória na ESPN Brasil em 2005, como comentarista do programa “Linha de Passe”, no qual permanecia até os dias atuais, afirmou não ter “nada a dizer, além de estar surpreso”.

Considerado como um dos principais nomes do jornalismo brasileiro, Kfouri foi chefe e diretor de redação da revista ‘Placar’ nos anos 70 e 80. Ele também foi diretor de redação da revista Playboy na década de 90, além de ter trabalhado nas emissoras: Record, SBT, TV Cultura e Globo.

Em nota, a ESPN explicou as dispensas alegando que passa por transformação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes. Leia, a seguir, a íntegra:

“ESPN Brasil passa por transformação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes. A ESPN vive um processo de transformação e adaptação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes em meio às constantes mudanças no consumo de conteúdo. A reformulação faz parte do planejamento da emissora para o próximo ano que seguirá apostando no conteúdo ao vivo e nos direitos esportivos de futebol, tais como Premier League e La Liga, além das ligas norte-americanas como a NFL, NBA, MLB, NHL entre outras.”

Comentários




    gl