SRzd completa 14 anos, reafirma crenças e reencontra quem construiu sua história

Sidney Rezende. Foto: Leonardo Vilela

Sidney Rezende. Foto: Leonardo Vilela

O nosso primeiro editorial chegou ao público em 2006 e trouxe o título que traduzia nosso espírito na época: “Valorizando a Liberdade”. Naquele texto guardamos nossos mais preciosos compromissos: “buscar um olhar diferente sobre a notícia, a permanente crença na democracia, aposta na ética e na civilidade”. Está lá exatamente assim: “O nosso ofício só se justifica se o respeito à verdade for cultuado em cada linha que escrevemos”.

Hoje assumimos com orgulho nossos 14 anos, enriquecidos  por experiências humanas, únicas. Neste momento turbulento que vive o país é que entendemos com clareza o caráter da nossa escolha pelo Jornalismo. Nunca esqueceremos que devemos estar onde os poderosos não nos querem.

Por isso, o SRzd, a Casa do Jornalismo, optou neste 23 de maio de 2020 por marcar uma posição política: colocar no centro de tudo o ser humano. Fomos buscar os profissionais que construíram nossa história, desde o início, para saber o que significou ter passado por aqui e o que estão fazendo hoje.

A homenagem que segue representa nosso reconhecimento, e o muito obrigado, a todos. A alegria só não foi completa porque perdemos Vera Rezende, minha irmã querida, que dos seus 64 anos, 13 deles foram dentro da nossa Redação. Ela irradiou com seu generoso sorriso o exemplo de trabalhar incansavelmente em prol de um objetivo comum. Fica aqui nosso respeito póstumo.

Acompanhe o saboroso relato daqueles que contribuíram na nossa caminhada. Muitos outros não foram localizados. Mas ainda estamos em busca de suas histórias pessoais. Meramente pela obrigação de escolher um critério, optamos pela ordem alfabética:

Adriana Gomes. Foto: Acervo Pessoal
Adriana Gomes. Foto: Acervo Pessoal

 

ADRIANA GOMES, porta-bandeira e repórter:

“Há 8 anos fui escolhida a vestir o azul. Das coisas inesperadas da minha vida, o SRzd me ajudou a me tornar uma comunicadora, levando informação e entretenimento. Grande honra poder estar com esta outra bandeira nas minhas mãos. Muito obrigada pela generosidade e pela oportunidade. Parabéns, Sidney Rezende, pela coragem sempre. Parabéns, SRzd. ‘Vesti azul, minha sorte então mudou’, Trio Esperança!”

 

 

Equipe SRzd. Foto: SRzd
Equipe SRzd. Foto: SRzd

ALBERTO JOÃO, jornalista:

“Trabalhar no SRzd foi uma grande honra. O Sidney sempre deu liberdade editorial e desenvolvemos muitos projetos inovadores juntos. Revelamos muitos jornalistas que seguem brilhando por aí. Na parceria SRzd e Carnavalesco, conquistamos o mundo do samba. Nenhum veículo chegou nem perto do que fizemos. Tenho certeza que o segredo do sucesso foi nosso amor pelo jornalismo. Vida longa ao SRzd. Tenho muitas histórias para contar com o SRzd. A melhor e inesquecível vai com a foto. Simboliza o lançamento do prêmio Estrela do Carnaval. Quando levei a ideia, de 2007 para 2008, era algo de sonhador e quase impossível. Virou realidade. Fizemos festas que até hoje estão nas memórias dos sambistas. A foto citada traz dois amigos, Isaac Ismar e Guilherme Marques, que brilharam com a gente e hoje estão lá em cima torcendo e nos abençoando”.

Aldir Cony. Foto: Acervo Pessoal
Aldir Cony. Foto: Acervo Pessoal

ALDIR CONY, editor na Globonews:

“O SRzd foi a minha porta de entrada no Jornalismo. O estágio no site foi meu primeiro contato com a profissão e me ensinou muita coisa que carrego até hoje. Fiquei apenas um ano, mas foi tempo suficiente para aprender conceitos fundamentais e vivenciar experiências marcantes. Sou muito grato pela oportunidade de ter trabalhado com tanta gente dedicada – pessoas que foram fundamentais para pavimentar meus primeiros passos nessa carreira que escolhi para a vida. Foram várias coberturas marcantes, como jogos de futebol e o Rock in Rio, mas a lembrança mais marcante é a do Carnaval de 2013. Minha primeira grande cobertura, justo no carro-chefe do site. Trabalhar nos quatro dias de desfile na Marquês de Sapucaí foi emocionante. Fiquei na Concentração e lembro especialmente do momento em que o último carro da última escola – a Vila Isabel – entrou na Avenida. O público gritava ‘é campeã’, o que de fato aconteceu, e naquele momento eu me senti emocionado por saber que estava ajudando a contar parte daquela história”.

Alexandre Tortoriello. Foto: Acervo Pessoal
Alexandre Tortoriello. Foto: Acervo Pessoal

ALEXANDRE TORTORIELLO, repórter especial da Band:

“Não é todo dia que alguém nos confia um filho pra tomar conta. Foi isso que o Sidney fez comigo. Foi muito mais do que me dar uma oportunidade no momento em que eu mais precisava. Eu tocava o dia-a-dia da redação à distância, coordenando uma jovem e talentosa equipe. Dividir com eles um pouco da minha vivência e ajudá-los a trilhar seus próprios caminhos foi uma das melhores experiências profissionais e pessoais que tive. Sou muito grato por tudo isso. Foram tantos momentos marcantes… Talvez o maior deles, a criação do prêmio Estrela do Carnaval, e a transmissão ao vivo do desfile das escolas do Grupo Especial. “Quem vai acompanhar nossa narração em texto de um espetáculo tão visual que já é transmitido pela TV e pelo rádio?”, pensei. E me surpreendi com a audiência e a participação do nosso público. Como não esquecer as reuniões na casa do Sidney até tarde, enquanto preparávamos a transição para a redação física, já que trabalhávamos todos remotamente? Um projeto que vi nascer, mas também à distância. Às vésperas da inauguração, fui convidado para trabalhar na Band. Um desafio novo e a chave de realizar um projeto que tinha desde a faculdade: trabalhar em TV, contar histórias com som e imagem. Mas era uma proposta de risco, um mês de teste. Só continuaria se desse certo. E eu não tinha qualquer experiência no vídeo. Estava com medo. “Vai! Pode ficar tranquilo”, me disse o Sidney. “Se não der certo, você volta pra cá. Mas sei que não vai voltar”. E ele estava certo. Muito obrigado por confiar no meu trabalho. Às vezes, mais do que eu mesmo”.

ALFREDO LOPES, presidente d ABIH

O Sidney Rezende é um jornalista de credibilidade ímpar na cobertura jornalística de nosso estado e país. Desde a criação do portal, ele acompanhou uma fase importante de transformação do parque hoteleiro fluminense e acabou sendo, também, um expectador atento ao meu posicionamento como fonte nos temas ligados ao turismo, hotelaria e mercado imobiliário. Nestes quase quinze anos, tivemos a oportunidade, por diversas vezes, de interagir com seus questionamentos, apontamentos, e, acima de tudo, pelo grande poder de propagação da notícia que ele conquista com brilhantismo em seu papel como comunicador. Por estes motivos, é uma honra fazer parte desta história. Desejamos vida longa ao portal!

Ana Carolina Garcia. Foto: Acervo Pessoal
Ana Carolina Garcia. Foto: Acervo Pessoal

ANA CAROLINA GARCIA, crítica de cinema:

“Minha primeira experiência no SRzd foi em 2008, colaborando com a editoria de cinema. Três anos depois, o Sidney me convidou para voltar ao site como crítica. Foi a minha primeira experiência na função, o que me deixou bastante insegura inicialmente. Mas o aprendizado proporcionado pela troca de experiências fortaleceu uma relação baseada em respeito e confiança mútuos. Esse respeito e confiança sempre vêm à mente quando penso no SRzd, pois o Sidney sempre escutou nossas sugestões e opiniões, nos apoiando e incentivando”.

ANDRÉ MIRANDA, jornalista:

“Ter trabalhado no SRzd resultou em uma experiência que ajudou a definir com o que eu queria seguir na minha carreira. O SRzd fortaleceu muito no meu processo de aprendizado. Minha maior lembrança é da cobertura do Fashion Rio em junho de 2011. Era o único repórter do site lá”.

