‘The New York Times’ critica Bolsonaro e indica ano fatídico ao Brasil

Jair Bolsonaro. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Jair Bolsonaro. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Maior jornal do mundo, o “The New York Times” usou seu editorial para criticar as primeiras medidas do presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

De acordo com o texto, Bolsonaro marcou sua passagem pelo Congresso apenas por “insultos grosseiros a mulheres, minorias sexuais e negros” e lembrou ainda que ele se parece com Donald Trump, “que compartilha seus valores e sua arrogância”.

“Mal Jair Bolsonaro tomou posse como presidente do Brasil, ele lançou uma série de decretos de extrema direita, minando as proteções ao meio ambiente, aos direitos indígenas sobre a terra e à comunidade LGBT, colocando organizações não-governamentais sob monitoramento do governo e removendo do governo os que não compartilham sua ideologia.”

Ainda segundo o editorial, as ações “mostram um desempenho triste, mas não inesperado, do novo líder do Brasil, um ex-oficial militar cujos 27 anos no Congresso brasileiro foram notáveis apenas por insultos grosseiros a mulheres, minorias sexuais e negros.”

O jornal afirma ainda que “um ano fatídico começou para o Brasil” e que “dependerá das instituições brasileiras para resistir ao seu ataque autocrático”.

“Esse teste começa em fevereiro, quando o novo Congresso se reúne — o presidente comanda apenas uma coalizão instável de vários partidos, e ele deve a encontrar forte oposição a suas reformas.”

Comentários




    gl