Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

SAG Awards 2021: ‘Os 7 de Chicago’, ‘Destacamento Blood’, ‘Minari’ e ‘A Voz Suprema do Blues’ lideram

O SAG Awards é um dos principais termômetros do Oscar (Foto: Divulgação – Imagenet).

Nesta quinta-feira, dia 04, o Sindicato dos Atores (Screen Actors Guild – SAG) divulgou a lista de indicados ao SAG Awards 2021. O anúncio foi feito pelos atores Lily Collins e Daveed Gibbs durante live no Instagram. Com três indicações, cada, “Destacamento Blood” (Da 5 Bloods – 2020), “Os 7 de Chicago” (The Trial of the Chicago 7 – 2020), “Minari” (Idem – 2021, Coreia do Sul) e “A Voz Suprema do Blues” (Ma Rainey’s Black Bottom – 2020) lideram a disputa pelo Actor, como é chamada a estatueta concedida pelo SAG, deste ano nas categorias destinadas ao cinema – assim como o Globo de Ouro, o prêmio do Sindicato também engloba produções televisivas.

 

Produção original Amazon Studios, “Uma Noite em Miami…” (One Night in Miami… – 2021) completa a lista dos cinco finalistas ao Actor de melhor elenco, um dos principais termômetros da categoria de melhor filme no Oscar. Dirigido por Regina King, o longa soma duas indicações ao SAG Awards.

 

Produzido pela DreamWorks SKG e pela Paramount Pictures, “Os 7 de Chicago” estreou diretamente na Netflix (Foto: Divulgação).

 

Eternizado como o Rei T’Challa / Pantera Negra do Universo Cinematográfico da Marvel (UCM), Chadwick Boseman recebeu duas indicações póstumas como melhor ator coadjuvante por “Destacamento Blood” e ator por “A Voz Suprema do Blues”, que também rendeu uma nomeação de melhor atriz à Viola Davis.

 

Chadwick Boseman interpreta um trompetista em “A Voz Suprema do Blues” (Foto: Divulgação / Crédito: Netflix).

 

Sem nenhuma surpresa, o SAG Awards, tal qual o Globo de Ouro, divulgou uma lista pautada não apenas em títulos de plataformas digitais, como também em representatividade, diversidade e inclusão, temas que há tempos tiram o sossego da indústria hollywoodiana, que precisa atender às novas demandas da sociedade, implementando mudanças durante a concepção dos projetos por seus realizadores e respectivos estúdios – o Globo de Ouro, por exemplo, tem três cineastas mulheres na disputa pela estatueta de melhor direção, uma delas, negra, Regina King.

 

O SAG Awards é um dos prêmios mais cobiçados da indústria hollywoodiana por ser um dos maiores termômetros do Oscar nas categorias de atores, pois muitos membros do Sindicato também integram a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Academy of Motion Picture Arts and Sciences – AMPAS) e têm direito a voto. Ou seja, quem vencer o Actor fica numa situação bastante confortável disputa pela estatueta dourada, cujos indicados serão anunciados no dia 15 de março.

 

Presidido por Gabrielle Carteris, atriz popularmente conhecida como a Andrea Zuckerman de “Barrados no Baile” (Beverly Hills 90210 – 1990 – 2000), o Sindicato realizará a 27a cerimônia de entrega do SAG Awards no dia 04 de abril, mas ainda não divulgou quem será homenageado com o Life Achievement Award, prêmio especial concedido pelo conjunto da obra. Contudo, o formato do evento ainda é incerto devido à pandemia, pois Los Angeles é o atual epicentro nos Estados Unidos. Aliás, todo o cenário da indústria cinematográfica, principalmente no que tange ao cronograma de estreias, continua incerto porque a Covid-19 ainda não está sob controle.

 

Confira a lista completa de indicados:

CINEMA:

Melhor elenco:

– “Os 7 de Chicago”;

– “Destacamento Blood”;

– “A Voz Suprema do Blues”;

– “Uma Noite em Miami…”;

– “Minari”.

Melhor ator:

– Riz Ahmed – “O Som do Silêncio” (Sound of Metal – 2020);

– Chadwick Boseman – “A Voz Suprema do Blues”;

– Anthony Hopkins – “Meu Pai” (The Father – 2021);

– Gary Oldman – “Mank” (Idem – 2020);

– Steven Yeun – “Minari”.

Melhor atriz:

– Amy Adams – “Era Uma Vez um Sonho” (Hillbilly Elegy – 2020);

– Viola Davis – “A Voz Suprema do Blues”;

– Vanessa Kirby – “Pieces of a Woman” (Idem – 2020);

– Francis McDormand – “Nomadland” (Idem – 2021);

– Carey Mulligan – “Promising Young Woman” (Idem – 2021).