Antonio Carlos Duarte. Foto: Acervo Pessoal
Antonio Carlos Duarte. Foto: Acervo Pessoal

ANTONIO CARLOS DUARTE, repórter e comentarista na Rádio Bandnews FM e assistente de Laboratório na Escola Eleva:

“Foi uma das melhores experiências que tive nos meus mais de 30 anos de jornalismo. Trabalhei com pessoas altamente profissionais, iniciando no site as transmissões de futebol, que tiveram uma repercussão bem positiva. Ter voltado a trabalhar com o Sidney Rezende foi muito importante, com quem tive um grande convívio durante alguns anos na Rádio CBN.  Ótimas lembranças de termos feito um trabalho muito especial na Copa do Mundo da Rússia, mesmo sem a transmissão dos jogos, mas com comentários sempre pertinentes. Transmissões importantes de jogos do Brasileirão, Libertadores e Estadual do Rio. Só lembranças boas e que tenho muitas saudades”.

Aurora Seles. Foto: Acervo Pessoal
Aurora Seles. Foto: Acervo Pessoal

AURORA SELES, jornalista, professora e assessora de comunicação:

“Para mim, foi um privilégio ter sido colaboradora, colunista e comentarista do Portal SRzd. Veículo de tamanha importância à cultura e ao Carnaval! Parabéns, Sidney Rezende, Raul Machado e toda a equipe pelo 14º aniversário”.

 

 

 

Bruno Costa. Foto: Acervo Pessoal
Bruno Costa. Foto: Acervo Pessoal

BRUNO COSTA, diretor de Monetização da Barões Digital Publishing:

“Sinto muito orgulho da parceria que tivemos com o SRzd, sendo responsáveis pela marca e portal atual. A parceria foi muito importante para nós e desejamos muita prosperidade em qualquer cenário futuro, pois resiliência eles têm de sobra. Guardo lembranças ótimas das reuniões de trabalho com o Sidney, a super Sabrina Pirrho, a inesquecível Vera Rezende, e equipe. Parabéns pelos 14 anos, e vida longa ao SRzd!”

 

Cadu Zugliani. Foto: Acervo Pessoal
Cadu Zugliani. Foto: Acervo Pessoal

CADU ZUGLIANI, editor-chefe dos canais Sportv:

SRzd sempre foi uma família e levávamos isso do início dos trabalhos até a Avenida nos dias de desfile. Sempre foi um grande prazer e diversão, mesmo com todo o compromisso sério que tínhamos de informar e mostrar bem esta grande festa que é o Carnaval. Tenho vários momentos especiais nesta equipe, mas guardo os nossos debates pré-Carnaval com especial carinho. Acho que conseguimos chegar a um nível de excelência nas discussões. Fantástico”.

 

Cheryl Berno. Foto: Acervo Pessoal
Cheryl Berno. Foto: Acervo Pessoal

 

CHERYL BERNO, mestre em Direito Econômico e Social, advogada, professora e colunista:

Conheci o Sidney Rezende, do SRzd, em um painel de debates que fizemos por todo o Estado do Rio de Janeiro. Juntos ajudamos no levantamento de muitas questões importantes para a melhoria do ambiente de negócios. Ele é mesmo show, como profissional e empresário. Quando me convidou para fazer uma coluna no Portal de Notícias SRzd, eu não tinha mais tempo para nada, mas aceitei o desafio e acabei me apaixonando pelo jornalismo de qualidade. Hoje tenho muito orgulho de fazer parte desta equipe e ajudar a levar notícias com credibilidade, que de alguma forma esperamos que ajudem pessoas e empresas. Parabéns ao SRzd, à toda equipe, pelo aniversário, que venham muitos anos e seguidores! Muito obrigada, Sidney Rezende, e a você, que nos acompanha e valoriza informações confiáveis! O mundo precisa de gente que bem forma e que bem se informa! Vem com a gente!

 

Claudio Burger. Foto: Acervo Pessoal
Claudio Burger. Foto: Acervo Pessoal

CLAUDIO BURGER, editor do site FutRio:

“Em agosto de 2007, quando entramos para o portal foi o divisor de águas. Ganhamos credibilidade, confiança e respeito. E, no mesmo ano, ganhamos o prêmio da Ferj de melhor cobertura”.

 

 

 

 

 

Cláudio Francioni e Juliana Dias. Foto: Acervo Pessoal
Cláudio Francioni e Juliana Dias. Foto: Acervo Pessoal

CLÁUDIO FRANCIONI, professor:

“É um prazer enorme fazer parte desse time. A lembrança mais marcante que tenho é uma entrevista por telefone com Milton Nascimento, apenas uma semana após eu ter chegado. A oportunidade caiu no meu colo. Obviamente gelei, mas corri atrás para dar conta da missão. Esse exemplo serve para mostrar como fui bem acolhido e o quanto confiaram em mim, mesmo sem nenhuma experiência anterior. Tenho um orgulho gigante dos meus nove anos vestindo azul. Aqui conheci pessoas fantásticas e vivi experiências que jamais imaginaria. Parabéns e longa vida ao SRzd!”

 

 

Cláudio Perrout. Foto: Divulgação

CLÁUDIO PERROUT, repórter da Rádio BandNews FM:

“O SRzd mudou a minha vida recente. Após 2 anos desempregado, Sidney Rezende convida-me para voltar ao mercado de trabalho. Renasci. Nossa equipe foi motivada a disputar a audiência com empresas já estabelecidas. Sidney nos apresentava os números crescentes da resposta do público e aumentava a disposição pela causa SRzd. Foi um período de redescobertas e desafios. Sou e serei eternamente grato ao SRzd e ao Sidney Rezende. Registro a minha convicção, mesmo neste momento de crise, que o melhor ainda está por vir”.

Daniel Guimarães. Foto: Acervo Pessoal
Daniel Guimarães. Foto: Acervo Pessoal

DANIEL GUIMARÃES, produtor de conteúdo especial da Comunicação da CBF na empresa Mowa Sports:

“O SRzd, para mim, é o começo de um sonho. Entrei na faculdade há 10 anos e, logo no ano seguinte, tive a oportunidade de iniciar a carreira como estagiário do SRzd. Gastei sola de sapato em algumas boas coberturas, comecei a iniciar os calos nas orelhas de tanto usar o telefone da salinha do segundo andar e aprendi como fazer jornalismo. O SRzd sempre terá um lugar especial no meu coração. Tenho muitas lembranças legais. Eu fazia o turno da manhã, chegava pouco antes das 7h na redação e, enquanto passava um café na copa, sempre tinha uma conversa legal, um ‘bom dia’ com carinho da Vera Rezende e do Jorge Lisboa, e boas risadas para começar o dia. O ambiente sempre foi ‘Nota 10’. Ainda sobre as coberturas, lembro que era muito divertido acompanhar a galera do Carnaval, sempre trazendo furo atrás de furo sobre o mundo do samba, e guardo com carinho a lembrança de uma matéria especial que fiz juntamente com o Lucas Diogo sobre o aniversário do título da Libertadores de 1981 do Flamengo. Pegamos depoimentos de ídolos do clube e grandes personagens daquela conquista”.

DANIEL OUTLANDER, assessor de imprensa:

“Desde muito jovem, me via atraído pelo mundo das notícias. Trabalhar com Sidney Rezende, referência em qualidade no jornalismo, foi mais que a materialização de um sonho: foi uma escola. Com minha passagem pelo SRzd, pude explorar todos os lados da notícia e aprender. Dentre as lembranças que eu tenho de minha passagem pelo site, estão inúmeras coberturas de eventos, desde shows e festivais, como o Rock in Rio, a inúmeras, desgastantes e exitosas pautas nas mais variadas escolas de samba. Valorizar a cultura sempre foi um diferencial do portal, ao meu ver”.

