Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

‘Os Melhores Anos de Uma Vida’: homenagem ao clássico ‘Um Homem, Uma Mulher’

“Os Melhores Anos de Uma Vida” entra em cartaz nesta quinta-feira, dia 24 (Foto: Divulgação).

Destaque da reabertura do Petra Belas Artes, “Os Melhores Anos de Uma Vida” (Les plus belles années d’une vie – 2019, França) chega ao circuito comercial nesta quinta-feira, dia 24, concedendo ao espectador uma viagem nostálgica que conclui a história de amor que invadiu as telas há mais de 50 anos com “Um Homem, Uma Mulher” (Un homme et une Femme – 1966, França).

 

“Os Melhores Anos de Uma Vida” é dirigido por Claude Lalouch (Foto: Divulgação).

Continuação direta de “Um Homem, Uma Mulher: 20 Anos Depois” (Un homme et une femme, 20 ans déjà – 1986, França), “Os Melhores Anos de Uma Vida” mostra Jean-Louis (Jean-Louis Trintignant) solitário, melancólico e senil numa casa de repouso, lembrando apenas do passado marcado pelo amor por Anne (Anouk Aimée), mulher a quem não soube dar o devido valor e, portanto, perdeu. Preocupado com o estado do pai, Antoine (Antoine Sire) procura Anne e lhe pede para visitar Jean-Louis, que precisa manter alguma conexão com o mundo ao seu redor.

 

Responsável pela direção da trilogia, Claude Lelouch realiza um trabalho sensível que é mais do que uma simples sequência, mas uma homenagem ao clássico que lhe rendeu a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1966 e as estatuetas do Oscar de melhor roteiro original e filme estrangeiro. Para isso, utiliza as imagens do longa original para estampar os flashbacks que contam a história do casal protagonista à nova geração de cinéfilos. Isto se torna ainda mais especial porque a produção, ao contrário de sua antecessora, reúne o elenco do primeiro filme, ainda em total sintonia apesar do hiato de cinco décadas – Souad Amidou, que interpreta a filha de Anne, não participou de “Um Homem, Uma Mulher: 20 Anos Depois”.

 

Em alguns momentos colocando o espectador na posição dos personagens ao fundir ficção e realidade, “Os Melhores Anos de Uma Vida” promove uma volta ao passado para o necessário “acerto de contas” no presente, permitindo uma celebração à vida e ao amor, abordado como parte essencial do indivíduo, tornando-se responsável por conduzi-lo. É uma produção que emociona nos detalhes, sobretudo por tratar os idosos com o merecido respeito.

 

* “Os Melhores Anos de Uma Vida” entra em cartaz nas salas do Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Brasília, Porto Alegre, Barueri, Ribeirão Preto, Campinas e Santos.

 

Assista ao trailer oficial legendado:

Comentários

 




    gl