Melhor ator coadjuvante:

– Sacha Baron Cohen – “Os 7 de Chicago”;

– Chadwick Boseman – “Destacamento Blood”;

– Jared Leto – “Os Pequenos Vestígios” (The Little Things – 2021);

– Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro” (Judas and the Black Messiah – 2021);

– Leslie Odom, Jr. – “Uma Noite em Miami…”.

Melhor atriz coadjuvante:

– Maria Bakalova – “Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Borat Subsequent Moviefilm: Delivery of Prodigious Bribe to American Regime for Make Benefit Once Glorious Nation of Kazakhstan – 2020);

– Glenn Close – “Era Uma Vez um Sonho”;

– Olivia Colman – “Meu Pai”;

– Yuh-jung Youn – “Minari”;

– Helena Zengel – “News of the World” (Idem – 2020).

Melhor equipe de dublês:

– “Destacamento Blood”;

– “Mulan” (Idem – 2020);

– “Os 7 de Chicago”;

– “Mulher-Maravilha 1984” (Wonder Woman 1984 – 2020);

– “News of the World”.

 

TELEVISÃO:

Melhor elenco em série de drama:

– “Better Call Saul” (Idem – 2015 – 2021);

– “Bridgerton” (Idem – desde 2020);

– “The Crown” (Idem – desde 2016);

– “Ozark” (Idem – desde 2017);

– “Lovecraft Country” (Idem – desde 2020).

Melhor elenco em série de comédia:

– “Dead to Me” (Idem – desde 2019);

– “The Flight Attendant” (Idem – desde 2020);

– “The Great” (Idem – 2020);

– “Schitt’s Creek” (Idem – 2015 – 2020);

– “Ted Lasso” (Idem – 2020).

Melhor ator em série de drama:

– Jason Bateman – “Ozark”;

– Sterling K. Brown – “This Is Us” (Idem – 2016);

– Josh O’Connor – “The Crown”;

– Bob Odenkirk – “Better Call Saul”;

– Rege-Jean Page – “Bridgerton”.

Melhor atriz em série de drama:

– Gillian Anderson – “The Crown”;

– Olivia Colman – “The Crown”;

– Emma Corrin – “The Crown”;

– Julia Garner – “Ozark”;

– Laura Linney – “Ozark”.

Melhor ator em série de comédia:

– Nicholas Hoult – “The Great”;

– Dan Levy – “Schitt’s Creek”;

– Eugene Levy – “Schitt’s Creek”;

– Jason Sudeikis – “Ted Lasso”;

– Ramy Youssef – “Ramy” (Idem – desde 2019).

Melhor atriz em série de comédia:

– Christina Applegate – “Dead to Me”;

– Linda Cardellini – “Dead to Me”;

– Kaley Cuoco – “The Flight Attendant”;

– Annie Murphy – “Schitt’s Creek”;

– Catherine O’Hara – “Schitt’s Creek.

Melhor ator em telefilme ou minissérie:

– Bill Camp – “O Gambito da Rainha” (The Queen’s Gambit – 2020);

– Daveed Diggs – “Hamilton” (Idem – 2020);

– Hugh Grant – “The Undoing” (Idem – 2020);

– Ethan Hawke – “The Good Lord Bird” (Idem – 2020);

– Mark Ruffalo – “I Know This Much Is True” (Idem – 2020).

Melhor atriz em telefilme ou minissérie:

– Cate Blanchett, “Mrs. America” (Idem – 2020);

– Michaela Coel – “I May Destroy You” (Idem – 2020);

– Nicole Kidman – “The Undoing” (Idem – 2020);

– Anya Taylor-Joy – “O Gambito da Rainha”;

– Kerry Washington – “Little Fires Everywhere” (Idem – 2020).

Melhor elenco em série de drama ou comédia:

– “Lovecraft Country” (Idem – desde 2020);

– “O Mandaloriano” (The Mandalorian – desde 2019);

– “The Boys” (Idem – desde 2020);

– “Cobra Kai” (Idem – desde 2018);

– “Westworld” (Idem – desde 2016).

 

Leia também:

Globo de Ouro 2021: ‘Mank’ lidera com seis indicações

Independent Spirit Awards 2021: ‘Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre’ é líder em indicações; ‘Bacurau’ concorre a filme internacional

Globo de Ouro 2021: Jane Fonda é homenageada pela HFPA

SAG Awards 2021: cerimônia é adiada para abril

Comentários

 




    gl