Protagonista da nova novela das sete, Grazi exalta atual momento feminino e incentiva leitura

Grazi Massafera festa de lançamento de ‘Bom Sucesso’, na última segunda-feira (15). Foto: SRzd

Na pele de ‘Paloma’ a partir de 29 de julho, quando estreia ‘Bom Sucesso’, nova novela das sete da TV Globo, Grazi Massafera é só felicidade com o novo papel. A atriz interpreta uma costureira, moradora do subúrbio do Rio de Janeiro, que batalha para cuidar de três filhos. Em entrevista ao SRzd, Grazi disse que dar vida e voz a mulheres desse tipo, na atualidade, é um caminho para exaltar cada vez mais a força feminina.

“A gente tá vivendo um momento feminino tão bonito. Poder, num momento como esse, ter um personagem assim, que retrata a vida de muitas mulheres pelo Brasil, mesmo na ficção, é prazeroso”, afirmou a atriz.

A trama tem a literatura como uma das temáticas principais. Para a vice-campeã do Big Brother Brasil 5, é imprescindível mostrar como a leitura é fundamental na vida de todos. Ela lembrou de fatos nada agradáveis que passou na infância pelo simples fato de querer pegar um livro.

“Quando eu ia ler, minha mãe falava: ‘Vagabunda. Vai trabalhar’. Livro era uma coisa de não ter o que fazer. Pra maioria dos brasileiros, infelizmente, ainda é assim. Não julguem minha mãe e minha família. O hábito de ler tem que ser desenvolvido desde cedo”, incentivou a protagonista.

Grazi na pele de ‘Paloma’, sua nova personagem. Foto: Divulgação/TV Globo

Grazi volta à telinha depois da personagem Lívia Montserrat, da novela ‘O Outro Lado do Paraíso’, de 2017. Agora, a atriz vive uma protagonista que tem mais a ver com ela própria e a vida que levava antes da fama. “Tem essa coisa popular, essa simplicidade, essa coisa mais espontânea, que eu fui durante toda a vida. Agora, eu vivo dando entrevista, virei atriz de novela, saí um pouco desse lugar. Então, tá sendo muito gostoso vivenciar isso.”

Em ‘Bom Sucesso’, ‘Paloma’ (Grazi Massafera) pega um exame trocado e descobre, por engano, que tem apenas seis meses de vida. A personagem que, até então, não vivia como pretendia, por conta dos afazeres diários e das dificuldades de brasileiros de classe média, ‘chuta o pau da barraca’ para aproveitar o pouco tempo que resta.

“Falar de morte é falar de vida. A gente tá morrendo a cada dia. Se tem uma coisa que a gente tem certeza é que o fato da morte acontecerá na vida de todos. E como você tá vivendo o seu dia a dia? Tem horas que a gente não se questiona, que a gente acha que a gente é imortal. O fato da ‘Paloma’ ter uma data, faz ela se transformar e viver uma vida mais intensa, com esse contato com a finitude”, disse Grazi, que acredita que a novela vai propor uma reflexão aos telespectadores.

Romulo Estrela, Grazi Massafera e David Junior viverão triângulo amoroso em ‘Bom Sucesso’. Foto: SRzd

Apesar das semelhanças com seu novo papel, a atriz sabe como é diferente a realidade de cada mulher brasileira. “Eu tive a sorte e o prazer de conquistar minha independência financeira antes de ser mãe. Isso faz uma grande diferença. A gente vê que muitas mulheres não tem essa condição, estão todo dia batalhando para alimentar as crianças, e acabam deixando sonhos de lado. Eu lembro que eu jurei pra mim mesma: ‘Eu quero ser mãe quando eu conseguir minha independência financeira’. E tive o luxo de contar com o auxílio da família e de anjos da guarda, que são meus funcionários, que me ajudam quando eu tô gravando”.

No decorrer de ‘Bom Sucesso’, ‘Paloma’ (Grazi Massafera) descobre que o exame não era seu e poderá viver mais tempo. Grazi contou o que faria caso tivesse uma sentença equivocada como a da personagem: “Talvez algo parecido com ela. Ia tentar viver intensamente esses seis meses. Ia mandar tudo ‘pras cucuias’ e viajar com minha filha pra tudo quanto é lugar. Comer, beber, abraçar, beijar, agarrar minha pequena”.

Grazi com parte do elenco de ‘Bom Sucesso’ na festa de lançamento da novela, na última segunda-feira (15). Foto: SRzd

Comentários




    gl