Diego Mello. Foto: Acervo Pessoal
Diego Mello. Foto: Acervo Pessoal

DIEGO MELLO, redator publicitário na Globo e tem um canal no Youtube chamado Doze Futebol:

“Foi minha primeira experiência profissional, então considero muito importante o período que estive no SRzd. Fiquei um bom tempo no site, tendo a oportunidade de conhecer e entrevistar pessoas que me fizeram crescer profissionalmente. Hoje, como redator publicitário e videomaker, olho para trás e vejo que a oportunidade de escrever, produzir, filmar e editar no SRzd me ajuda até hoje na carreira. Minha melhor lembrança do período que trabalhei no SRzd foi da cobertura do Carnaval na Sapucaí. Sendo um peixe fora d’água nesse mundo, aqueles dias me deram a oportunidade de conhecer de perto a grandiosidade do evento e como ele é apaixonante para milhares de pessoas – e para mim depois. Além disso, pude perceber como o site em que eu trabalhava era importante para a cultura do Carnaval brasileiro”.

Eliane Santos Souza. Foto: Acervo Pessoal
Eliane Santos Souza. Foto: Acervo Pessoal

ELIANE SANTOS SOUZA, professora e pesquisadora:

“O que mais me encanta nesta vivência no SRzd é a oportunidade de aprender mais sobre o Carnaval e o samba com mais velhos e, ao mesmo tempo, com os mais jovens, observar e poder entender o mundo tecnológico numa prática serena em atuações potentes e com seriedade. Os momentos de aprendizagem junto à equipe, que de forma generosa se dispõe a todo ano me qualificar para o trabalho; a saudade do afeto de Vera Rezende me orientando e acolhendo; a alegria dos jovens me protegendo e ajustando minhas ações! Quantas lembranças magníficas!”

 

Eliane Pinheiro. Foto: Acervo Pessoal
Eliane Pinheiro. Foto: Acervo Pessoal

ELIANE PINHEIRO, social media:

“O SRzd foi uma escola que me abriu portas para conhecer o mundo fascinante do Jornalismo, principalmente relacionado à cobertura de eventos importantes, como o Carnaval. Foram vários trabalhos diferentes que tive a oportunidade de cobrir representando o SRzd e que me trouxeram grande aprendizado e excelentes amigos que guardo no coração. Trabalhar com o jornalista Sidney Rezende e com os profissionais que fazem parte da equipe azul do SRzd Rio e São Paulo tornam qualquer job empolgante e recompensador. Agradeço muito ao Sidney e sua equipe por toda oportunidade e transferência de conhecimento. Nessa trajetória, a mais recompensadora experiência que tive atuando pelo SRzd foi superar as dificuldades e desafios na Marquês de Sapucaí, proporcionando conteúdo jornalístico de qualidade, interativo e inovador para os seguidores do SRzd.”

 

Evaldo José e Antonio Carlos Duarte. Foto: Acervo Pessoal
Evaldo José e Antonio Carlos Duarte. Foto: Acervo Pessoal

EVALDO JOSÉ, professor e narrador esportivo:

“Vivemos uma experiência maravilhosa de fazer rádio a muitas mãos! Com Sidney, Duarte, Perrout, Robson, Jorge e tantos companheiros que conhecem e amam o veículo. Foi incrível!”

 

 

Fábio Azevedo. Foto: Acervo Pessoal
Fábio Azevedo. Foto: Acervo Pessoal

FABIO AZEVEDO, jornalista dos canais Fox Sports:

“Fui aluno do Sidney Rezende e tive o privilégio de trabalhar com ele no Sistema Globo de Rádio. Foram anos de diversão durante as participações do quadro de esporte. A admiração sempre foi muito grande pelo jornalista, e quando veio o convite fiquei muito orgulhoso em poder fazer parte de um projeto inovador. Virou um desafio ser um colunista de esporte, buscar assuntos relevantes para o debate e tentar trazer um olhar diferente. À época, logo no início do SRzd, as mídias sociais não tinham o alcance de hoje e o site era a mídia digital de consulta. Foi de muita importância para a minha carreira. Ainda era um novato e vinha do Rádio. Tive a chance de desenvolver minha parte escrita, com textos semanais. Hoje, com 21 anos de estrada, olho para trás e tenho muito orgulho em ter feito parte do início de um projeto ambicioso e que colecionou tantas conquistas. Não é fácil enfrentar os gigantes da comunicação e o SRzd sempre soube marcar presença, buscando temas que ainda não têm tanto espaço, olhando todos sem distinção. Futebol além dos 4 grandes times e o mundo do samba, por exemplo, são dois momentos que indicam que o SRzd sempre traz informações de todos. Por mais 14, mais 14, mais 14 anos, pelo menos, pela frente”.

Felipe Coelho. Foto: Acervo Pessoal
Felipe Coelho. Foto: Acervo Pessoal

FELIPE COELHO, administrador:

“Estive na frente comercial do site de 2014 a 2016, poucos anos após meu início profissional. Lá, descobri haver espaço no mercado de trabalho onde se joga limpo. De lá, levo a certeza de que bom jornalismo não requer destruição de reputação”.

 

 

FELIPE HID, assessor parlamentar na Câmara Municipal de Rio Branco, Acre:

Felipe Hid. Foto: Acervo Pessoal
Felipe Hid. Foto: Acervo Pessoal

“Comecei como estagiário em oportunidade dada pelo jornalista Sidney Rezende, ao qual tenho grande apreço como profissional. O SRzd tornou-se também meu primeiro trabalho como jornalista profissional. Aprendi a ser multifuncional: apurar, escrever, editar, registrar imagem, ser conectado às tecnologias e meios de comunicação e, principalmente, sempre estudar sobre o assunto a ser noticiado. Entendi a essência do desafio diário da profissão com todas as dificuldades que enfrentamos na área. Aprendi que nossa profissão é muito bonita e de extrema relevância para toda a sociedade. É uma responsabilidade gigantesca, então foi essencial iniciar na redação do site do jornalista Sidney Rezende para assimilar todo esse processo crucial para o meu crescimento. Mesmo sendo da editoria de esportes na época, sou a comprovação de que temos que estar preparados para pautas de todos os setores. No SRzd, cada repórter/editor tinha suas editorias definidas, mas sempre nos transmitiam a importância de estarmos preparados para ajudar nos grandes eventos – das eleições na política brasileira ao Carnaval – e de ter conhecimento sobre todas as áreas para quando chegasse o dia de cobrir uma matéria diferente daquela rotineira e, desta forma, ter o feeling da pauta para passar a informação de forma precisa aos leitores e público no geral. São diversas boas lembranças. A principal foi conhecer pessoas que tenho amizade até hoje. Profissionalmente realizei sonhos de quando era criança. Era contagiante e prazeroso escrever as crônicas dos times do Rio e da Seleção Brasileira e realizar a cobertura de pequenos e grandes eventos esportivos de todas as modalidades. Em uma das pautas, tive a oportunidade de entrevistar, em 2012, o maior medalhista olímpico do Brasil, Torben Grael, detentor de duas medalhas de ouro (1996 e 2004), uma prata e dois bronzes, sobre a falta de apoio para as Olimpíadas do Rio 2016, além de fazer parte da pauta ao ser convidado para velejar com a equipe francesa durante o Circuito Mundial de Catamarã, a Extreme Sailing Series, realizada na praia do Flamengo, no Rio. Nas coberturas diárias, entrevistei atletas de peso de vários esportes: futebol, natação, basquete, vôlei, UFC, remo, entre outras modalidades de igual importância”.

Felipe Santos. Foto: Leandro Milton
Felipe Santos. Foto: Leandro Milton

FELIPE SANTOS, docente de jornalismo na Unicarioca e narrador esportivo:

“O SRzd significou um marco para mim. O trabalho que fizemos com a equipe de esporte foi único e serve como referência para os próximos. Os laços de amizade e de profissionalismo são lições para a vida. Nossa, separar apenas uma experiência é pouco, mas acho que nossa primeira transmissão, no jogo entre Flamengo x River Plate é marcante. Nossa primeira final, a do estadual entre Vasco x Botafogo, também foi incrível. E, claro, todo o amor com que colocamos cada transmissão no ar”.

Chico Rezende. Foto: Reprodução
Chico Rezende. Foto: Reprodução

FRANCISCO REZENDE, jornalista e idealizador do SRzd ao lado do Sidney Rezende:

“Quando o site começou em 2006, a ideia era ser apenas um blog pessoal com ideias e entrevistas. Com o sucesso inicial e milhares de visualizações já nos primeiros meses, começamos a pensar em como aumentar e agregar mais conteúdo para o site. Vieram novas ideias, editorias, novos colaboradores e uma nova cara para o site que se tornou o Portal SRzd. Mais de uma década depois, o portal é referência no Rio de Janeiro e no Carnaval brasileiro, tendo milhões de visualizações todos os meses. E, com 14 anos, podemos dizer que a história do SRzd está só começando”.

