Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Globo de Ouro 2020: ‘História de um Casamento’, ‘Era Uma Vez em… Hollywood’ e ‘O Irlandês’ lideram a disputa

A 77a cerimônia de entrega do Globo de Ouro será realizada no dia 05 de janeiro em Los Angeles (Foto: Divulgação / Crédito: HFPA Photographer).

Nesta segunda-feira, dia 09, a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (Hollywood Foreign Press Association – HFPA) divulgou a lista de indicados ao Globo de Ouro 2019. O anúncio foi feito no The Beverly Hilton Hotel, em Los Angeles (Califórnia), por Dakota Fanning, Tim Allen e Susan Kelechi Watson.

 

Dirigido e roteirizado por Noah Baumbach, “História de um Casamento” (Marriage Story – 2019) lidera a disputa com seis indicações, e é seguido de perto por “Era Uma Vez em… Hollywood” (Once Upon a Time… in Hollywood – 2019), de Quentin Tarantino, e “O Irlandês” (The Irishman – 2019), de Martin Scorsese, com cinco, cada.

 

A categoria principal, melhor filme de drama, demonstra a força da Netflix, que desponta com três de suas produções originais entre os finalistas: “O Irlandês”, “História de um Casamento” e “Dois Papas” (The Two Popes – 2019), do brasileiro Fernando Meirelles. Os três longas têm como adversários “Coringa” (Joker – 2019), de Todd Phillips, e “1917” (Idem – 2019), de Sam Mendes.

 

“Era Uma Vez em… Hollywood” é dirigido e roteirizado por Quentin Tarantino (Foto: Divulgação).

 

Na categoria de melhor filme de comédia ou musical, “Era Uma Vez em… Hollywood” disputa com “Entre Facas e Segredos” (Knives Out – 2019), de Rian Johnson, “Jojo Rabbit” (Idem – 2019), de Taika Waititi, “Rocketman” (Idem – 2019), de Dexter Fletcher, e o original Netflix “Meu Nome é Dolemite” (My Name is Dolemite – 2019), de Craig Brewer.

 

Os cineastas que concorrem ao Globo de Ouro de melhor direção são Quentin Tarantino por “Era Uma Vez em… Hollywood”, Martin Scorsese por “O Irlandês”, Sam Mendes por “1917”, Todd Phillips por “Coringa” e Bong Joon-Ho por “Parasita” (Gisaengchung – 2019, Coreia do Sul), que é um dos títulos mais fortes da atual temporada de premiações nos Estados Unidos.

 

O Brasil ficou de fora do Globo de Ouro, pois não conseguiu emplacar nenhuma de suas produções na categoria de melhor filme estrangeiro, que tem como concorrentes “Parasita”,  “The Farewell” (Idem – 2019, Estados Unidos e China), de Lulu Wang, “Os Miseráveis” (Les Misérables – 2019, França), de Ladj Ly, “Dor e Glória” (Dolor y gloria – 2019, Espanha e França), de Pedro Almodóvar, e “Retrato de Uma Jovem em Chamas” (Portrait de la jeune fille en feu – 2019, França), de Céline Sciamma.

 

Tom Hanks e Ellen DeGeneres são os grandes homenageados da próxima edição. Vencedor dos Globos de Ouro de melhor ator em filme de comédia / musical por “Quero Ser Grande” (Big – 1988) e ator em filme de drama por “Filadélfia” (Philadelphia – 1993), “Forrest Gump – O Contador de Histórias” (Forrest Gump – 1994) e “Náufrago” (Cast Away – 2000), Tom Hanks receberá o Cecil B. DeMille Award, concedido pela HFPA aos profissionais de cinema pelo conjunto da obra, e também concorre ao prêmio de melhor ator coadjuvante por “Um Lindo Dia na Vizinhança” (A Beautiful Day in the Neighborhood – 2019).  Indicada a três Globos, todos na categoria de melhor atriz em série de TV em comédia / musical por “Ellen” (Idem – 1994 – 1998), Ellen DeGeneres será agraciada com o Carol Burnett Award, que foi entregue pela primeira vez no ano passado à atriz que dá nome ao prêmio e recebeu cinco Globos de Ouro pelo “The Carol Burnett Show” (Idem – 1967 a 1978).

 

Considerado o segundo prêmio mais importante para a indústria hollywoodiana e um grande termômetro para o Oscar, apesar de seu resultado não impactar diretamente o da cerimônia realizada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Academy of Motion Picture Arts and Sciences – AMPAS), influenciando apenas nas campanhas dos indicados. Ao contrário do que acontece com as premiações dos sindicatos, que exercem influência significativa no Oscar, pois boa parte dos integrantes do Sindicato dos Diretores dos Estados Unidos (Directors Guild of America – DGA) e do Sindicato dos Atores (Screen Actors Guild – SAG), por exemplo, são membros com direito a voto da AMPAS.

