Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

‘Soul’ é confirmado na Disney+

“Soul” é dirigido por Pete Docter, de “Monstros S.A.” e “Divertida Mente” (Foto: Divulgação).

Principal animação do cronograma da Disney / Pixar em 2020, “Soul” (Idem – 2020) teve sua estreia cancelada nos cinemas devido à pandemia do novo coronavírus. De acordo com a Variety, o longa será lançado diretamente na Disney+ em 25 de dezembro, sem nenhum custo adicional para os assinantes. Porém, nos países nos quais a plataforma ainda não estiver em atividade, a animação entrará em cartaz no circuito comercial.

 

Em parte, segundo a publicação americana, a decisão do estúdio do Mickey se deve à concorrente Universal Pictures, que antecipou “Os Croods 2: Uma Nova Era” (The Croods: A New Age – 2020) de 24 de dezembro para 25 de novembro deste ano, entrando em cartaz no mercado americano no mesmo período de “Soul”, que havia sido adiado para 20 de novembro.

 

Apesar de polêmica para alguns, principalmente para os exibidores que estão sofrendo com maior intensidade o impacto da crise econômica originada pela sanitária que, hoje, também é humanitária, a decisão da Disney em relação a “Soul” não é nenhuma surpresa. Isto se deve ao fato de o estúdio ter lançado uma de suas principais apostas deste ano, o live-action “Mulan” (Idem – 2020), em sua plataforma digital, mas cobrando aluguel à parte da mensalidade, o que contrariou as grandes redes que viam a produção como uma das boias de salvação no cenário da pandemia, assim como “Mulan” e tantos outros títulos produzidos sob o selo do Mickey e também da concorrência adiados para o próximo ano. Dentre eles, “Viúva Negra” (Black Widow – 2021), “Top Gun: Maverick” (Idem – 2021), “Velozes & Furiosos 9” (F9 – 2021) e “007 – Sem Tempo Para Morrer” (No Time to Die – 2021)

 

Com lançamento agendado para 17 de novembro na América Latina, a Disney+ conta atualmente como 60,5 milhões de assinantes nos países nos quais já está em atividade. A partir desta data, todos os títulos pertencentes à marca Disney, incluindo Pixar, Marvel, Star Wars e National Geographic, serão disponibilizados exclusivamente na plataforma cujo valor de assinatura mensal no Brasil ainda não foi divulgado.

 

Na última sexta-feira, dia 09, a Disney também confirmou a produção de mais um filme inspirado nas atrações de seus parques temáticos, principalmente o Disneyland (Anaheim, Califórnia) e Walt Disney World (Orlando, Flórida). Desta vez, a atração escolhida para se tornar live-action é a montanha-russa indoor “Space Mountain”, criada em 1975 no complexo de Orlando e uma das mais procuradas pelos visitantes, segundo a Variety. Nenhum detalhe sobre o longa foi divulgado até o momento.

 

Leia também:

‘Viúva Negra’ é adiado, mais uma vez, pela Disney

Cinema: ir ou não ir? Eis a questão

Disney+: a nova aposta para a expansão do império

‘Mulan’: Disney anuncia lançamento em VOD

Acordo entre Universal Pictures e AMC Theatres pode afetar modelo tradicional de cinema

Estúdios de Hollywood adiam, novamente, lançamentos por causa da Covid-19

Cinema e o cenário pós-pandemia

Disney pode seguir os passos da Universal

‘Trolls’: da alegria ao imbróglio

‘Viúva Negra’ ganha nova data de estreia

Hollywood e o impacto do novo Coronavírus

Comentários

 




    gl