Oito dicas para evitar estresse no trabalho, no trânsito e no dia a dia

Estresse. Foto: Reprodução de Internet

Estresse. Foto: Reprodução de Internet

O estresse atinge cerca de 90% da população mundial, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), e está relacionado ao desenvolvimento de uma série de doenças, como câncer, depressão, diabetes e hipertensão. Estudo da entidade divulgado em 2017 aponta o Brasil como o país mais ansioso e estressado de toda a América Latina, com 9,3% da população afetados, sendo a população feminina majoritariamente a mais afetada. O assunto é sempre atual, merece cuidados diários e repercutir o tema funciona como uma ferramenta de utilidade pública e promoção de saúde socioemocional.

Segundo a psicóloga especializada saúde ocupacional, Amanda Santana, atividades simples e essenciais para o equilíbrio do bem-estar do organismo auxiliam na prevenção do estresse.

“Hábitos saudáveis nos norteiam de uma forma melhor numa situação de estresse. Dessa forma, é importante realizar de exercícios físicos, ter boa alimentação, boas noites de sono, lazer, organizando tempo, diminuindo compromissos, além de descobrir suas potencialidades e buscar equilíbrio entre lazer e trabalho”, avalia a especialista que detalha abaixo os principais sintomas do estresse, além de dar dicas para prevenir e reduzir o quadro no ambiente de trabalho e no dia a dia. Confira:

* Definição

O conceito original de estresse foi apresentado antes (1936) pelo pesquisador canadense de origem francesa Hans Selye, que descreveu toda a ocorrência do estresse sob o nome de Síndrome Geral de Adaptação, a qual comportava três fases sucessivas: alarme, resistência e esgotamento. O estresse é uma reação do organismo, com componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais, e ocorre quando surge a necessidade de uma adaptação grande a um evento ou situação de importância. Assim, essas reações orgânicas e psíquicas podem provocar desequilíbrio no organismo caso sejam exageradas em intensidade ou duração.

Estresse no trabalho. Foto: Reprodução de Internet
Estresse no trabalho. Foto: Reprodução de Internet

* Sintomas

Insônia;
Cansaço;
Dor De Cabeça;
Agitação;
Tristeza E Irritabilidade;
Dificuldade Concentração e Falhas Na Memória;
Queda De Cabelo;
Perda Ou Ganha De Peso;
Insatisfação Constante E Isolamento Social;
Queda Na Produtividade;
Má Digestão E Problemas Gástricos;
Baixa Imunidade;

* Estresse no trabalho

Para a abordagem do estresse ocupacional, são consideradas as vertentes biológica, psicológica e sociológica, que, apesar de distintas, são complementares e estão interligadas. Na biológica, o estresse é caracterizado, essencialmente, pelo grau de desgaste do corpo. Os processos afetivos, emocionais e intelectuais do indivíduo correspondem à abordagem psicológica, ou seja, é a maneira pela qual este se relaciona com outras pessoas e com o mundo ao seu redor. O diagnóstico dos sinais e sintomas do estresse ocupacional é fundamentalmente clínico, baseado nos rastreamentos individual e de riscos nas situações de trabalho.

* Estresse no trânsito

O trânsito por si só já tem um fator de estresse significante, devido à grande atenção e responsabilidade de conduzir um veículo. Tratando-se de grandes metrópoles, esse estresse se potencializa mais, devido às longas distâncias e à grande quantidade de veículos circulando no mesmo trajeto.

* Estresse em homens e mulheres

Existem pesquisas que apontam que a mulher sofre mais de estresse do que o homem, devido a difícil rotina de cuidar do trabalho, da família e da casa. O estresse é inerente à classe social, porém, quando o indivíduo tem menos qualidade de vida devido à baixa renda, existe uma probabilidade maior de se adquirir o quadro de estresse.

* Prevenção

A prevenção do estresse está na forma que lidamos com as situações inesperadas que nos causam desconfortos. Hábitos saudáveis nos norteiam de uma forma melhor numa situação de estresse. Sendo assim, é importante realizar de exercícios físicos, ter boa alimentação, boas noites de sono, lazer, organizando tempo, diminuindo compromissos, além de descobrir suas potencialidades e buscar equilíbrio entre lazer e trabalho.

* Recomendações para colaboradores estressados

Busque pensar em coisas agradáveis dentro do ambiente organizacional;
Não procure resolver todas as situações, delegando as tarefas de acordo com suas importâncias;
Busque bom relacionamento com os colegas de trabalho;
Deixe as preocupações do trabalho dentro do ambiente corporativo;

* Medidas para redução do estresse no ambiente corporativo

Boa comunicação entre gestores e subordinados;
Consulte os funcionários diante de grandes decisões;
Exponha perdas e ganhos da organização;
Ofereça oportunidades de crescimento profissional;
Proporcione boa estrutura física;
Tenha bons valores organizacionais;
Cultive um clima social amigável.

Comentários




    gl