GLERISTON RODRIGUES, editor do Extra:

“O SRzd foi minha porta de entrada para o jornalismo profissional e minha grande escola. Durante os mais de três anos que estive no portal, muitos foram os desafios e alegrias compartilhados com a equipe. Coberturas de momentos históricos, como a Copa do Mundo e as eleições, em 2010, a volta do Rock in Rio depois de dez anos e a morte de Osama Bin Laden, em 2011, além dos diversos carnavais e da sempre efervescente política carioca, foram marcantes e estarão sempre guardadas com carinho no meu coração. Como repórter do SRzd, descobri os caminhos da apuração. Como editor, encarei de frente o enorme desafio de liderar uma equipe e fazer a audiência crescer. No caminho, algumas amarguras e muitas conquistas. Para minha carreira, foi uma experiência enriquecedora e que segue fazendo diferença até hoje. Como não sentir saudade da aconchegante redação e da adrenalina de estar sempre em cima dos fatos? Ou das dezenas de pessoas que passaram pelo site e deixaram sua marca? Guardo com carinho as comemorações no Belmonte do Leblon, que não foram poucas. Aqueles chopes, cachaças e pastéis nos deram histórias para contar! História é o que o portal deve continuar fazendo nesta década ainda mais desafiadora que a anterior, com a garra que sempre o caracterizou. Muitos e muitos anos de vida ao SRzd! Parabéns!”

Guilherme Queiroz. Foto: Acervo Pessoal
Guilherme Queiroz. Foto: Acervo Pessoal

GUILHERME QUEIROZ, jornalista:

“Representa um dos maiores prazeres da minha vida. Sonho desde criança ser um jornalista e o SRzd me dá este prazer de poder exercer a profissão. Neste breve período em que estou no site, aprendi muito sobre o jornalismo e sei que vou aprender muito mais nos próximos anos. Sou muito grato por fazer parte desta equipe”.

 

 

 

Gustavo Ribeiro. Foto: Acervo Pessoal
Gustavo Ribeiro. Foto: Acervo Pessoal

GUSTAVO RIBEIRO, chefe de reportagem do jornal O Dia:

“O SRzd foi a casa que me permitiu realizar o sonho de exercer pela primeira vez a profissão de jornalista, a conhecer o mercado e a ser por ele reconhecido. Ainda estagiário, tive oportunidade de apurar reportagens que repercutiram nacionalmente, tamanha a credibilidade conquistada pelo portal ao longo dos últimos 14 anos. Também no SRzd, vivi experiências marcantes para qualquer jovem jornalista, como a primeira cobertura do Carnaval na Marquês de Sapucaí e a primeira viagem a trabalho. Obrigado ao SRzd por ter impulsionado minha carreira e vida longa ao jornalismo independente que o site realiza!”.

Hélio Rainho. Foto: Divulgação

HÉLIO RICARDO RAINHO, colunista e pesquisador acadêmico:

“O SRzd teve papel extremamente importante na era do jornalismo digital brasileiro. Não apenas por ser capitaneado por um nome de grife – o de seu fundador, o renomado Sidney Rezende – mas pela diversidade de suas linhas editoriais e por trabalhar com uma gestão descentralizada, responsável e autoral. O foco no Carnaval, com uma cobertura jornalística ininterrupta associada a um conteúdo crítico-reflexivo de altíssimo nível, é um marco que fez e faz escola. Tenho orgulho de fazer parte do embrião desse projeto, que me deu nome e reputação como profissional. A liderança do Sidney, o inesquecível legado matriarcal da saudosa Vera Rezende e o convívio respeitoso e afetivo com as equipes em todos estes anos foram marcos derradeiros e definitivos. Enquanto frutificávamos, recebíamos flores! Poeticamente, este é o perfume que o SRzd trouxe às nossas vidas!”

Helmut Leopold. Foto: Acervo Pessoal
Helmut Leopold. Foto: Acervo Pessoal

HELMUT LEOPOLD, Comunicação e Marketing da Escola Alemã Corcovado:

“O SRzd foi a minha primeira experiência no jornalismo. Sou muito grato ao Sidney por ter me dado a oportunidade de vivenciar o dia a dia de um grande portal de notícias. Foi lá também que aprendi e que nunca esquecerei que o trabalho em equipe, tão essencial, faz a diferença. Parabéns, SRzd, por mais um ano de existência!”.

 

 

 

Hugo Noronha. Foto: Acervo PessoalHUGO NORONHA, jornalista na web rádio Antena Esportiva:

“Foi uma honra para mim ter sido escalado para trabalhar ao lado do Sidney Rezende, em que pude ter a oportunidade de absorver novas experiências, conhecer profissionais incríveis e me desenvolver no jornalismo. A melhor lembrança foi: encontrá-lo pela manhã na redação e poucas horas depois vê-lo dando bom dia/boa tarde na TV”.

 

 

Isabel Saraiva. Foto: Acervo Pessoal
Isabel Saraiva. Foto: Acervo Pessoal

ISABEL SARAIVA, especialista em Comunicação:

“Trabalhei no SRzd em 2009, ao voltar de um intercâmbio. Morava no interior e foi meu primeiro trabalho como jornalista no Rio. Lembro do orgulho da minha mãe em falar para todos que eu trabalhava com o Sidney Rezende. A equipe era super competente, unida e se esforçava para levar o melhor conteúdo para o portal. Formávamos uma bela família. De lá saiu minha amiga-irmã, Renata Rosas. Foi um dos melhores períodos da minha vida”.

 

 

 

 

 

João Carlos Martins. Foto: SRzd
João Carlos Martins. Foto: SRzd

JOÃO CARLOS MARTINS, estagiário de jornalismo:

“O SRzd sempre exerceu um papel importantíssimo para o mundo do samba. Agora, ainda mais. Em um cenário onde as escolas são desmerecidas, o Carnaval se uniu no combate à pandemia de Covid-19 e mostrou sua grandeza. Ter o SRzd para divulgar ações e doações das agremiações em um jornalismo sério e independente é um respiro para nossa cultura popular. São vários os momentos marcantes com a camisa azul do SRzd. Mas acredito que o principal deles tenha sido a primeira noite de desfiles de 2019. Era meu primeiro ano no comando da equipe do Carnaval. Caiu um dilúvio na Sapucaí horas antes do início. Foram tantos problemas dentro e fora da pista, e mesmo assim a gente realizou um trabalho incrível. Tenho muito orgulho daquela sexta-feira e de todos que colaboraram para o nosso sucesso”.

João Gilberto Rezende. Foto: Acervo Pessoal
João Gilberto Rezende. Foto: Acervo Pessoal

JOÃO GILBERTO REZENDE, Cloud DevOps Engineer, da empresa SkipTheDishes, em Winnipeg, Manitoba, Canadá:

“Trabalhar no SRzd foi um desafio bastante engrandecedor para mim por duas razões. A primeira foi criar um site e uma infra que suportasse todos os seus visitantes sem que o mesmo caísse. O segundo foi conhecer o magnífico trabalho que os repórteres do SRzd faziam nos bastidores do Carnaval. Vi o quanto é complexo. Fui em campo para entender como eles trabalhavam e tive a oportunidade de ajuda-los através do sistema”.

 

JP ALVES:

“O SRzd é a simbiose perfeita: Carnaval, amigos, e informação de qualidade. Posso dizer que depois de 20 anos de bateria, encontrei no ‘time azul’ a minha batida perfeita, a melhor maneira de me relacionar com o Carnaval. Obrigado, Sidney e equipe. Que continuemos a voar nesse ‘céu azul de brigadeiro'”.

Jorge Lisboa. Foto: Acervo Pessoal
Jorge Lisboa. Foto: Acervo Pessoal

JORGE LISBOA, aposentado:

“Uma alegria pra mim trabalhar durante tantos anos no SRzd. Trabalhei desde a inauguração em 2006 até 2015 quando iniciei minha aposentadoria. Foram anos de muito aprendizado. Tive a honra de ver o site nascer, todos os detalhes e crescimento, por lá conheci muitas pessoas, tive muitas experiências, fiz muitos amigos e aprendi com tudo o que tive oportunidade. Agradeço ao Sidney, Francisco e toda a equipe que trabalhei durante esses 9 anos. Parabéns pelos 14 anos e vida longa ao SRzd!”

