Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

‘Pokémon: Detetive Pikachu’: aventura para as crianças

“Pokémon: Detetive Pikachu” é a principal estreia desta quinta-feira, dia 09 (Foto: Divulgação).

Nesta quinta-feira, dia 09, a nova aventura de Pokémon nos cinemas entra em cartaz: “Pokémon: Detetive Pikachu” (Pokémon Detective Pikachu – 2019). Com direção de Rob Letterman, de “Goosebumps – Monstros e Arrepios” (Goosebumps – 2015), o filme aposta na fórmula de aventura infantil para conquistar a plateia, respeitando a essência dos personagens criados por Satoshi Tajiri na década de 1990.

 

Na trama, Tim Goodman (Justice Smith) viaja para Ryme City após o acidente que envolveu o seu pai, que investigava as operações do laboratório de Pesquisa Genética Pokémon, de propriedade de Howard Clifford (Bill Nighy). Na cidade, Tim conhece Pikachu (voz de Ryan Reynolds) e a aspirante a repórter Lucy Stevens (Kathryn Newton), que o ajudam a procurar pelo detetive enquanto lidam com a ameaça do Soro R, que transforma os Pokémons em criaturas que representam risco à população.

 

Justice Smith é o protagonista de “Pokémon: Detetive Pikachu” (Foto: Divulgação).

 

Contando com um roteiro simplório que aposta em diálogos de fácil entendimento pela fatia infantil do público, o longa tem a importância da família enquanto porto seguro como mensagem principal de sua trama. E para transmiti-la ao público, utiliza a busca de Tim por suas raízes, calcada na dor de uma relação fraturada e suas consequências.

 

Tendo como pontos negativos a apatia e a falta de química do elenco, “Pokémon: Detetive Pikachu” acerta nos quesitos técnicos, sobretudo no design dos Pokémons, cuja preocupação com detalhes os torna críveis aos olhos da plateia. Neste ponto, o filme acerta ao encontrar o equilíbrio entre live-action e animação.

 

Referenciando visualmente um clássico dos anos 1980, “Batman” (Idem – 1989), de Tim Burton, no momento em que a ação toma conta da narrativa, “Pokémon: Detetive Pikachu” cumpre com o objetivo de entreter o público, sobretudo a sua fatia infantil. No fim das contas, é uma aventura leve e divertida sobre família, reencontro e coexistência, uma vez que em Ryme City humanos e Pokémons dividem o mesmo espaço pacificamente.

 

Assista ao trailer oficial legendado:

Comentários




    gl