Jesus Cristo é o enredo da Mangueira para o Carnaval 2020

Desfile da Mangueira. Foto: Ronaldo Nina/Riotur

Mangueira levou polêmico tripé que trazia as figuras de Jesus Cristo e Oxalá no desfile de 2017. Foto: Ronaldo Nina/Riotur

A Estação Primeira de Mangueira confiará em Jesus Cristo para conseguir o bicampeonato. A figura religiosa é o personagem central do enredo da verde e rosa para o Carnaval 2020, intitulado “A verdade vos fará livre”. O tema é de autoria do carnavalesco Leandro Vieira, que vai para seu quinto desfile à frente da agremiação. A informação foi dada em primeira mão pelo jornal O Globo.

+ Enredo da Mangueira sobre Jesus Cristo agita redes sociais

A intenção do carnavalesco é mostrar o Jesus humano, sem o olhar bíblico, e indagar o que Cristo faria caso voltasse à Terra nos dias atuais, em tempos de intolerância. “Ele condenaria a hipocrisia dos líderes religiosos e combateria o discurso de ódio”, respondeu Leandro.

Leandro Vieira no barracão da Mangueira. Foto: Divulgação

“Vamos falar sobre a figura política de Cristo e o que ele pregava: o amor irrestrito, que nos torna livres da intolerância e o do preconceito. Essa é a verdade que liberta. Porque não é amor o que faz alguém quebrar um terreiro de candomblé”, afirmou o carnavalesco em referência ao terreiro em Duque de Caxias (RJ) que foi destruído na última quinta-feira (11).

O enredo do próximo Carnaval da Mangueira vai misturar dois lados explorados por Leandro Vieira em seus últimos trabalhos na escola: a homenagem biográfica (feita em 2016 com Maria Bethânia) e a crítica (presente nos desfiles de 2018, sobre o Carnaval popular, e de 2019, sobre “a história que a história não conta” do Brasil).

Maria Bethânia foi a homenageada do enredo da Mangueira de 2016, que rendeu o campeonato à escola. Foto: Reprodução

Além da intolerância religiosa, o desfile promete tocar em outras faces da discriminação. “Quando Cristo esteve aqui, ficou do lado dos oprimidos e não fez distinção de pessoas. Será que Jesus não está no morador da favela? No menor abandonado? No gay? Na mãe de santo?”, indagou Leandro em entrevista ao O Globo.

A relação entre as características de Jesus e dos moradores do Morro da Mangueira também não serão deixadas de lado pelo artista. “Vejo um fim de desfile com Cristo sendo louvado, baianas e passistas com temáticas como o Sagrado Coração e o Sudário. Porque o Carnaval é quando o pobre do Morro da Mangueira tira a cruz das costas”, disse o carnavalesco.

O lançamento oficial do enredo “A verdade vos fará livre” será na próxima sexta-feira (19), a partir das 19h, no auditório da quadra da Mangueira.

Comentários




    gl