Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Mostra ‘A Beleza Sombria dos Monstros: 10 Anos de a Arte de Tim Burton’ no CCBB-DF

Tim Burton é homenageado pelo CCBB (Foto: Divulgação / Crédito: ©A.M.P.A.S.)

Começa nesta sexta-feira, dia 12, mostra “A Beleza Sombria dos Monstros: 10 Anos de a Arte de Tim Burton”, no Centro Cultural Banco do Brasil – Brasília (CCBB-DF). Reunindo aproximadamente 60 produções, o evento homenageia um dos cineastas mais criativos do cinema contemporâneo, que cravou sua marca em Hollywood como um autor que brinca com horror e fantasia com maestria, tendo como fonte inspiradora o Expressionismo Alemão.

 

Com curadoria do jornalista Breno Lira Gomes, a Mostra conta com 21 filmes dirigidos por Burton, dentre curtas e longas-metragens, como os clássicos “Os Fantasmas se Divertem” (Beetlejuice – 1988), “Batman” (Idem – 1989) e “Edward Mãos de Tesoura” (Edward Scissorhands – 1990), e seu sucesso mais recente, “Dumbo” (Idem – 2019). Contudo, o evento também oferece títulos que inspiraram o cineasta, tais como “O Gabinete do Dr. Caligari” (Das Cabinet des Dr. Caligari – 1920), de Robert Wiene; “Frankenstein” (Idem – 1931), de James Whale; e “Drácula” (Dracula – 1931), de Tod Browning.

 

Protagonizado por Michael Keaton, “Os Fantasmas se Divertem” é um clássico dos anos 1980 (Foto: Divulgação).

 

“Tim Burton é um cineasta que tem fãs espalhados em todo o mundo, e em Brasília não é diferente. Seus filmes são muito marcantes visualmente. E de sua mente saíram histórias e personagens fantásticos como Edward Mãos de Tesoura e Beetlejuice. Personagens esses, que hoje fazem parte do imaginário dos cinéfilos”, diz Gomes, que começou a idealizar a homenagem ao cineasta há 10 anos, mas com outra linha curatorial. “Esse mundo disforme em que, ao mesmo tempo, parece que você está num sonho e num pesadelo, personagens amalucados, os cenários e figurinos tão bem elaborados e uma trilha sonora marcante sempre me fascinaram na obra de Tim Burton. O primeiro filme dele que eu assisti foi ‘Os Fantasmas Se Divertem’, que eu não me cansava de alugar na videolocadora. Com o tempo fui tendo um olhar mais crítico sobre seus filmes, gostando mais de uns do que de outros. Acho ‘A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça’ uma obra-prima do horror e uma bela homenagem às produções dos estúdios Hammer”, completa o curador.

 

Além das sessões de filmes, dentre elas, três com recursos de acessibilidade – “Batman”, “Edward Mãos de Tesoura” e “A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça” (Sleepy Hollow – 1999) –, mostra “A Beleza Sombria dos Monstros: 10 Anos de a Arte de Tim Burton” também oferece debates, palestras e a masterclass “O ideal estético e os conceitos de beleza e feiúra clássicos, modernos e contemporâneos na obra de Tim Burton”.

 

A mostra “A Beleza Sombria dos Monstros: 10 Anos de a Arte de Tim Burton” será realizada entre os dias 12 de julho e 11 de agosto, com entrada gratuita e sujeita à lotação da sala.

 

Clique aqui para conferir a programação completa do evento.

 

Leia também:

Festival Stop Burton no Sesc Interlagos

‘Batman’ completa 30 anos

Crítica – ‘Dumbo’: versão de Tim Burton respeita a essência do clássico

‘Batman O Retorno’ completa 25 anos

 

* Foto: Tim Burton durante o almoço oferecido pela AMPAS em 13 de fevereiro de 2006.

Comentários




    gl