Claudio Nogueira. Foto: Acervo pessoal

Claudio Nogueira

Foi jornalista do Globo de 1987 a 2016, e do Sportv, entre 2016 e fevereiro de 2018. Cobriu as Olimpíadas de 2004, 2008, 2012 e 2016; a Copa das Confederações de 2013; a Copa do Mundo de 2014, cinco Jogos Pan-Americanos e Mundiais de Basquete, em 2002 e 2006; Futsal, em 2008; Handebol, em 2015; GPs de F-1, F-Indy e do Mundial de Motovelocidade. É autor de alguns livros e e-books, como: “Futebol Brasil Memória”; "Brasil de 20 Copas"; "Legiões de Paixão - grandes clubes do Brasil e do mundo".

Palmeiras: um clube brasileiro é top 10 em patrocínio no futebol mundial

Palmeiras foi campeão brasileiro em 2018. Foto: Reprodução

O Esporte é um diamante de muitas faces. Uma atividade humana que engloba diferentes aspectos, como o competitivo; o de integração social e entre diferentes povos; o histórico; o cultural e o econômico. Trata-se de uma indústria que movimenta cerca de US$ 700 bilhões (R$ 3 trilhões)/ano, em todo o mundo. No caso específico do futebol, grandes clubes arrecadam fortunas em patrocínios. No Brasil, sem levar em conta as verbas de TV, mas unicamente os patrocínios em seus uniformes, o Palmeiras, dez vezes campeão nacional, tornou-se agora top 10 no mundo, neste aspecto. Com os apoios da Crefisa, o clube tem agora o equivalente a 24 milhões de euros/ano, o que o coloca em décimo lugar na lista abaixo:

1º Real Madrid (Emirates) – 70 milhões de euros
2º Manchester United (Chevrolet) – 62 milhões de euros
3º Manchester City (Eitihad) – 59 milhões de euros
4º Barcelona (Rakuten) – 55 milhões de euros
5º Chelsea (Yokohama) – 45,9 milhões de euros
Liberpool (Standard)
6º Tottenham (AIA) – 40,2 milhões de euros
7º Bayern de Munique (Telekom) – 35 milhões de euros
8º PSG (Emirates) – 30 milhões de euros
9º Juventus (Jeep) – 26,7 milhões de euros
10º Palmeiras (Crefisa) – 24 milhões de euros

Comentários




mais notícias

    gl