Justiça determina que Abril reintegre trabalhadores demitidos

Prédio da Editora Abril em São Paulo. Foto: Reprodução de Internet

Prédio da Editora Abril em São Paulo. Foto: Reprodução de Internet

A Justiça de São Paulo determinou que a Editora Abril reintegre seus trabalhadores demitidos desde julho do último ano. A decisão foi promulgada pelo juiz Eduardo José Matiota, da 61ª Vara do Trabalho de São Paulo.

A empresa ainda poderá entrar com recurso. No entanto, caso não consiga reverter o quadro, terá 30 dias para cumprir a ordem judicial. A decisão determina, ainda, que a Abril não poderá fazer novas demissões em massa sem negociação prévia com sindicatos.

Em agosto deste ano, após tomar conhecimento de novas demissões em massa na Editora, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) ingressou com solicitação junto ao Ministério Público do Trabalho. A entidade tinha intenção de reverter os cortes e evitar mais demissões.

Comentários




mais notícias

    gl