Jorge Castanheira renuncia à presidência da Liesa por não concordar com nova ‘virada de mesa’

Jorge Castanheira. Foto: SRzd

Jorge Castanheira anunciou na noite desta segunda-feira (3) que não é mais o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa). A decisão do dirigente por renunciar ao cargo foi tomada durante a reunião plenária, na sede da entidade, que deliberou a favor de nova ‘virada de mesa’ no Carnaval.

– Vídeo: plenária define ‘virada de mesa’; Imperatriz não cai e Castanheira renuncia

“Eu declarei, em plenário, que estou me afastando da Liga, porque não concordo com essa decisão de maneira alguma, nem particularmente, nem como diretor, então, a direção da Liga está se desfazendo nesse momento e eu vou tomar as medidas para dar sequência a essa transição, porque eu fiz um termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público, para manter nossa palavra e nossa honra e eu não posso voltar atrás. Lamentavelmente, eu estou fora”, declarou Castanheira, em entrevista coletiva após a reunião plenária desta segunda.

Imperatriz é salva do rebaixamento e fica no Especial

A saída de Jorge Castanheira da Liesa foi motivada pela manobra realizada, pela terceira vez consecutiva, por dirigentes das agremiações. Dessa vez, a maioria dos representantes das escolas do Especial optou por cancelar o rebaixamento da Imperatriz Leopoldinense, 13ª e penúltima colocada dos desfiles de 2019.

+ Saiba tudo sobre a nova ‘virada de mesa’

Desfile Imperatriz 2019. Foto: Leandro Milton/SRzd

Histórico da Liesa

Fundada em 1984, a Liesa teve como primeiro presidente, Castor de Andrade. Anísio Abraão David, patrono da Beija-Flor, assumiu logo em seguida (de 1985 até 1987). Jorge Castanheira esteve no mais alto cargo da entidade entre os anos de 1995 e 1997, sendo substituído por Djalma Arruda (1997-1998) e Luizinho Drummond (1998-2001). De 2001 a 2007, Capitão Guimarães esteve à frente da entidade.

De 2008 até esta segunda-feira (3), Castanheira comandou a Liesa. Agora, assume o vice-presidente Zacarias, mas resta saber se o restante da direção acompanhará o ex-presidente em sua decisão e também abandonará a entidade.

Diretoria Executiva para o Triênio 2018/2021

Presidente: Jorge Luiz Castanheira Alexandre
Vice-Presidente: Zacarias Siqueira de Oliveira
Tesoureiro: Moacyr Henriques
Secretário: Wagner Tavares de Araújo
Diretor Jurídico: Nelson de Almeida
Diretor de Patrimônio: Zacarias Siqueira de Oliveira
Diretor Comercial: Hélio Motta
Diretor de Carnaval: Elmo José dos Santos
Diretor Social: Erich Otto Straher
Diretor Cultural: Luís Carlos Magalhães de Souza Ribeiro

Conselho Deliberativo

Presidente: Dr. Ubiratan T. Guedes
Vice-Presidente: Sidney Filardi
Secretário: Dr. Fernando Cesar Leite
Assessor Jurídico: Dr. Fernando Cesar Leite

Conselho Fiscal

Presidente: Regina Celi dos Santos Fernandes
Membro Efetivo: Renato Almeida Gomes
Membro Efetivo: Rodrigo Pacheco

Suplente: Álvaro Luiz Caetano
Suplente: José Henrique Pinto
Suplente: Marcelo Calil Petrus

Castanheira

Mineiro de Além Paraíba, o economista Jorge Luiz Castanheira Alexandre tem 56 anos. Ele começou a trabalhar na Liesa quando tinha 21 anos.

“Considero a Liesa um filho que ajudei a criar”, disse Castanheira em entrevista ao jornal “O Dia” em 2017. A publicação destacou que o dirigente não tem no currículo qualquer investigação por crime de contravenção, que historicamente esteve ligado ao mundo do samba. Não por acaso, sempre evitou desfilar, além de pouco ser
visto nas quadras de ensaio, não andar com seguranças e dispensar regalias dos camarotes mais badalados do Sapucaí.

Comentários




    gl