 

Apresentada por Rick Gervais, a 77a cerimônia de entrega do Globo de Ouro será realizada no dia 05 de janeiro no The Beverly Hilton Hotel, em Los Angeles, Califórnia.

 

Confira a lista completa de indicados:

Melhor filme – drama:

– “O Irlandês”;

– “História de um Casamento”;

– “1917”;

– “Coringa”;

– “Dois Papas”.

Melhor filme – comédia / musical:

– “Era Uma Vez em… Hollywood”;

– “Entre Facas e Segredos”;

– “Jojo Rabbit”;

– “Rocketman”;

– “Meu Nome é Dolemite”.

Melhor ator – drama:

– Adam Driver – “História de um Casamento”;

– Antonio Banderas – “Dor e Glória”;

– Christian Bale – “Ford vs. Ferrai” (Ford v Ferrari – 2019);

– Joaquin Phoenix – “Coringa”;

– Jonathan Pryce – “Dois Papas”.

Melhor atriz – drama:

– Scarlett Johansson – “História de um Casamento”;

– Charlize Theron – “O Escândalo” (Bombshell – 2019);

– Renée Zellweger – “Judy: Muito Além do Arco-Íris” (Judy – 2019);

– Cynthia Erivo – “Harriet” (Idem – 2019);

– Saoirse Ronan – “Adoráveis Mulheres” (Little Women – 2019).

Melhor ator – comédia / musical:

– Daniel Craig – “Entre Facas e Segredos”;

– Taron Egerton – “Rocketman”;

– Eddie Murphy – “Meu Nome é Dolemite”;

– Leonardo DiCaprio – “Era Uma Vez em… Hollywood”;

– Roman Griffin Davis – “Jojo Rabbit”.

Melhor atriz – comédia / musical:

– Ana de Armas – “Entre Facas e Segredos”;

– Beanie Feldstein – “Fora de Série” (Booksmart – 2019);

– Emma Thompson – “Late Night” (Idem – 2019);

– Awkwafina – “The Farewell”;

– Cate Blanchett – “Cadê Você, Bernadette?” (Where’d You Go, Bernadette – 2019).

Melhor ator coadjuvante:

– Al Pacino – “O Irlandês”;

– Brad Pitt – “Era Uma Vez em… Hollywood”;

– Tom Hanks – “Um Lindo Dia na Vizinhança”;

– Anthony Hopkins – “Dois Papas”;

– Joe Pesci – “O Irlandês”.

Melhor atriz coadjuvante:

– Annette Bening – “O Relatório” (The Report – 2019);

– Kathy Bates – “O Caso Richard Jewell” (Richard Jewell – 2019);

– Margot Robbie – “O Escândalo”;

– Jennifer Lopez – “As Golpistas” (Hustlers – 2019);

– Laura Dern – “História de um Casamento”.

Melhor direção:

– Quentin Tarantino – “Era Uma Vez em… Hollywood”;

– Martin Scorsese – “O Irlandês”;

– Sam Mendes – “1917”;

– Todd Phillips – “Coringa”;

– Bong Joon-Ho – “Parasita”.

Melhor roteiro:

– Anthony McCarten – “Dois Papas”;

– Quentin Tarantino – “Era Uma Vez em… Hollywood”;

– Bong Joon-Ho – “Parasita”;

– Noah Baumbach – “História de um Casamento”;

– Steven Zaillian – “O Irlandês”.

Melhor canção original:

– “Beautiful Ghosts” – “Cats” (Idem – 2019);

– “Stand Up” – “Harriet”;

– “I’m Gonna Love Me Again” – “Rocketman”;

– “Into the Unknown” – “Frozen 2” (Frozen II – 2019);

– “Spirit” – “O Rei Leão” (The Lion King – 2019).

Melhor trilha sonora original:

– Thomas Newman – “1917”;

– Daniel Pemberton – “Brooklyn: Sem Pai Nem Mãe” (Motherless Brooklyn – 2019);

– Randy Newman – “História de um Casamento”;

– Alexandre Desplat – “Adoráveis Mulheres”;

– Hildur Guðnadóttir – “Coringa”.

Melhor animação:

– “Frozen 2”;

– “O Rei Leão”;

– “Toy Story 4” (Idem – 2019);

– “Como Treinar o Seu Dragão 3” (How to Train Your Dragon: The Hidden World – 2019);

– “Link Perdido” (Missing Link – 2019).

