Ato em defesa do Teatro Casa Grande e da cultura do Rio de Janeiro

Teatro Casa Grande. Foto: Divulgação

Artistas, intelectuais, políticos e representantes de entidades como OAB e ABI, confirmaram presença na manifestação marcada para segunda-feira, dia 27, às 17h30, em defesa do Teatro Casa Grande e da cultura do Rio de Janeiro. Durante o ato, que terá performances artísticas, será apresentado manifesto contra qualquer tentativa de transformação ou extinção do Casa Grande, um patrimônio cultural e histórico do Rio de Janeiro.

A mobilização está sendo comandada pela comunidade artística diante da intenção do governo do estado de se licitar como público um teatro construído e sempre mantido com recursos privados, ainda que em terreno do estado.

Edital nesse sentido, divulgado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, foi suspenso por determinação do Tribunal de Contas do Estado, devido a uma série de irregularidades, inclusive a exigência de aprovação prévia da programação, o que se traduz em censura à atividade artística. Apesar disso, a intenção das autoridades é insistir na licitação, como se o teatro tivesse sido construído e mantido com dinheiro público, o que nunca aconteceu.

Ao longo da manifestação, que terminará com um grande abraço ao teatro, serão colhidas assinaturas para um apelo ao governador Wilson Witzel a fim de que reveja a decisão e preserve o Casa Grande. Símbolo de resistência e de luta pela liberdade, palco dos mais importantes espetáculos artísticos apresentados na cidade nas últimas décadas, o teatro é protegido por tombamento estadual e municipal.

Serviço:

Ato em defesa do Teatro Casa Grande e da cultura do Rio de Janeiro
Segunda-feira, 27 de janeiro, às 1730
Local: Rua Afrânio de Melo Franco, 290, Leblon




Comentários




    gl