Clarimundo Flôres. Foto: Nicolas Renato Photography

Clarimundo Flôres

Carioca, formado em jornalismo e profundo apreciador de cerveja. Dedicou quase seus cerca de 20 anos de profissão atuando, essencialmente, nas áreas de economia e política, mas também com passagens pelo meio ambiente e de hotéis, restaurantes e gastronomia.

Mureta Bar: Beatles, cachaça e ótima gastronomia

O “Festival Cachaças do Rio – Coquetelaria e Gastronomia”, que ocupa 20 bares durante o mês de novembro, talvez seja a grande novidade da boemia carioca neste final de ano. A ideia é que os estabelecimentos envolvidos criem drinques com cachaças artesanais produzidas no estado, harmonizando com petiscos especialmente feitos para o evento. Como um dos jurados, fui ao Mureta Bar, em Botafogo, experimentar o Brisa, bebida que teve como base a Cachaça Soledade Pura, e o Do Mar (canudinho de siri com pimenta sriracha, endro, catupiry e queijão parmesão ralado).

O combo Brisa + Do Mar é simplesmente perfeito. O drinque (Cachaça Soledade Pura, hortelã, maracujá, limão tahiti, água com gás e borda crustada de açúcar de cardomomo) faz jus ao nome: é leve, refrescante e saboroso. Sem dúvida, uma bebida que fará muito sucesso no verão, ainda mais quando à beira-mar. O petisco, crocante e ao mesmo tempo macio, compõe muito bem o conjunto, com tempero bem equilibrado e deixando aquele gostinho de quero mais.

A apresentação, simples, foi muito bem pensada. Bebida e petisco vêm sobre um azulejo que remete ao uma casa de praia, mantendo o conceito muito bem fechado.

A casa, que eu não conhecia, foi uma grata surpresa. O ambiente lembra muito os bares dos anos 80 e o atendimento é ótimo. Além do combo do festival, também bebi os chopes artesanais que a casa oferece e comi uma porção de dadinhos de tapioca. Vale experimentar.

Outro ponto positivo do bar é a música. Dei muita sorte e a atração da noite em que fui era uma dupla dedicada à obra dos Beatles. Melhor, impossível.

Comentários




mais notícias

    gl