Clarimundo Flôres. Foto: Nicolas Renato Photography

Clarimundo Flôres

Carioca, formado em jornalismo e profundo apreciador de cerveja. Dedicou quase seus cerca de 20 anos de profissão atuando, essencialmente, nas áreas de economia e política, mas também com passagens pelo meio ambiente e de hotéis, restaurantes e gastronomia.

Kino Bar: jabuticaba como base do drinque e do petisco

Localizado na esquina da Rua Cupertino Durão com a Av. Ataulfo de Paiva, o Kino Bar pode, às vezes, passar desapercebido. Pequeno, com decoração mais para rústica, o estabelecimento guarda riquezas gastronômicas e de coqueleteria que merecem não apenas uma visita, mas uma frequência constante e permanente. Como participante do “Festival Cachaças do Rio – Coquetelaria e Gastronomia”, o Kino apresenta um combo feito especialmente para o evento onde a jabuticaba é a grande sensação.

O Drinque, muito bem apresentado e que chama atenção, leva Cachaça Werneck Reserva Especial, espumante nacional, xarope de jabuticaba artesanal e pó de casca de jabuticaba para finalização. Uma delícia bem equilibrada, forte e ao mesmo tempo de fácil degustação, que desce de forma refrescante e bem dosada.

O acompanhamento, batizado Petisco Três Porquinhos, traz barriga de porco glaciado em redução de jabuticaba e especiarias, tendo como guarnição marmelada de repolho com geleia de jabuticaba e picles de cebola roxa com vinagre de kombucha. A carne ganha duas crostas de torresmo, tendo ao centro uma porção macia e bem temperada de suíno. O chamariz, no entanto, é repolho com geleia de jabuticaba.

A relação do drinque com o petisco é perfeita. Aliás, ambos foram feitos detalhadamente um para o outro. Os sabores se integram sem perderem, cada qual, sua própria personalidade e características essenciais.

O Kino, além disso tudo, tem um atendimento extremamente correto e nos brinda ainda com uma trilha sonora baseada no melhor do rock dos anos 70 e 80.

Comentários




    gl