Câmeras em monitores de aviões geram polêmica

Câmeras em monitores de aviões geram polêmica. Foto: Reprodução/Twitter

Câmeras em monitores de aviões geram polêmica. Foto: Reprodução/Twitter

Um passageiro da Singapore Airlines relatou pelo Twitter ter reparado uma câmera embutida no monitor de entretenimento à sua frente na aeronave. A publicação na rede social viralizou e fez com que a companhia aérea desse explicações.

“Gostaríamos de compartilhar que alguns dos novos sistemas de entretenimento a bordo entregues pelo fabricante original realmente têm uma câmera embutida. Essas câmeras foram desativadas em nossos aviões, e não há planos para desenvolver aplicativos para usá-las”, explicou a Singapore Airlines.

Além da asiática, outras companhias aéreas já admitiram que possuem câmeras: Delta, United e American Airlines. Segundo as empresas que produzem os monitores (Panasonic e Thales), o dispositivo nunca foi usado e que a intenção era, no futuro, criar aplicativos de videoconferência. “A Panasonic Avionics leva a privacidade dos passageiros de avião muito a sério. A empresa realmente instalou câmeras no sistema de entretenimento, mas em nenhum momento elas foram ativadas ou usadas de qualquer maneira tanto pela Panasonic como por seus clientes. As câmeras foram instaladas simplesmente para suportar potenciais aplicações futuras, como videoconferências”.

Para evitar mais polêmicas, as companhias aéreas colocaram um adesivo nas câmeras para tampá-las.

Comentários




    gl