Lusa cede o empate e desperdiça chance de classificar

Contra o eliminado Guanabara, a Portuguesa perdeu a chance de vencer e se aproximar da vaga para a terceira fase da Segundona. O time da Ilha do Governador chegou a abrir 2 a 0, mas permitiu a reação do auri-anil, que empatou. 

A partida começou com muitas faltas, e o árbitro Alexander Rodrigues da Silva já havia aplicado dois cartões amarelos antes de dez minutos de jogo. O primeiro lance de perigo surgiu apenas aos 22, quando Léo Andrade cobrou falta pela esquerda. A bola foi alçada na área e passou por todos, até encontrar Thiaguinho, que chutou de primeira e a bola foi parar no ângulo direito de Rerisson: 1 a 0 para a Portuguesa.

A Lusa voltou para o segundo tempo decidida a liqüidar a partida e, aos 7 minutos, em jogada de velocidade iniciada por Eberson, Orlando tocou para Tiano acertar outro belo chute, de fora da área. A bola parou no ângulo esquerdo de Rerisson: Lusa 2 a 0.

Em desvantagem no placar, o Guanabara partiu para o tudo ou nada, enquanto o time da casa se encolheu e explorava os raros contra-ataques. A pressão do auri-anil deu certo e a equipe descontou aos 33. Germano cruzou a bola na área. A defesa de enrolou e deixou Leandrão livre para marcar de cabeça: 2 a 1.

O gol animou o Guanabara, que aumentou a pressão e acuava a Lusa no campo de defesa. A equipe da Ilha do Governador só saia na base do chutão. Aos 42 a forte pressão voltou a surtir efeito e saiu o gol de empate. Guido cobrou falta, a bola bateu no travessão e, em nova trapalhada da defesa, Leandrão voltou a subir livre e empatou: 2 a 2.

“Não podiamos ter dado esse mole jogando em casa e vencendo por dois gols de diferença. Isso não pode acontecer”, desabafou Tiano, autor dos gols da Lusa.

Leandrão não estava conformado com o resultado: “Tive a felicidade de entrar no meio do jogo e marcar dois gols, mas infelizmente não saimos com a vitória”, lamentava.

A partida

Estádio Luso-brasileiro (Rio de Janeiro-RJ)

Árbitro: Alexander Rodrigues da Silva

Assistentes:Marcelo Braz Mariano e Wendel de Paiva Gouveia

Portuguesa: Ricardo; Gil, Cassio, Rodrigão e Gullit; Rodrigo Nunes, Orlando (Biula), Guadalupe e Glauber;Eberson e Tiano. Técnico: Rui Mendes.

Guanabara: Rerisson; Germano, Geovany , Leandro e Waguinho; Alexandre(Willan), Berg (Leandrão), Serginho e Guido; Tiaguinho (Ronaldo) e Léo Andrade. Técnico: Josimar.

Gols:Tiano (42/1ºt e 7/2ºt) – Portuguesa; Leandrão: (33 e 42/2ºt) – Guanabara.

Cartões amarelos: Gil, Gullit e Gláuber (Portuguesa); Rerisson, Leandro e Guido (Guanabara).

Comentários




    gl