Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Globo de Ouro 2022: ‘Amor, Sublime Amor’ e ‘Ataque dos Cães’ são os vencedores

“Amor, Sublime Amor” é dirigido por Steven Spielberg (Foto: Divulgação).

A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (Hollywood Foreign Press Association – HFPA) anunciou no último domingo, dia 09, os vencedores da 79a edição do Globo de Ouro. Discreta, a “cerimônia” foi realizada no The Beverly Hilton Hotel, em Los Angeles, e coroou “Amor, Sublime Amor” (West Side Story – 2021) e “Ataque dos Cães” (The Power of the Dog – 2021) como melhores filmes de comédia / musical e drama, respectivamente.

 

Dirigido por Steven Spielberg, que concorria à estatueta de melhor direção, “Amor, Sublime Amor” ainda venceu os Globos de Ouro de melhor atriz em filme de comédia / musical para Rachel Zegler e atriz coadjuvante para Ariana DeBose, totalizando três estatuetas, assim como “Ataque dos Cães”, que também recebeu as de direção para Jane Campion e ator coadjuvante para Kodi Smit-McPhee.

 

“Ataque dos Cães” é protagonizado por Benedict Cumberbatch (Foto: Divulgação / Crédito: Netflix).

 

Andrew Garfield venceu o prêmio de melhor ator em filme de comédia / musical por “Tick, Tick… Boom!” (tick, tick… BOOM! – 2021) e Nicole Kidman e Will Smith receberam as estatuetas de atores em filme de drama por “Being the Ricardos” (Being the Ricardos – 2021) e “King Richard: Criando Campeãs” (King Richard – 2021), respectivamente.

 

Sem nenhuma surpresa, a categoria de melhor animação ficou com “Encanto” (Encanto – 2021), de Jared Bush e Byron Howard. Produzido pela Walt Disney, o longa tinha entre seus concorrentes duas produções do seu estúdio, “Raya e o Último Dragão” (Raya and the Last Dragon – 2021) e “Luca” (Luca – 2021).

 

Com uma lista de indicados que contemplava tanto títulos produzidos por estúdios quanto por plataformas digitais, o Globo de Ouro 2002 fez o possível para celebrar o modelo tradicional de cinema e o streaming, algo que pode ser observado nos resultados das categorias de melhor filme, pois “Amor, Sublime Amor” é da 20th Century Studios, que pertence à Disney, e “Ataque dos Cães” é da Netflix, uma das primeiras companhias a boicotar a HFPA há alguns meses.

 

Buscando o tom inclusivo, a 79a edição do Globo de Ouro aconteceu em meio a uma crise institucional que se abateu sobre a Associação, que está com a credibilidade em xeque e, durante toda a noite de domingo, reiterou em suas redes sociais todo o trabalho filantrópico que realiza desde a sua criação, em 1943, contando com vídeos de dois astros do cinemão hollywoodiano que não aderiram ao boicote promovido nas últimas semanas, Jamie Lee Curtis e Arnold Schwarzenegger – nenhum ator aceitou participar da cerimônia, obrigando a HFPA a modificar todo o seu escopo.

 

Historicamente a segunda maior e mais importante festa do calendário hollywoodiano, o Globo de Ouro perdeu o prestígio de outrora de forma brutal, com astros do peso de Tom Cruise devolvendo prêmios e tantos outros se recusando a participar do evento, que, este ano, significa, sim, um divisor de águas para a Associação, pois a crise institucional teve consequências mais graves que a enfrentada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Academy of Motion Picture Arts and Sciences – AMPAS) em 2016. Isto se deve não às acusações acerca da falta de representatividade e diversidade em seu quadro de membros, mas, principalmente, ao suposto recebimento de presentes dos mais variados tipos, enviados por estúdios, distribuidoras e afins, algo, agora, totalmente proibido pela HFPA.

 

Boicotada pela indústria e pela comunidade que sempre apoiou e se beneficiou do peso da estatueta para divulgar seus produtos, cinematográficos e televisivos, pois a frase “vencedor do Globo de Ouro de …” sempre foi um diferencial que colocava os títulos em outro patamar, a HFPA tem implementado mudanças internas para se reajustar às novas demandas de Hollywood para que o show possa continuar e, quem sabe, retornar ao horário nobre da TV americana (a NBC se recusou a transmiti-lo este ano), angariando os fundos utilizados em seus programas filantrópicos.

 

Confira a lista completa de vencedores:

Melhor filme – drama:

– “Ataque dos Cães”.

Melhor filme – comédia / musical:

– “Amor, Sublime Amor” (West Side Story – 2021).

Melhor ator – drama:

– Will Smith – “King Richard: Criando Campeãs”.

Melhor atriz – drama:

– Nicole Kidman – “Being the Ricardos”.

Melhor ator – comédia / musical:

– Andrew Garfield – “Tick, Tick … Boom!”.

Melhor atriz – comédia / musical:

– Rachel Zegler – “Amor, Sublime Amor”.

Melhor ator coadjuvante:

– Kodi Smit-McPhee – “Ataque dos Cães”.

Melhor atriz coadjuvante:

– Ariana DeBose – “Amor, Sublime Amor”.

Melhor direção:

– Jane Campion – “Ataque dos Cães”.

Melhor roteiro:

– Kenneth Branagh – “Belfast” (Belfast – 2021).

Melhor canção original:

– “No Time to Die” – “007 – Sem Tempo Para Morrer” (No Time to Die – 2021).

Melhor trilha sonora original:

– Hans Zimmer – “Duna” (Dune – 2021).

Melhor animação:

– “Encanto”.

Melhor filme estrangeiro:

– “Drive My Car” (Doraibu mai kâ – 2021, Japão).

Melhor série de TV – drama:

– “Succession” (Succession – desde 2018).

Melhor série de TV – comédia / musical:

– “Hacks” (Hacks – desde 2021).

Melhor minissérie / telefilme:

– “The Underground Railroad” (The Underground Railroad – 2021).

Melhor ator em série de TV – drama:

– Jeremy Strong – “Succession”.

Melhor atriz em série de TV – drama:

– Michaela Jaé Rodriguez – “Pose” (Pose – 2018 – 2021).

Melhor ator em série de TV – comédia / musical:

– Jason Sudeikis – “Ted Lasso” (Ted Lasso – desde 2020).

Melhor atriz em série de TV – comédia / musical:

– Jean Smart – “Hacks”.

Melhor ator em minissérie / telefilme:

– Michael Keaton – “Dopesick” (Dopesick – 2021).

Melhor atriz em minissérie / telefilme:

– Kate Winslet – “Mare of Easttown” (Mare of Easttown – 2021).

Melhor ator coadjuvante em série de TV / minissérie / telefilme:

– O Yeong-su – “Round 6” (Ojing-eo geim – desde 2021).

Melhor atriz coadjuvante em série de TV / minissérie / telefilme:

– Sarah Snook – “Succession”.

 

Leia também:

Globo de Ouro 2022: cerimônia pode acontecer sem celebridades

Globo de Ouro: próxima edição pode ser decisiva para a HFPA

Comentários

 




    gl