Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Cinema Virtual oferece títulos inéditos e premiados

“Amor Invisível” é um dos filmes selecionados para a estreia do Cinema Virtual (Foto: Divulgação).

A pandemia de Covid-19 fechou salas de exibição ao redor do globo, causando imenso prejuízo ao setor que, para se reinventar em meio ao turbilhão de acontecimentos dos últimos meses, abraçou o streaming, mas de maneira diferente. A partir do próximo dia 28, a plataforma Cinema Virtual passa a oferecer o aluguel de títulos inéditos e premiados por 72 horas ao custo de R$ 24,90, repassando parte do valor à rede de preferência do espectador.

 

O aluguel, ou “compra do ticket”, como é chamado pelos responsáveis pelo projeto, precisa seguir uma etapa simples para garantir que todos os exibidores sejam contemplados. Desta forma, o espectador deverá acessar o site, escolher o filme, selecionar estado, cidade e rede exibidora de preferência. Disponibilizando títulos novos às quintas-feiras, assim como no circuito comercial tradicional, o Cinema Virtual manterá cada um deles por 15 dias e respeitará a janela de exibição, permitindo ao espectador assistir ao filme selecionado em até três dispositivos, podendo oferecer valores promocionais.

 

“Essa foi a forma que encontramos de ajudar esse elo fundamental da cadeia do cinema: o dono da sala de exibição. Sem a renda dos ingressos, eles estão muito vulneráveis. Levamos muito tempo para reconstruir nosso parque exibidor, precisamos atuar para mantê-lo. O projeto busca criar a maior semelhança possível com a operação dos cinemas físicos. Desta forma, todos os conteúdos devem ter sido produzidos pensando na tela grande, devem ser inéditos e exclusivos na plataforma.  O filme ficará em cartaz por até 15 dias e, depois, terá que cumprir uma janela de 90 dias até ser oferecido em plataformas digitais”, declara Marcelo Spinassé Nunes, idealizador do projeto e CEO da Encripta, empresa especializada em distribuição digital de conteúdo audiovisual.

 

“Os Olhos de Cabul” foi exibido em diversos festivais, entre eles, Cannes e Annecy (Foto: Divulgação).

O Cinema Virtual promete programação variada, oferecendo desde ficções em live-action até animações e documentários de diferentes nacionalidades. Dentre os títulos selecionados para a primeira semana estão “Amor Invisível” (Love is Blind – 2019), “Os Olhos de Cabul” (Les Hirondelles de Kaboul – 2019) e “Com Amor, Scott” (Love Scott – 2018).

 

“Desde que os cinemas fecharam, em março, ficamos preocupados com as atividades do setor audiovisual, em especial com os exibidores, que têm um impacto muito maior na perda de receita. Poder lançar um filme com o selo de Cannes, como ‘Os Olhos de Cabul’, durante este período e ainda saber que parte dos ingressos vai para as salas de cinema, que estão hoje fechadas, traz uma dupla satisfação para a Vitrine. Primeiro, estamos oferecendo para o nosso público uma animação de excelente qualidade, premiada em grandes festivais do mundo. E ainda mantemos a união de toda a cadeia, permitindo que as pessoas participem ativamente no apoio aos cinemas que frequentam e se associaram ao projeto”, comenta Felipe Lopes, diretor da distribuidora Vitrine.

 

A iniciativa imposta pela pandemia é uma saída tanto para exibidores e distribuidores quanto para o público, que tem recorrido aos serviços de streaming à procura de entretenimento, mas nem sempre com o ineditismo desejado e encontrado no circuito tradicional. “A A2 Filmes é uma empresa que ama o entretenimento de todas as formas, desde a Magia da Tela Grande dos Cinemas que nos inspira a todo momento, bem como a comodidade das telas em nossas casas. E, neste momento que estamos vivendo de insegurança e incertezas, não podíamos deixar de oferecer a você, amante da sétima arte, nossas novidades na segurança de seus lares. Esperamos que em breve nossos cotidianos sejam restabelecidos”, diz Alexandre Freire, diretor geral da A2 Filmes.

 

Clique aqui para conferir os títulos selecionados para a primeira semana do Cinema Virtual.

Comentários

 




    gl