Lívia Andrade é afastada após comentário sobre suposto ‘álcool em gel ungido’ pela Igreja Universal

Lívia Andrade. Foto: Reprodução

Livia Andrade foi afastada do programa “Fofocalizando” do SBT por tempo indeterminado. O motivo seria uma fake news de que pastores da Igreja Universal estariam vendendo “álcool em gel ungido”. Vale lembrar que a igreja em questão é de Edir Macedo, amigo próximo de Silvio Santos. Além de líder da Universal, Macedo é sócio de Silvio na Simba, empresa formado pelas duas emissoras mais a RedeTV!.

A origem do comentário foi uma brincadeira feita por uma página de humor, que até trocou o nome da igreja de Edir Macedo para “Uvinersal”. A apresentadora se revoltou com um suposto álcool em gel ungido vendido. Após a repercussão, ela tentou pedir desculpas, mas, nesta sexta-feira (27), já não participou da atração.

Mara Maravilha, que tirou licença-maternidade após adotar Benjamin, precisou voltar aos estúdios do programa. Quem assumiu o comando da roda de fofocas foi Chris Flores.

Ao site “Notícias da TV”, pessoas próximas garantiram que o afastamento é uma resposta de Silvio Santos ao líder religioso. O SBT não informou detalhes do afastamento.

Lívia postou em seu Twitter que teria sido “cancelada”, pouco antes do começo do Fofocalizando. Ainda na rede social, confirmou que foi afastada temporariamente e que não daria detalhes.

“Não vou inventar uma doença, um sintoma pra me isolar, uma licença-maternidade ou qualquer outra mentira! É o que é, estou afastada temporariamente do programa e no momento não vou dar detalhes! Torço pelo Fofocalizando e não gostaria de ver vocês atacando ninguém do SBT”, escreveu.

No Instagram, Lívia postou uma série de indiretas à represália sofrida pelo patrão por causa dos líderes da igreja Universal. Em uma sequência de vídeos, a imagem de uma fogueira é exibida enquanto toca a música Quem Vai Queimar, da cantora Pitty.

Bispo número um da Universal cobra Lívia Andrade

Renato Cardoso, apresentador da RecordTV e bispo número um da Igreja Universal, exigiu desculpas de Lívia Andrade na madrugada desta quinta-feira (26) durante o programa “Inteligência e Fé”.

Montagem de fotos com o bispo e apresentador da Record, Renato Cardoso (à esquerda) e com a apresentadora do SBT, Lívia Andrade (à direita)

O integrante do alto escalão da Universal interrompeu o vídeo para explicar que as imagens exibidas pela emissora concorrente associadas à Universal eram falsas.


Lívia ressaltou que tomou conhecimento das fake news que começaram a circular sobre a venda do álcool gel fajuto associado à Universal: “Ontem eu disse aqui que líderes religiosos estavam querendo ganhar dinheiro no meio dessa pandemia do coronavírus. Mesmo sem citar nomes ou instituições religiosas, algumas pessoas se sentiram ofendidas. Eu quero pedir desculpas pra essas pessoas que e sentiram ofendidas. O mais importante é a gente ficar junto nessa luta contra o coronavírus. E continuar tendo cuidado, sim, com essa galera que tenta ganhar dinheiro em cima da fé”. 

O bispo exigiu que a comandante do Fofocalizando pedisse desculpas “da forma correta”: “Bom, Lívia, obrigada pela sua meia desculpa. Porque você não reconheceu seu erro, você não reconheceu que espalhou fake news, uma notícia sem verificar”.




Comentários




    gl