Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

‘Pantera Negra’: sequência ganha título oficial

“Pantera Negra” se tornou o principal exemplar de representatividade do cinema comercial em 2018 (Foto: Divulgação).

Aguardada com muita ansiedade pelos fãs do Universo Cinematográfico da Marvel (UCM), a sequência de “Pantera Negra” (Black Panther – 2017) teve seu título oficial divulgado nesta segunda-feira, dia 03: “Black Panther: Wakanda Forever” (Idem – 2022). Com direção de Ryan Coogler, o longa tem estreia prevista para 08 de julho de 2022.

 

A Disney e a Marvel não divulgaram nenhum detalhe sobre “Black Panther: Wakanda Forever”, mas a escolha de um título tão emblemático para a sequência dá ao público a noção de que a produção honrará não apenas o personagem, como também a memória de Chadwick Boseman. Responsável por T’Challa / Pantera Negra, o ator, que disputou o Oscar de melhor ator por “A Voz Suprema do Blues” (Ma Rainey’s Black Bottom – 2020), faleceu em agosto do ano passado, no auge da carreira, em decorrência do câncer. E, hoje, é impossível dissociar sua imagem do personagem criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1966.

 

Lupita Nyong’o e Chadwick Boseman em cena de “Pantera Negra” (Foto: Divulgação – Crédito: Disney / Marvel).

 

 

De acordo com o The Hollywood Reporter, Coogler, que também dirigiu e roteirizou o longa original, reescreveu toda a história da sequência para adaptá-la à morte de Boseman, que não será substituído. Ou seja, o filme também trabalhará a dor da perda de seu protagonista, tornando toda a experiência ainda mais pessoal para toda a equipe, conforme dito por Lupita Nyong’o em recente entrevista ao Yahoo! Entertainment, destacando o quão difícil será o retorno ao set e, também, a postura de liderança de Coogler. “Temos um líder em Ryan, que se sente muito como nós, que sente a perda de uma forma muito, muito real também. E sua ideia, a maneira como ele reformulou o segundo filme, é muito respeitosa com a perda que todos nós experimentamos como elenco e como um mundo. Portanto, parece espiritual e emocionalmente correto fazer isso”, afirmou a atriz. Vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante por “12 Anos de Escravidão” (12 Years a Slave – 2013), Nyong’o completou dizendo que espera voltar para que o elenco possa “honrar o que ele começou conosco e manter sua luz através disso. Porque ele nos deixou muita luz”.

 

Ainda segundo o The Hollywood Reporter, outra sequência do UCM ganhou título oficial, a de “Capitã Marvel” (Captain Marvel – 2019). Dirigido por Nia DaCosta, o longa se chama “The Marvels” (Idem – 2022) e tem estreia prevista para 11 de novembro de 2022. Protagonizado por Brie Larson, vencedora do Oscar de melhor atriz por “O Quarto de Jack” (Room – 2015), o filme também servirá para mostrar a importância da Disney+ para o UCM, pois uma de suas personagens, Kamala Khan / Ms. Marvel (Iman Vellani), será apresentada ao público na série “Ms. Marvel” (Idem – 2021), que será exibida pela plataforma ainda este ano. Além disso, o longa também tem Teyonah Parris confirmada no elenco. Parris é um dos destaques de outro sucesso do Disney+, “WandaVision” (Idem – 2021), como Monica Rambeau, filha da amiga de Carol Danvers / Capitã Marvel, Maria Rambeau (Lashana Lynch).

 

A Disney e a Marvel também confirmaram as datas de lançamento das novas continuações de “Homem-Formiga” (Ant-Man – desde 2015) e “Guardiões da Galáxia” (Guardians of the Galaxy – desde 2014): “Ant-Man and the Wasp: Quantumania” (Idem – 2023), de Peyton Reed, em 17 de fevereiro de 2023, e “Guardiões da Galáxia Vol. 3” (Guardians of the Galaxy Vol. 3 – 2023), de James Gunn, em 05 de maio de 2023.

 

Diretamente afetado pela pandemia de Covid-19, “Viúva Negra” (Black Widow – 2021) será o primeiro título do UCM a chegar aos cinemas em dois anos. Com direção de Cate Shortland, o filme tem estreia agendada para 09 de julho, mas, como a crise sanitária ainda não está sob controle, a Disney e a Marvel optaram por lançá-lo simultaneamente na Disney+, mas com Premier Access, ou seja, aluguel à parte da assinatura. Protagonizado por Scarlett Johansson, “Viúva Negra” será seguido por “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” (Shang-Chi and the Legend of the Ten Rings – 2021), de Destin Daniel Cretton, em 03 de setembro, e “Os Eternos” (The Eternals – 2021), de Chloé Zhao, que chegará às salas de exibição em 05 de novembro – Zhao fez História no Oscar deste ano ao se tornar a primeira chinesa a conquistar a estatueta de melhor direção, vencendo, também, a de filme, por “Nomadland” (Idem – 2020).

 

Leia também:

Chadwick Boseman Forever

Comentários

 




    gl