Pretinho da Serrinha nega que tenha pedido demissão de Gilmar, mas ressalta: ‘Bateria não estava boa’

Pretinho da Serrinha. Foto: Reprodução

Em entrevista exclusiva ao SRzd via live, Pretinho da Serrinha respondeu às falas de mestre Gilmar, que afirmou que o sambista tinha influenciado na decisão que o tirou do comando da bateria do Império Serrano. Pretinho negou que tenha pedido a demissão de Gilmar e afirmou que não tem nem terá cargo na agremiação.

+ Mestre Gilmar desabafa sobre saída: ‘Fui enganado o tempo todo’

+ Vitinho é novo mestre de bateria do Império Serrano

Em conversa franca, o músico também falou da sua relação com os dirigentes do Império, comentou a contratação de mestre Vitinho e não refutou em dar sua opinião, ao afirmar que a bateria da agremiação “não estava boa” e “todo mundo falava isso”. O SRzd selecionou os principais temas da entrevista. Você pode assistir à live na íntegra ao final da reportagem.

Demissão de Gilmar

Pretinho da Serrinha disse que não pediu nem influenciou diretamente na saída de mestre Gilmar da bateria do Império Serrano. O músico afirmou que sequer conhecia Sandro Avelar, novo presidente da verde e branca. O que aconteceu, de acordo com Pretinho, é que ele foi procurado por várias chapas que pediram sua opinião sobre a bateria do Império Serrano.

Ainda segundo o músico, as chapas – que posteriormente se juntaram a Sandro Avelar em uma única – também pediram indicação de possíveis mestres e demonstraram não estarem satisfeitas com o desempenho da Sinfônica do Samba comandada por Gilmar. Pretinho também deixou claro que não tem nem terá cargo na direção do Império Serrano.

Relação com Gilmar

Pretinho esclareceu que não há qualquer tipo de desentendimento ou problema particular com Gilmar. O músico disse que ambos tem o telefone um do outro e já trocaram mensagens.

Pretinho também afirmou que não pediu fantasia para desfilar em 2009. Segundo ele, foi a escola que ligou oferecendo, mas ele recusou e disse que poderiam passar a vaga para seu irmão. No fim, a agremiação não deu fantasia ao irmão dele.

Sobre a disputa de samba onde Gilmar disse que Pretinho havia ficado aborrecido com a bateria, o músico disse que ficou surpreso com o apoio maciço dos ritmistas ao samba rival, mas que ele não levou o fato para o lado pessoal.

Críticas à bateria

Durante a live, Pretinho não se esquivou das perguntas e deu sua opinião à respeito da bateria do Império Serrano. Para o músico, a bateria da verde e branca não estava boa e todo mundo falava isso nos bastidores. Segundo ele, a bateria se perdeu. Pretinho disse que ouvia os ritmistas e o som não o agradava.

O sambista, que afirmou que foi procurado por chapas para opinar, como imperiano e conhecedor de música, a respeito da bateria, pontuou alguns problemas da Sinfônica do Samba. Andamento acelerado, desenho bagunçado e mudança na batida de caixa foram algumas das críticas.

Sobre Gilmar ter dito que ele não elogia a bateria do Império durante a transmissão da Globo, onde é comentarista, Pretinho revelou que muitas vezes acaba não falando tanto durante o desfile da agremiação por estar emocionado. Ele também afirmou que sempre comenta com atenção para não parecer que está puxando sardinha para a escola que torce.

Chegada de Vitinho

Pretinho revelou que Vitinho foi um dos nomes indicados por ele em conversa com as chapas, quando elas haviam pedido a opinião do músico. Ele elogiou bastante o novo mestre e disse que já observava seu bom trabalho desde quando comandou a bateria do Favo de Acari, na Intendente Magalhães.

O músico também exaltou a raiz imperiana de Vitinho – seu pai e seu avô foram mestres de bateria do Império. Pretinho disse que faz diferença o novo mestre ser de ‘dentro de casa’ e que se viesse alguém ‘de fora’, a situação poderia ficar complicada.

Ligação com o Império

Durante a entrevista, Pretinho também relembrou sua trajetória. Cria da Serrinha, ele desfilou por 10 anos na Sinfônica do Samba e ainda foi mestre de bateria do Império do Futuro, escola mirim da agremiação. O músico disse que tem estado mais afastado da verde e branca por conta da agenda e compromissos profissionais, mas está sempre disponível para ajudar. Pretinho também confessou que quer voltar a frequentar e curtir mais os ensaios do Império como torcedor.

Assista à integra da entrevista exclusiva de Pretinho ao SRzd










Comentários




    gl