Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

‘Caros Camaradas! Trabalhadores em Luta’: ideologia x laços familiares

“Caros Camaradas! Trabalhadores em Luta” representou a Rússia na corrida por uma vaga entre os finalistas do Oscar 2021 (Foto: Divulgação).

Selecionado para o Festival do Rio 2021, que acontece em parceria com a Rede Telecine, responsável por exibir os longas tanto em sua grade quanto em sua plataforma de streaming até o próximo dia 31, “Caros Camaradas! Trabalhadores em Luta” (Dorogie tovarishchi – 2020, Rússia) chega aos cinemas do Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Salvador e Brasília nesta quinta-feira, dia 29, para apresentar uma história real e pouco conhecida do grande público, a do massacre de Novocherkassk, na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), em junho de 1962.

 

“Caros Camaradas! Trabalhadores em Luta”: Andrey Konchalovskiy assina o roteiro ao lado de Elena Kiseleva (Foto: Divulgação).

Com direção de Andrey Konchalovskiy, “Caros Camaradas! Trabalhadores em Luta” apresenta ao público a revolta de trabalhadores numa fábrica local que originou o massacre por meio de Lyudmila Danilovna Semina (Yuliya Vysotskaya), executiva do Partido Comunista e defensora de Josef Stalin, que se opõe com veemência a quaisquer pessoas que critiquem o sistema, inclusive sua própria filha, desaparecida após a manifestação. Desesperada devido à falta de notícias, Lyudmila decide se arriscar para localizar a filha, mesmo sabendo do risco representado por sua busca, assombrada pelo remorso de ter apoiado o governo que executou seu próprio povo.

 

“Caros Camaradas! Trabalhadores em Luta” chama a atenção não apenas pelo roteiro bem estruturado, mas pelo emprego da técnica, sobretudo na fotografia preto e branco que remete às produções cinematográficas soviéticas realizadas no período retratado neste longa repleto de tensão, que tem sua protagonista como grande alicerce. Esposa de Andrey Konchalovskiy na vida real, Yuliya Vysotskaya oferece ao público um trabalho impecável que passeia com propriedade entre a lealdade à sua ideologia política, principalmente à figura de Stalin, morto em 1953, e seu instinto materno, que a coloca na posição de protetora da filha opositora ao Partido Comunista.

 

Representante da Rússia na corrida por uma vaga entre os finalistas de melhor filme internacional do Oscar 2021, “Caros Camaradas! Trabalhadores em Luta” é um filme sobre o choque de realidade imposto pela violência do Estado pelo qual a protagonista sempre lutou sem questionamentos. Neste contexto, a produção se torna angustiante à medida que contrapõe ideologia e laços familiares, expondo as fragilidades de uma mulher, que sempre aparentou ser uma fortaleza, ao destruir a imagem de mundo perfeito até então nutrida por sua devoção ao Partido Comunista devido aos conflitos internos guiados pelo medo da perda da filha.

 

Assista ao trailer oficial legendado:

Comentários

 




    gl