Cubango faz seu terreiro e consagra samba da parceria de Robson Ramos

Parceria de Robson Ramos, Sardinha, Duda Tonon, Anderson Lemos, Ailtinho, Sérgio Careca, Carlão do Caranguejo e Samir Trindade foi campeã do concurso de samba-enredo da Cubango. Foto: Reprodução/Instagram

Se todo brasileiro tem um pezinho na África, a Cubango está com a escola inteira no continente. Por mais um ano, a agremiação levará um tema com traços africanos para a Sapucaí e, por mais um ano, terá um samba de alto nível para desfilar. Em final realizada neste sábado (25), a verde e branco de Niterói escolheu a obra dos compositores Robson Ramos, Sardinha, Duda Tonon, Anderson Lemos, Ailtinho, Sérgio Careca, Carlão do Caranguejo e Samir Trindade para cantar no Carnaval 2019.

– Ouça o samba vencedor

O samba vinha conquistando a quadra a cada eliminatória e teve o tira-teima na decisão. Já passavam das 5 da manhã quando a diretoria anunciou a composição vencedora para o delírio dos presentes. Vale ressaltar, no entanto, a boa apresentação dos outros finalistas – Gabriel Martins e cia e Gatto da Cubango e cia -, que contribuíram para uma final equilibrada e de qualidade.

O carnavalesco Gabriel Haddad, em conversa com o SRzd, exaltou a safra de sambas da Cubango e desmonstrou confiança na obra que representará o enredo “Igbá Cubango – A alma das coisas e a arte dos milagres”, desenvolvido por ele em parceria com o carnavalesco Leonardo Bora e o pesquisador Vinicius Natal.

Tivemos uma safra incrível de nove obras muito boas

“Os três sambas estavam dentro do enredo. Foram no tira-dúvidas com a gente e são ótimos sambas. Tivemos uma safra incrível de nove obras muito boas. Agora é torcer para que o escolhido funcione no desfile oficial. E eu acredito que tem totais condições para isso”, afirmou.

Haddad ainda disse o que leva em consideração na hora de votar em um samba na disputa: “Da minha parte, eu sempre procuro o samba que melhor traduz o enredo e as ideias que a gente vai levar para a Avenida. Depois disso, uma boa melodia e se pode acontecer ou não na Sapucaí. Claro que a gente não tem como prever nada, a gente faz uma aposta. Ano passado, conseguimos a nota máxima”.

Maryanne Hipólito é coroada rainha de bateria

A noite na quadra da Cubango também foi reservada para a coração da nova rainha de bateria da escola. Os ritmistas do Ritmo Folgado, comandados por mestre Demétrius, se tornaram súditos de Maryanne Hipólito, 20 anos.

Estou de volta à escola onde vivi grandes momentos em minha vida

“Estou de volta à escola onde vivi grandes momentos em minha vida. Entrei na Cubango ainda criança, foi onde fiz minha estreia como musa. Tenho muito carinho e gratidão por essa família que me recebeu mais uma vez, de braços abertos”, contou a nova majestade da verde e branco.

Maryanne sambou durante toda a festa e esbanjou simpatia. A beldade, que foi rainha de bateria da Sossego em 2018, foi aprovada pelo carnavalesco Gabriel Haddad: “Ela é uma pessoa maravilhosa. Foi passista mirim da Cubango e é da comunidade. Não desfilou com a gente ano passado, mas é da escola. A gente torce para que tudo dê certo. Para ela, para a bateria, para a escola, para todos nós”.

Maryanne Hipólito foi rainha de bateria da Sossego no Carnaval 2018. Foto: Divulgação/Riotur

Comentários




mais notícias

    gl