Mesmo com resultado discreto na disputa deste ano, diretoria aposta na manutenção de carnavalesco

União. Foto: Reprodução

Mesmo com um resultado abaixo do esperado no concurso deste ano, a diretoria encabeçada pelo presidente Geraldo Bezerra, da escola de samba Pérola Negra, bancou a permanência de seu carnavalesco para 2018.

Anselmo Brito, que estreou na agremiação nesta temporada, terá sequência em seu trabalho e vai assinar o desfile da “joia rara” no próximo ano. O reconhecimento foi motivo de agradecimento do artista em publicação nas redes sociais:

“Somos gratos ao presidente Dinho pelo carinho e respeito que foi nos dado nesta luta. Isso serviu para fortalecer ainda mais o nosso vínculo com a tão amada joia rara do samba, a nossa Pérola Negra, e toda essa querida comunidade. Teremos o imenso prazer de novamente renovar os nossos laços de comprometimento, respeito e dedicação à este pavilhão. O nosso muito obrigado a todos, e juntos estaremos no Carnaval de 2018”, celebrou Brito.

Com 267,6 pontos, a Pérola Negra ficou na sexta colocação no Grupo de Acesso 2017 com o enredo “Pérola Negra levanta as mangas e põe a mão na massa”. Clique aqui para ver como foi o desfile.

A permanência de Anselmo destoa das duas últimas movimentações no elenco da escola. Mestre Adamastor e a primeira porta-bandeira Gisa Camillo, já haviam oficializado os respectivos desligamentos, conforme noticiou o portal SRzd.

Comentários

srzd