Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

WGA Awards 2021: ‘O Som do Silêncio’ e ‘Os 7 de Chicago’ estão na disputa

“O Som do Silêncio” está disponível na Amazon Prime Video (Foto: Divulgação).

O Sindicato dos Roteiristas (Writers Guild of America – WGA) divulgou na última terça-feira, dia 16, a lista de indicados ao WGA Awards 2021, seguindo tendência da temporada, que tem nos títulos do streaming o carro-chefe devido à pandemia do novo coronavírus.

 

Este ano, os roteiristas que concorrem ao prêmio de melhor roteiro original concedido pelo Sindicato são: Darius Marder e Abraham Marder por “O Som do Silêncio” (Sound of Metal – 2020); Aaron Sorkin por “Os 7 de Chicago” (The Trial of the Chicago 7 – 2020); Will Berson e Shaka King por “Judas e o Messias Negro” (Judas and the Black Messiah – 2021); Emerald Fennell por “Bela Vingança” (Promising Young Woman – 2020); e Andy Siara por “Palm Springs” (Idem – 2020).

 

Na categoria de melhor roteiro adaptado, os indicados são: Sacha Baron Cohen, Anthony Hines, Dan Swimer, Peter Baynham, Erica Rivinoja, Dan Mazer, Jena Friedman e Lee Kern por “Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Borat Subsequent Moviefilm: Delivery of Prodigious Bribe to American Regime for Make Benefit Once Glorious Nation of Kazakhstan – 2020); Ruben Santiago-Hudson por “A Voz Suprema do Blues” (Ma Rainey’s Black Bottom – 2020); Paul Greengrass e Luke Davies por “Relatos do Mundo” (News of the World – 2020); Kemp Powers por “Uma Noite em Miami…” (One Night in Miami – 2020); e Ramin Bahrani por “O Tigre Branco” (The White Tiger – 2021).

 

Os concorrentes da categoria de melhor roteiro de documentário são: Jack Youngelson por “Até o Fim: A Luta Pela Democracia” (All In: The Fight for Democracy – 2020); Mark Monroe e Bryan Fogel por “The Dissident” (Idem – 2020); John Scheinfeld por “Herb Alpert Is…” (Idem – 2020); Gabe Polsky por “Red Penguins” (Idem – 2019); e Alex Gibney por “Totally Under Control” (Idem – 2020).

 

Com regras rígidas de elegibilidade, dentre elas, a de excluir filmes que não foram produzidos sob a jurisdição do Sindicato, como por exemplo “Nomadland” (Idem – 2020) e “Mank” (Idem – 2020), o WGA Awards é um dos maiores termômetros do Oscar, nas categorias de roteiro original e adaptado, porque parte dos membros do Sindicato também integra a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Academy of Motion Picture Arts and Sciences – AMPAS) com direito a voto.

 

Os vencedores do 73a WGA Awards serão anunciados no dia 21 de março, mas nenhum detalhe da cerimônia foi divulgado até o momento.

 

Clique aqui para conferir a lista completa dos indicados nas categorias de televisão e rádio.

 

Leia também:

Oscar 2021: cerimônia terá múltiplas locações

Critics’ Choice Awards 2021: ‘Mank’ lidera com 12 indicações

SAG Awards 2021: ‘Os 7 de Chicago’, ‘Destacamento Blood’, ‘Minari’ e ‘A Voz Suprema do Blues’ lideram

Globo de Ouro 2021: ‘Mank’ lidera com seis indicações

Independent Spirit Awards 2021: ‘Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre’ é líder em indicações; ‘Bacurau’ concorre a filme internacional

 

Comentários

 




    gl