Líder da extrema direita francesa critica Bolsonaro: ‘Ele diz coisas desagradáveis’

Marine Le Pen. Foto: Reprodução

Em campanha para as eleições do Parlamento Europeu, a líder da extrema direita da França, Marine Le Pen, criticou postura do candidato à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro (PSL). Em uma entrevista realizada nesta quinta-feira (11) ao programa “4 Verdades” do canal France 2, Le Pen se distanciou do discurso de Bolsonaro e afirmou que candidato diz “coisas extremamente desagradáveis”.

A declaração foi proferida a partir das perguntas da apresentadora Caroline Roux sobre o candidato brasileiro. Ao ser questionada sobre um possível desejo de que Bolsonaro seja eleito no Brasil, Marine rapidamente destacou que decisão cabia ao povo brasileiro.

Em seguida, Le Pen atribuiu o sucesso da campanha de Bolsonaro ao foco em temas como segurança e corrupção. Ela reconheceu que a “criminalidade endêmica” no país foi bem usada pelo candidato para provocar uma “reação à insegurança”.

No entanto, a presidente do partido Reunião Nacional (RN), criticou as declarações de Jair sobre homossexuais e mulheres. “Ele tem dito coisas que são extremamente desagradáveis, intransponíveis para nosso país, é uma cultura diferente”, ressaltou Le Pen. “A partir do momento em dizem coisas desagradáveis, ele passa a ser [considerado] de extrema direita na imprensa francesa. Eu não vejo Bolsonaro como um candidato de extrema direita”, concluiu.

Comentários




mais notícias

    gl