 

 

J.R. Silva. Foto: SRzd
J.R. Silva. Foto: SRzd

J. R. SILVA, jornalista e radialista:

“Notícia não tem hora, não tem dia, não tem lugar. Ela acontece a todo instante, a toda hora e o SRzd está sempre alerta para levar em tempo real tudo que acontece no planeta. Foi exatamente isso que me seduziu. Através da velocidade da internet e ao mesmo tempo via web radio, estar online com nossos ouvintes, leitores, internautas que sempre fizeram questão de interagir conosco com seus comentários. Sou um apaixonado pela comunicação imediata que a rádio online nos permitiu realizar. Tenho orgulho de ser SRzd e, como jornalista, tenho a felicidade de fazer o meu trabalho com total isenção e liberdade de expressão. Sou grato e me proponho a estar sempre pronto a seguir a pauta”.

Joice Hurtado. Foto: Acervo Pessoal
Joice Hurtado. Foto: Acervo Pessoal

JOICE HURTADO, assessora de imprensa da Subsecretaria Estadual de Grandes Eventos e assessora de imprensa do GRES Acadêmicos do Salgueiro:

“O SRzd, literalmente, foi o responsável pela grande virada profissional da minha vida. Foram nove meses de muito aprendizado, de uma convivência em família, em que aprendi que poderia trilhar caminhos que, antes daquela experiência, jamais poderia imaginar ser capaz de trilhar. Ali, eu convivi com pessoas que me ensinaram a ser uma profissional cuja meta era fazer o melhor e da maneira mais ética possível o meu trabalho. A oportunidade que o Sidney e a Vera me deram fez com que eu voltasse a acreditar no meu potencial e na minha capacidade. Tenho muito orgulho de dizer que vesti a camisa azul e, quando olho ao redor e vejo tantos colegas com quem eu dividi a redação, hoje em posições de destaque, só tenho a certeza de que ali foi a minha grande escola. Não é fácil completar 14 anos de existência mantendo um trabalho de qualidade, muito menos ter uma equipe apaixonada, ética e pronta para levar as notícias a um público apaixonado e exigente como o do Carnaval. E como eu sempre disse, uma vez time azul, para sempre time azul. Gratidão! Vocês são realmente inesquecíveis”.

Jorge Eduardo. Foto: Acervo Pessoal
Jorge Eduardo. Foto: Acervo Pessoal

JORGE EDUARDO, gerente de Produção e Conteúdo da FlaTV:

“Primeiro, precisamos reconhecer o empreendedorismo social e profissional que a pessoa do Sidney Rezende representa. Principalmente por remar sempre de maneira otimista, abrindo portas e postos de trabalho, mesmo com a maré forçando o barco para trás. No meu caso, foi uma oportunidade única a de rever velhos companheiros, conhecer novos e aprender com ele, Sidney, a acreditar nos nossos projetos. Que é possível fazer, se quisermos fazer. Além disso, foi importante poder estar novamente no mesmo ambiente que ele. Ter participado do projeto Rádio SRzd foi marcante e ousado. Mexeu com o meio e fez com que fosse possível acreditar em iniciativas positivas, pluralistas e cooperativadas, no sentido da união, da força e na divisão dos resultados. Uma pena que o país não estivesse preparado e que suas condições de economia não permitiram que o trabalho avançasse. Mas valeu demais a pena desafiar os falsos valores e, sobretudo, realizar. Parabéns ao portal SRzd e àqueles que mantêm o sonho vivo. Quem dera tivéssemos mais Sidneys e mais SRzd‘s pelo Brasil”.

Juliana D'Arêde. Foto: Acervo Pessoal
Juliana D’Arêde. Foto: Acervo Pessoal

JULIANA D’ARÊDE, Comunicação do Grupo Globo:

“O SRzd foi o meu primeiro estágio, a minha primeira experiência no jornalismo, profissão que escolhi. Sou muito grata ao Sidney pela oportunidade e por acreditar em mim na faculdade. Significou muito. No SRzd, comecei a trilhar o meu caminho profissional. Ralei muito, me esforcei ao máximo e aprendi bastante. Fico honrada de fazer parte dessa história e levo com muito carinho todas as experiências enriquecedoras e todas as pessoas com as quais convivi nesta época, meus primeiros colegas de trabalho, de quem tive o prazer de absorver um pouquinho para ajudar a me tornar a profissional que sou hoje. Vida longa ao SRzd“.

 

Juliana Dias. Foto: Divulgação

JULIANA DIAS, fotógrafa

“Em meus quatro anos fazendo parte da equipe SRzd como fotógrafa no carnaval e em eventos musicais, pude experimentar momentos inesquecíveis não só na avenida e nos palcos, mas principalmente nos bastidores. A qualificação do time e a união para enfrentar algumas adversidades faz a experiência ser muito mais enriquecedora. Sou grata pela oportunidade de poder desenvolver meu trabalho e de conhecer excelentes profissionais. Parabéns SRzd! Que venham muitos anos para brindarmos a alegria!”

 

 

Laura Machado. Foto: Acervo Pessoal
Laura Machado. Foto: Acervo Pessoal

LAURA MACHADO, chefe de reportagem da RedeTV:

“Trabalhei por cerca de 4 anos no SRzd, onde aprendi muito. Foi uma grande experiência para minha carreira profissional, pois fiz cobertura das mais diferentes pautas como políticas, policiais, de cultura, entre outros temas. Além disso, tive oportunidade de trabalhar em grandes eventos, como Carnaval, em vários anos na Sapucaí, Rock in Rio, visita do ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama na capital fluminense, escolha da cidade do Rio como sede dos jogos olímpicos, durante o show em Copacabana, e várias outras. Fiz ótimas amizades também.  São lembranças muito boas que guardo com saudades deste período. Parabéns pelos 14 anos e que venham muitos outros de sucesso”.

 

Leandro Milton. Foto: Acervo Pessoal
Leandro Milton. Foto: Acervo Pessoal

LEANDRO MILTON, fotógrafo:

“O SRzd é uma grande escola para mim por trabalhar ao lado de grandes profissionais focados em levar ao leitor transparência e jornalismo competente. Guardo comigo muitas lembranças; a mais especial, da nossa eterna e querida Vera, com quem aprendi muito”.

 

Leonardo Guedes. Foto: Acervo Pessoal
Leonardo Guedes. Foto: Acervo Pessoal

LEONARDO GUEDES, responsável pelo blog “Disse o Compositor”:

“O SRzd representou para mim o exercício do Jornalismo na prática, além da faculdade. Vinha de algumas tentativas frustradas de exercer a profissão que escolhi e já estava me preocupando com a possibilidade de terminar a faculdade sem ter tido a prática, quando, na virada de 2009 para 2010, eu fui chamado para participar de uma seleção e passei. A partir daí, foram dois anos de muito aprendizado, muitas coberturas importantes, alguns amigos para toda a vida, histórias boas para contar e lições nos momentos difíceis. O estímulo à criatividade, ao melhor que cada profissional traz dentro de si. Todo mundo era professor e aluno de todo mundo. Falando por mim: na Copa do Mundo de 2010, fui escalado para cobrir a estreia da Seleção Brasileira em um lugar absolutamente inusitado: no presídio de Bangu. Fui acompanhando uma equipe de documentaristas. Disponibilizaram uma televisão para os detentos acompanharem o jogo e a matéria saiu. A partir daí, surgiu a ideia, acompanhar os jogos do Brasil em locais fora do que a mídia costuma cobrir. Então, fiz reportagens em um seminário de padres, no Retiro dos Artistas (com a Sabrina Pirrho) e em uma Avenida do Centro completamente vazia. Pena que no jogo contra a Holanda, que foi justamente a eliminação da Seleção, não pude sair da redação. Mas faz parte, como diria famoso ex-participante de reality show. Outra prática que devo citar são as entrevistas que realizei. As que fiz com o ex-prefeito Saturnino Braga e o compositor Nei Lopes foram as mais marcantes, tiveram boa repercussão”.