Melhor filme estrangeiro:

– “Parasita”;

– “The Farewell”;

– “Os Miseráveis”;

– “Dor e Glória”;

– “Retrato de Uma Jovem em Chamas”.

Melhor série de TV – drama:

– “Succession” (Idem – desde 2018);

– “The Crown” (Idem – desde 2016);

– “The Morning Show” (Idem – desde 2019);

– “Killing Eve” (Idem – desde 2018);

– “Big Little Lies” (Idem – 2017 – 2019).

Melhor série de TV – comédia / musical:

– “Barry” (Idem – desde 2018);

– “Fleabag” (Idem – 2016 – 2019);

– “The Marvelous Mrs. Maisel” (Idem – desde 2017);

– “O Método Kominsky” (The Kominsky Method – desde 2018);

– “The Politician” (Idem – desde 2019).

Melhor minissérie / telefilme:

– “Catch-22” (Idem – 2019);

– “Chernobyl” (Idem – 2019);

– “Fosse/Verdon” (Idem – 2019);

– “The Loudest Voice” (Idem – 2019);

– “Unbelievable” (Idem – 2019).

Melhor ator em série de TV – drama:

– Billy Porter – “Pose” (Idem – desde 2018);

– Kit Harington – “Game of Thrones” (Idem – 2011 – 2019);

– Tobias Menzies – “The Crown”;

– Brian Cox – “Succession”;

– Rami Malek – “Mr. Robot: Sociedade Hacker” (Mr. Robot – desde 2015).

Melhor atriz em série de TV – drama:

– Jennifer Aniston – “The Morning Show”;

– Nicole Kidman – “Big Little Lies”;

– Reese Witherspoon – “The Morning Show”;

– Jodie Comer – “Killing Eve”;

– Olivia Colman – “The Crown”.

Melhor ator em série de TV – comédia / musical:

– Ben Platt – “The Politician”;

– Michael Douglas – “O Método Kominsky”;

– Ramy Youssef – “Ramy” (Idem – desde 2019);

– Bill Hader – “Barry”;

– Paul Rudd – “Cara x Cara” (Living with Yourself – desde 2019).

Melhor atriz em série de TV – comédia / musical:

– Christina Applegate – “Disque Amiga Para Matar” (Dead to Me – desde 2019);

– Rachel Brosnahan – “The Marvelous Mrs. Maisel”;

– Kirsten Dunst – “On Becoming a God in Central Florida” (Idem – desde 2019);

– Natasha Lyonne – “Boneca Russa” (Russian Doll – desde 2019).

– Phoebe Waller-Bridge – “Fleabag”.

Melhor ator em minissérie / telefilme:

– Christopher Abbott – “Catch-22”;

– Russell Crowe – “The Loudest Voice”;

– Sam Rockwell – “Fosse/Verdon”;

– Jared Harris – “Chernobyl”;

– Sacha Baron Cohen – “O Espião” (The Spy – 2019).

Melhor atriz em minissérie / telefilme:

– Helen Mirren – “Catherine the Great” (Idem – 2019);

– Kaitlyn Dever – “Inacreditável”;

– Michelle Williams – “Fosse/Verdon”;

– Joey King – “The Act”;

– Merritt Wever – “Inacreditável”.

Melhor ator coadjuvante em série de TV / minissérie / telefilme:

– Alan Arkin – “O Método Kominsky”;

– Henry Winkler – “Barry”;

– Stellan Skarsgård – “Chernobyl”;

– Andrew Scott – “Fleabag”;

– Kieran Culkin – “Succession”.

Melhor atriz coadjuvante em série de TV / minissérie / telefilme:

– Emily Watson – “Chernobyl”;

– Meryl Streep – “Big Little Lies”;

– Toni Collette – “Inacreditável”;

– Helena Bonham Carter – “The Crown”;

– Patricia Arquette – “The Act” (Idem – desde 2019).

Cecil B. DeMille Award:

– Tom Hanks.

Carol Burnett Award:

– Ellen DeGeneres.

 

Leia também:

Critics’ Choice Awards 2020: ‘O Irlandês’ lidera com 14 indicações

Gotham Awards 2019: ‘História de um Casamento’ vence em quatro categorias

Independent Spirit Awards 2020: ‘A Vida Invisível’ é indicado ao prêmio de melhor filme internacional

Globo de Ouro 2020: Ellen DeGeneres é homenageada com o Carol Burnett Award

Comentários




    gl