ESPN demite vice de jornalismo, gerente, apresentador e comentaristas

ESPN Brasil. Foto: Reprodução de Internet

ESPN Brasil. Foto: Reprodução de Internet

O canal pago ESPN Brasil passa por um processo de reformulações. Nesta quarta-feira (14), a emissora demitiu seu diretor de jornalismo e mais cinco nomes de sua equipe.

João Luís Carnelossi Palomino, que estava na ESPN Brasil desde a criação do canal em 1995, e apresentou programas como “Bate-Bola”, “Bola da Vez” e “Linha de Passe”, também teve seu contrato rescindido. Vice-presidente de jornalismo e produção da sede da emissora no Brasil, ele também esteve em quatros Copas do Mundo (98-2006-2010) e cinco Olimpíadas (96-2000-2004-2008-2012).

Comentaristas de grande prestígio e de grande público também deixam a emissora, casos de Rafael Oliveira, Eduardo Tironi (diretor-executivo) e Arnaldo Ribeiro (editor-chefe dos canais). Todos tinha presenças figuras presentes no “Bate Bola na Veia”, que era apresentado por João Carlos Albuquerque. Popularmente conhecido como “Canalha”, ele também foi cortado.

João Carlos Albuquerque e Rafael Oliveira. Foto: Reprodução/ESPN
João Carlos Albuquerque e Rafael Oliveira. Foto: Reprodução/ESPN

Outra profissional que teve seu vínculo encerrado foi a gerente sênior de produções Renata Netto.

Ela começou na ESPN também em 1995 e atuou dois anos como repórter. Ela deixou o canal, trabalhou na TV Globo e TV Record e retornou em 2001 como editora chefe do núcleo de esportes radicais, função que exerceu por quase 10 anos.

Em 2010, se tornou chefe de redação, e em 2013 virou gerente sênior de produção e coordenadora dos canais ESPN Brasil, ESPN e ESPN+.

Em nota, a ESPN explicou as dispensas alegando que passa por transformação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes. Leia, a seguir, a íntegra:

“ESPN Brasil passa por transformação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes. A ESPN vive um processo de transformação e adaptação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes em meio às constantes mudanças no consumo de conteúdo. A reformulação faz parte do planejamento da emissora para o próximo ano que seguirá apostando no conteúdo ao vivo e nos direitos esportivos de futebol, tais como Premier League e La Liga, além das ligas norte-americanas como a NFL, NBA, MLB, NHL entre outras.”

Comentários




    gl