 

Luana Freitas. Foto: Acervo Pessoal
Luana Freitas. Foto: Acervo Pessoal

LUANA FREITAS, assessora de imprensa da Secretaria Municipal de Transportes:

“São inúmeras as lembranças alegres e positivas dos anos em que atuei no SRzd. Mas nunca esquecerei do ambiente diferenciado, familiar e de extremo primor em todos os sentidos. Desde o dia a dia na redação, até o planejamento e execução de grandes coberturas… tudo era feito com muita leveza e prazer. O SRzd foi uma verdadeira escola, daquelas capazes de preparar alunos para qualquer missão na vida. Os seis anos de atuação nesse portal especial, com pessoas de excelência e super comprometidas, foram fundamentais para meu desenvolvimento profissional e para me preparar para novos desafios. Tenho um orgulho imenso de ter feito parte dessa história de sucesso. O SRzd sempre estará em mim. Obrigada, Sidney e nossa saudosa e amada Vera Rezende.”

Lucas Torres. Foto: Acervo Pessoal
Lucas Torres. Foto: Acervo Pessoal

LUCAS TORRES, editor da Globonews:

“O SRzd me deu a primeira oportunidade de trabalhar profissionalmente como jornalista. Aos 19 anos, ainda no segundo de faculdade, pude produzir minhas primeiras pautas, gravar entrevistas e assinar reportagens com meu nome em um portal sério, de credibilidade, o que era motivo de orgulho. Aprendi e cresci muito como profissional no SRzd. São muitas as boas lembranças da minha passagem pelo site. Em 2013, o país fervilhava com a proximidade da Copa, a visita do então novo Papa e com as multidões que tomavam as ruas em todo o país com uma insatisfação difusa. No Rio, um dos focos da revolta era o endereço do governador, o hoje 13 vezes condenado Sergio Cabral. Na redação, estávamos todos acompanhando intensamente esses momentos marcantes. E também cobrindo exaustivamente os grandes eventos, uma vocação do SRzd. Foi assim no Carnaval e no Rock in Rio, de onde vem, sem dúvida, a minha melhor memória no site. Foi um desafio incrível poder cobrir, tão jovem, um festival daquele tamanho”.

Luciano Olivieri. Foto: Acervo Pessoal
Luciano Olivieri. Foto: Acervo Pessoal

LUCIANO OLIVIERI, empresário-educador:

“Trabalhar no SRzd foi uma das experiências mais marcantes na minha vida. Foi um momento muito divertido e feliz, pois utilizamos do humor para abordar os temas do dia a dia do carioca; fosse no Carnaval, futebol ou qualquer assunto. Das inúmeras coberturas que participei pelo periódico do Sidney, jamais poderei apagar da memória quando eu cantava os sambas antigos de cada escola com seus componentes na concentração da Sapucaí. Era de arrepiar! Por último, não posso deixar de lembrar com carinho da nossa saudosa Vera Rezende. Essa mulher era uma máquina no SRzd! Uma pessoa capaz de dar uma bronca em um minuto e no seguinte já estar sorrindo e brincando contigo. Por tudo isso pode se dizer que o SRzd é uma verdadeira família”.

Marcello Vieira. Foto: Acervo Pessoal
Marcello Vieira. Foto: Acervo Pessoal

MARCELLO VIEIRA, diretor de comunicação do Ceará eSports:

“Foi uma oportunidade de crescimento e amadurecimento profissional. Aprendi bastante com o próprio Sidney Rezende, que sempre foi uma referência para mim. Além disso, conheci pessoas boas e tenho boas memórias. O ponto forte do site SRzd ocorria nos momentos em que a personalidade mais forte da empresa era destacada. Quanto mais o SRzd se diferenciava, mais gostava. Isso ocorria muito nas colunas de opinião de excelentes colaboradores e do próprio Sidney, no Carnaval, nas apurações dos esportes e na área política. O SRzd sempre foi uma plataforma com personalidade jovem. E isso era inevitavelmente marcado em suas publicações”.

 

Marco Aurélio Lisan. Foto: Acervo Pessoal
Marco Aurélio Lisan. Foto: Acervo Pessoal

MARCO AURÉLIO LISAN, assessor de imprensa da área de Saúde:

“Tive a oportunidade de participar da estreia do site a convite do amigo e ídolo Sidney Rezende. Trabalhamos juntos durante anos na rádio CBN e, quando veio a ideia da criação e a realização do sonho, fui convidado e tive a sorte de ficar durante um ano e meio no SRzd, o que muito contribuiu para o meu currículo. Foi um período em que tive mais contato com a mídia internet. Para quem vinha do rádio, havia alguma familiaridade, mas não deixa de ser diferente. Produzi entrevistas, apurei, redigi e editei no formato exigido, algo que dava prazer, principalmente pela liberdade editorial que o Sidney dava a todos. Como empreendedor e jornalista de sucesso que é, Sidney sempre prezou pelo bom jornalismo, isento e correto desde a pauta até o produto final que ia ao ar. Saudades daquele tempo. Sucesso e muitos anos mais de vida ao SRzd“.

 

Marcelo Barros. Foto: Acervo Pessoal
Marcelo Barros. Foto: Acervo Pessoal

MARCELO BARROS, produtor:

“O SRzd é para mim um banho diário de ética, respeito, serenidade e liberdade profissional. Em um ano e meio, tenho apenas lembranças boas, em especial as duas últimas apurações do Carnaval do RJ”.

 

 

 

Marcelo Gomes. Foto: Acervo Pessoal
Marcelo Gomes. Foto: Acervo Pessoal

MARCELO GOMES, narrador da NBA no Brasil e da plataforma Dazn:

“Conhecer profissionais que dividiram seu tempo e suas ideias comigo foi algo muito importante. Poder criar, pensar, estudar para as transmissões e aprender muito com pessoas que já conhecia e outras que passei a conhecer. A final da Copa do Brasil foi uma transmissão especial. Estádio lotado, grande jogo, uma grande transmissão e com desafios enormes. Tudo foi feito com muito zelo, carinho e seriedade. Levo um aprendizado enorme”.

Márcio Anastacio. Foto: SRzd
Márcio Anastacio. Foto: SRzd

MÁRCIO ANASTACIO, jornalista:

“Eu também passei pela redação do Portal SRzd. Foi em 2017. Pautei temas incríveis e tive a minha primeira oportunidade na imprensa carioca. Sou alagoano, morador da cidade maravilhosa, mas para quem chega da imprensa nordestina, não encontra um ambiente muito acolhedor. Tive sorte e caí bem ao lado de Vera Rezende. Ela ergueu minha cabeça muitas vezes e seus conselhos me fizeram enxergar que eu podia ir mais longe. No meio de uma cobertura de Carnaval, eu entrei em crise achando que não estava conseguindo escrever boas matérias e ela me deu uma aula como leitora. Me senti mais seguro e voei. Sidney Rezende para mim, jornalista alagoano, era um cara que eu nunca conseguiria ter acesso; de repente, estávamos eu e ele discordando e concordando em váaarios assuntos. Foi no SRzd que eu conquistei um dos maiores prêmios da América Latina, o Prêmio MPT de Jornalismo. Pela reportagem “Shopping: onde a flexibilização das leis trabalhistas já chegou”, vencemos a categoria mais concorrida da premiação disputando com mais de dois mil trabalhos. Se eu pudesse escolher, eu escolheria outra vez o SRzd para ter sido a minha primeira casa na imprensa fluminense”.

 

Márcio Moura. Foto: Acervo Pessoal
Márcio Moura. Foto: Acervo Pessoal

MARCIO MOURA, coreógrafo de Comissão de Frente do Carnaval:

“O SRzd me possibilitou, e ainda possibilita, enxergar de fora  meu quesito Comissão de Frente) por uma outro ângulo.  Estar na avenida com intuito de comentar as apresentações me trouxe  e sempre será uma responsabilidade, principalmente com a chancela de um veículo tão importante é com tanta credibilidade no Carnaval carioca . Em 2020 sou coreógrafo da Comissão de Frente da Unidos de Vila Isabel e continuo contribuindo com o canal através de vídeos com temáticas de Carnaval publicadas também no HUMOURA, meu canal do YouTube”.

 

Marina Nardino. Foto: Acervo Pessoal
Marina Nardino. Foto: Acervo Pessoal

MARINA NARDINO, produtora de conteúdo no Nibo:

“O SRzd representou o começo da minha carreira. A oportunidade me fez enxergar novos lados do jornalismo e entender a profissional que eu gostaria de ser. A melhor lembrança que ficou guardada é das relações criadas lá dentro. O ambiente de trabalho era leve e a equipe estava sempre disposta a se ajudar e a compartilhar conhecimento”.

 

 

Maurício Capela. Foto: Acervo Pessoal
Maurício Capela. Foto: Acervo Pessoal

MAURÍCIO CAPELA, coordenador e professor do curso de Jornalismo da Unisa e comentarista de futebol pela Equipe Lider:

“Foi uma experiência excelente. Primeiro, pelo profissionalismo do Sidney e do projeto. O significado, para mim, foi de ingressar em um projeto ousado, transmitir futebol via plataforma web, inspirado no rádio. Havia muitas web rádios, mas poucas profissionais. Em suma, período excelente. 2. Guardo boas lembranças dos parceiros, de todos”.

 

Nícolas Barbosa e Sidney Rezende. Foto: Acervo Pessoal
Nícolas Barbosa e Sidney Rezende. Foto: Acervo Pessoal

NÍCOLAS BARBOSA, fotógrafo e videomaker:

“A experiência que levo do SRzd, é a oportunidade de trabalhar com o grande Sidney Rezende,  tê-lo  comigo e tutor para a minha carreira profissional, fora as grandes amizades que eu  fiz, Robson Aldir, Eliane Pinheiro  e nossa querida Vera Rezende. Só tenho a agradecer é por fazer parte desse time azul que eu chamo de família. Melhor lembrança foi quando o Sidney  elogiou meu primeiro trabalho como fotógrafo feito pelo portal SRzd. Eu era um jovem sem experiência, e o Sidney me pediu para fotografar a disputa de samba da Portela, eu lembro com o se fosse ontem… lembro que o Sidney pediu foto do carnavalesco e eu não sabia quem era, fiquei tão nervoso que fotografei a quadra inteira, fiz 2000 fotos…. aquele dia me traz alegria por saber que  o grande Sidney Rezende  havia reconhecido meu trabalho….”

Patrícia Raposo. Foto: SRzd
Patrícia Raposo. Foto: SRzd

PATRÍCIA RAPOSO, jornalista:

“Minha caminhada no SRzd foi uma experiência de extrema importância, sobretudo pela liberdade de poder fazer e levar ao público um jornalismo que eu acreditava – o jornalismo cultural, jornalismo carnavalesco – e dar voz a todos e a tudo que de fato envolvia uma das maiores festas populares que o mundo conhece, que é nossa tradição, nossa referência, nossa identidade. E tudo isso diante de um país que trata de forma tão irresponsável a valorização da nossa cultura, nossa arte, nossa história em sua totalidade. Passados tantos anos, ficam comigo lembranças e ensinamentos para uma vida toda, como por exemplo o aprendizado do que é, de fato, trabalhar em equipe, com equipe e por equipe. Foram tempos intensos e felizes. Vida longa ao SRzd!”

 

Paula Martini. Foto: Acervo Pessoal
Paula Martini. Foto: Acervo Pessoal

PAULA MARTINI, jornalista e mãe da Nina e da Mel:

“O SRzd representou muito para a minha carreira, pois pude conviver com muitos jornalistas competentes que me ensinaram muita coisa. Dividi a redação com profissionais experientes que compartilharam tudo que sabiam e também com jovens (como eu na época) começando uma carreira e tentando absorver tudo aquilo. Com toda certeza entrei uma pessoa e saí outra, aprendi a respeitar meus medos, me desafiar e me descobri capaz de muitas coisas que nem imaginava. E no SRzd realizei meu sonho de cobrir esporte. Tenho tantas boas lembranças! Dos plantões, das amizades que levei para a vida, das pautas, dos entrevistados. Mas algumas em especial me marcaram, uma entrevista muito divertida que fiz com a Palmirinha, a cobertura de Bangu e América no estádio Moça Bonita e o primeiro treino do Deco no Fluminense, meu time do coração”.

Rachel Valença. Foto: SRzd
Rachel Valença. Foto: SRzd

RACHEL VALENÇA, historiadora, jornalista e escritora:

“Foi em 2011. Eu estava num vagão de metrô, indo para o trabalho. Atendi a chamada no celular e ouvi: ‘Rachel, aqui é Sidney Rezende’. A voz inconfundível afastava qualquer possibilidade de ser trote. Eu não conhecia o jornalista famoso e a conversa, marcada na sede do SRzd, na Gávea, mudaria minha vida. Até então, minha relação com o Carnaval era do lado de lá: eu fazia parte do espetáculo. A partir daquele momento, fui convidada a refletir sobre o que via e a comentar publicamente. Não foi um mar de rosas. Sofri muito com os comentários dos leitores. Num universo de tantas paixões, impossível agradar a todos. Aprendi muito, até para minha vida pessoal. Mas isso não foi o principal ganho: a vivência com uma equipe jovem, apaixonada por Carnaval, que não media esforços para cumprir seu papel, mesmo em condições às vezes precária, me ensinou muito. Impossível esquecer, por exemplo, a convivência com o idealismo e a dedicação da querida Vera Rezende, líder absoluta de nossa equipe por tantos anos. O SRzd foi minha escola de prática jornalística: ética, coragem e idealismo a serviço da festa que faz parte indissociável da minha vida”.

Rafael Canellas. Foto: Acervo Pessoal
Rafael Canellas. Foto: Acervo Pessoal

RAFAEL CANELLAS, assessor de imprensa:

“Sou muito grato ao SRzd. Foi nesse lugar que me formei jornalista de verdade. Que entendi a importância do conteúdo rápido, bem apurado e completo para o leitor. Que aprendi a fazer um título, editar uma página, escolher uma foto para uma boa reportagem. E como esses detalhes todos fazem a diferença no nosso produto final, a notícia. No SRzd entendi o valor de estar bem informado, para poder informar bem o público. Entendi também a responsabilidade desta tarefa, vendo no dia a dia como as pessoas precisam de boa informação e o quanto elas confiam no SRzd. Tenho saudades das tardes e noites na redação do site, dos plantões, dos papos com o Sidney e dos colegas Gleriston Barbosa, Laura Machado, Sabrina Pirrho, Hélio Almeida, Luana Freitas, Leonardo Guedes, e muitos outros que marcaram essa época tão importante da minha vida”.

 

Raul Machado entrevista Solange Cruz. Foto: SRzd

RAUL MACHADO, jornalista e radialista:

“O SRzd completa 14 anos, dos quais 9 eu tive e tenho a honra de fazer parte. Esta apaixonante ‘escola’ de comunicação (só quem passou por ela sabe), tem um significado valioso em minha carreira, afinal, foi o veículo que me deu total liberdade para fazer jornalismo de verdade, com isenção, apuração, eficiência e muito comprometimento. Parabéns, Sidney Rezende, pelo empenho em manter o SRzd ‘vivo’, mesmo diante de tantas transformações tecnológicas e ideológicas. É motivo de orgulho fazer parte deste projeto vencedor que me deu grandes amigos e nunca deixou de valorizar conteúdos até então invisíveis para grandes grupos de comunicação. Não posso deixar de citar amigos que foram parceiros aqui em São Paulo na condução de cada desafio. Sem eles nada seria possível. Deste trabalho coletivo, só tenho momentos incríveis e lembranças maravilhosas em minha mente e coração”.

Renata Rosas. Foto: Acervo Pessoal
Renata Rosas. Foto: Acervo Pessoal

RENATA ROSAS, gerente de Comunicação:

“Trabalhei como repórter no SRzd em 2009 e foi a grande escola de jornalismo da minha trajetória profissional. Foi lá que tive a oportunidade de ampliar o meu conhecimento e escrever para diversas editoriais como cultura, Internacional, cidade, esporte e participar de uma cobertura inesquecível do Carnaval carioca. Fiz parte do projeto MPB Notícias (Rádio MPB/FM), feito pela redação do SRzd na época. Por esse canal, noticiamos em tempo real acontecimentos marcantes na história, como o acidente do voo 447 da Air France. No site, ganhei uma nova família, conheci excelentes profissionais que hoje tenho o prazer de manter contato no trabalho, e aprendi muito como jornalista. Tenho um carinho enorme pelo SRzd e uma gratidão eterna por ajudar a me tornar a profissional que sou hoje.”

 

Robson Aldir. Foto: Acervo Pessoal
Robson Aldir. Foto: Acervo Pessoal

ROBSON ALDIR, jornalista com passagens no rádio, TV, jornal e internet:

“A experiência no grupo SRzd foi, pra mim, o portal de entrada para a nova forma de discutir o Brasil contemporâneo; as plataformas digitais. Como profissional de imprensa formado nas velhas máquinas de escrever, participei de toda a transformação da imprensa brasileira com a chegada da era dos computadores. Mas foi no SRzd que pude entender a diferença entre um jornalista analógico e um profissional digital. E foi neste ambiente que experimentei o pleno no prazer de difundir. Foi no momento em que Sidney Rezende e eu tivemos a oportunidade de entrevistar um personagem de longa estrada, símbolo de uma era remota, dentro das novas plataformas de interação. Esse casamento teve um alcance impressionante a ponto de ficarmos incrédulos internamente com tamanha repercussão. A entrevista de Agnaldo Timóteo na rádio on line SRzd, com desdobramentos no portal e nas mídias sociais do grupo, acabou se transformando num dos grandes flashes de memória da minha carreira. Parabéns SRzd por estes 14 anos”.

Rodrigo Di Mase. Foto: Acervo Pessoal
Rodrigo Di Mase. Foto: Acervo Pessoal

RODRIGO DI MASE, jornalista:

“Foram anos de trabalho intenso e prazeroso no portal SRzd, veículo de relevância na imprensa nacional, não só pela difusão da cultura popular e por dar visibilidade aos seus personagens, mas também por resistir. Sua longevidade e independência, enfrentando todas as transformações da era digital, reafirmam o DNA do bom combate pela informação correta e isenção editorial. Mais do que nunca, diante do atual momento brasileiro, o SRzd segue necessário na trincheira contra a truculência, a bestialidade e o autoritarismo, este último, com o qual nosso país insiste em flertar”.

 

Vera Rezende e Rodrigo Trindade. Foto: Acervo SRzd
Vera Rezende e Rodrigo Trindade. Foto: Acervo SRzd

RODRIGO TRINDADE, jornalista e professor:

Tenho a honra de fazer parte destes 14 anos de Portal SRzd. Foram inúmeros os momentos marcantes e seria impossível narrar todos eles; não caberiam neste espaço. Minha trajetória profissional foi marcada quase que inteiramente na comunicação organizacional e, consequentemente, fui repórter poucas vezes. Lembro-me que, ao ser selecionado para fazer parte do corpo de profissionais deste site, peguei a Ponte Rio-Niterói rumo à Gávea. Pisei na sede do SRzd e logo de cara, quem encontrei? Ela, Vera Rezende (em memória), que me entregaria o crachá funcional e tudo o que eu precisava para a primeira empreitada no veículo. Já estava agendada minha primeira missão: a apresentação de sambas de enredo da Estácio de Sá, noite inesquecível e que serviu de pontapé para a paixão pelo jornalismo carnavalesco. Isso há mais de sete anos! Foi pelo SRzd que passei a conhecer todos os cantos da Cidade Maravilhosa, da Zona Sul à Zona Oeste. Oh, Deus! Quantas aventuras, de quadra em quadra, barracão em barracão. Quanta gente maravilhosa conheci, quantos artistas, colegas de profissão. Ali cresci, contando com grandes parcerias, sendo orientado por líderes de verdade. Como toda relação que amadurece, muitos vínculos foram criados. Ganhei responsabilidades complexas e o profissionalismo uniu-se ao amor por aquele espaço e por aquelas pessoas. Falo pelos cotovelos, seu sei! Mas vou concluir! Foram muitos os momentos marcantes, uma injeção de adrenalina. Quem esteve comigo deve lembrar, por exemplo, do Carnaval 2015: São Pedro estava de humor virado e um dilúvio parecia querer destruir todo o trabalho da imprensa. Sobrevivemos e apesar de tudo, foi divertido. O que dizer do 2017 nebuloso? Paralelo a tudo isso, os momentos bons eram uma espécie de elixir. Vale lembrar as coberturas dos ensaios técnicos, os improvisos, tantos lanches juntos. Nossa Veríssima (a 02) sempre presente ao vivo, nos cutucando: “E aí, cadê?, Já subiu a matéria?”. Em paralelo, nosso Sidney Rezende conduzindo o trabalho, às vezes, de forma remota. Ainda ouço o “Trindade” sendo chamado pela voz do 01. Lembranças ficarão sempre em mim. Somam-se, aí, muitas fotos, vídeos e memórias de cheiros e posturas de cada um que somou de forma pró-ativa e honesta para que o SRzd se tornasse um líder neste segmento. É assim que termino este singelo e sincero depoimento, desejando vida longa ao SRzd e que o Rio de Janeiro, o Brasil e os sambistas se livrem, de uma vez por todas, dos parasitas que demonizam a maior festa ao ar livre do mundo. Viva o SRzd, viva o jornalismo e viva os desfiles das escolas de samba! P.S: Em uma destas estrelas no céu brilha nossa inesquecível Verinha.

Sabrina Pirrho. Foto: Nicolas Renato Photography
Sabrina Pirrho. Foto: Nicolas Renato Photography

SABRINA PIRRHO, jornalista:

“O SRzd apareceu de forma despretensiosa. Um texto em 2008 publicado, depois outro, mais alguns, uma ajuda na redação aqui, outra ali, um retorno à faculdade para uma nova profissão, uma decisão de abraçar por completo esse veículo de comunicação e… continuamos aqui, 12 anos depois, firmes e fortes”.

 

 

 

 

Simone Lamin. Foto: Acervo Pessoal
Simone Lamin. Foto: Acervo Pessoal

SIMONE LAMIN, coordenadora de redes sociais na Approach Comunicação:

“Minha experiência no SRzd meu abriu as portas para o mundo digital. Até então, eu era uma profissional de um veículo tradicional, o rádio. Então, o trabalho no site foi essencial para eu aprender e exercitar a linguagem própria para o digital, a forma de apurar informações (muitas vezes à distância), as técnicas de fazer entrevistas por e-mail, a busca por imagens para o site, etc. Em relação às lembranças boas, me recordo bastante das reuniões de pauta e de outros assuntos na casa do Sidney Rezende com toda a equipe. Eram momentos bons em que trocávamos figurinhas sobre as demandas para o SRzd“.

 

Taís Guimarães. Foto: Acervo Pessoal
Taís Guimarães. Foto: Acervo Pessoal

TAÍS GUIMARÃES, atualmente analista de marketing digital da agência de performance Oslo:

“Fazer parte do SRzd foi fundamental para a minha carreira. Cresci como profissional, aprendi na prática a profissão de jornalista e fiz amigos pra vida toda. Foi essencial contar com colegas de profissão prontos pra ajudar, ensinar e também pra contribuir com ideias para o SRzd. A troca de experiências com o Sidney também sempre foi muito aberta e disponível. Minhas lembranças favoritas são da equipe de colegas que fiz durante o período. Fomos um time muito unido e que resultava em grandes marcos pro sites. E também das coberturas de Carnaval, sempre divertidas e com muito profissionalismo”.

 

Thaiane Silveira. Foto: Heitor NonatoTHAIANE SILVEIRA, fotógrafa freelancer fixo na QuintoAndar e colab no site Mala Cultural:

O SRzd foi o começo de tudo. Eu tinha recém ingressado na faculdade de jornalismo e foi lá que tive minha primeira oportunidade. Lembro com muito carinho do Gleriston Rodrigues, que foi meu primeiro chefe de redação, e me ensinou muito e me incentivava sempre a crescer. Tive alguns momentos marcantes durante minha passagem pelo SRzd. Um quando o Steve Jobs morreu no momento em que desliguei meu computador para deixar a redação. Aquelas coisas do jornalismo. E o plantão do incêndio da Boate Kiss em Santa Maria. Lembro até hoje que abri a redação já recebendo um telefonema do Sidney e tive que dar conta de tudo aquilo sozinha até que a equipe fosse acionada para dar apoio. Cobri shows dos meus artistas favoritos e, claro, o Carnaval. Foi no SRzd que me encantei por esse mundo e nunca mais quis largar a Sapucaí”.








Comentários




    gl