Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Critics’ Choice Awards 2021: ‘Nomadland’ é o grande vencedor

“Nomadland” é produzido e protagonizado por Frances McDormand (Foto: Divulgação).

A Broadcast Film Critics Association (BFCA) e a Broadcast Television Journalists Association (BTJA) realizaram na noite do último domingo, dia 07, a cerimônia de entrega do Critics’ Choice Awards 2021, apresentada por Taye Diggs direto de Los Angeles, mas em formato híbrido devido à pandemia do novo coronavírus, com indicados e vencedores participando remotamente. E o grande vencedor desta edição foi “Nomadland” (Idem – 2021), que recebeu quatros dos seis prêmios aos quais concorria: melhor filme, direção e roteiro adaptado para Chloé Zhao e fotografia – o longa perdeu apenas os de atriz para Frances McDormand e edição.

 

Líder de indicações desta edição, 12 ao todo, “Mank” (Idem – 2020) venceu somente o Critics’ Choice Awards de design de produção, o que representa o enfraquecimento desta produção original Netflix baseada em fatos reais. Dirigido por David Fincher, o longa parece estar repetindo a trajetória de outro título da plataforma, “O Irlandês” (The Irishman – 2019), de Martin Scorsese, que disputou 14 categorias, mas venceu apenas a de melhor elenco.

 

Produzido pela DreamWorks SKG e pela Paramount Pictures, “Os 7 de Chicago” estreou diretamente na Netflix (Foto: Divulgação).

 

Baseado em fatos reais, “Os 7 de Chicago” (The Trial of the Chicago 7 – 2020), fruto da parceria entre a Paramount Pictures e a DreamWorks SKG, distribuído pela Netflix, conquistou dois prêmios: elenco e edição, este último empatado com “O Som do Silêncio” (Sound of Metal – 2020), produção original Amazon Studios.

 

Assim como aconteceu no Globo de Ouro, Chadwick Boseman venceu a categoria de melhor ator por “A Voz Suprema do Blues” (Ma Rainey’s Black Bottom – 2020), sendo representado por sua viúva, Taylor Simone Ledward – o longa também recebeu o Critics’ Choice de figurino e maquiagem e penteado. Eterno Rei T’Challa / Pantera Negra do Universo Cinematográfico da Marvel (UCM), Boseman também disputou o prêmio de ator coadjuvante por “Destacamento Blood” (Da 5 Bloods – 2020), título original Netflix que não venceu nenhuma categoria. Distribuído pela gigante do streaming, mas produzido pela Universal Pictures, “Relatos do Mundo” (News of the World – 2021) também perdeu em todas as sete categorias nas quais concorria.

 

Indicada ao prêmio de melhor atriz por “Malcolm & Marie” (Idem – 2021), Zendaya foi a homenageada deste ano com o #SeeHer Award, entregue anteriormente a atrizes como Viola Davis e Gal Gadot. Apresentado por John David Washington, com quem a atriz contracenou em na já citada produção original Netflix, rodada durante a pandemia, o #SeeHer Award é um prêmio que integra a campanha da Association of National Advertisers’ (ANA) pela valorização da imagem da mulher na mídia.

 

O Critics’ Choice Awards está um pouco diferente que nos anos anteriores, pois algumas categorias, como as de melhor filme de animação e de filme de ação, por exemplo, foram retiradas em prol da criação do Critics’ Choice Super Awards, derivado voltado para o cinema pipoca, reconhecendo o importante papel exercido pelos blockbusters na indústria cinematográfica, que tem neles sua principal fonte de renda. A primeira edição do Critics’ Choice Super Awards foi realizada em 10 de janeiro deste ano e teve como destaques a animação “Soul” (Idem – 2020) e a comédia “Palm Springs” (Idem – 2020).

 

Exercendo influência na campanha rumo ao Oscar, o Critics’ Choice Awards é um dos termômetros da cobiçada estatueta dourada da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Academy of Motion Picture Arts and Sciences – AMPAS), que será entregue em 25 de abril.

 

Confira a lista completa de vencedores:

CINEMA:

Melhor filme:

– “Nomadland”.

Melhor ator:

– Chadwick Boseman – “A Voz Suprema do Blues”.

Melhor atriz:

– Carey Mulligan – “Bela Vingança” (Promising Young Woman – 2021).

Melhor ator coadjuvante:

– Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro” (Judas and the Black Messiah – 2021).

Melhor atriz coadjuvante:

– Maria Bakalova – “Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Borat Subsequent Moviefilm: Delivery of Prodigious Bribe to American Regime for Make Benefit Once Glorious Nation of Kazakhstan – 2020).

Melhor ator/atriz jovem:

– Alan Kim – “Minari” (Idem – 2020, Estados Unidos / Coreia do Sul).

Melhor elenco:

– “Os 7 de Chicago”.

Melhor direção:

– Chloé Zhao – “Nomadland”.

Melhor roteiro original:

– Emerald Fennell – “Bela Vingança”.

Melhor roteiro adaptado:

– Chloé Zhao – “Nomadland”.

Melhor fotografia:

– Joshua James Richards – “Nomadland”.

Melhor design de produção:

– Donald Graham Burt e Jan Pascale – “Mank”.

Melhor edição:

Empate

– Alan Baumgarten – “Os 7 de Chicago”;

– Mikkel E. G. Nielsen – “O Som do Silêncio”.

Melhor figurino:

– Ann Roth – “A Voz Suprema do Blues”.

Melhor maquiagem e penteado:

– “A Voz Suprema do Blues”.

Melhores efeitos visuais:

– “Tenet” (Idem – 2020).

Melhor comédia:

– “Palm Springs” (Idem – 2020).

Melhor filme estrangeiro:

– “Minari”.

Melhor trilha sonora:

– Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste – “Soul” (Idem – 2020).

Melhor canção:

– “Speak Now”, de “Uma Noite em Miami…” (One Night in Miami – 2020) – Leslie Odom Jr. e Sam Ashworth.

TELEVISÃO:

Melhor série de drama:

– “The Crown” (Idem – desde 2016).

Melhor ator em série de drama:

– Josh O’Connor – “The Crown”.

Melhor atriz em série de drama:

– Emma Corrin – “The Crown”.

Melhor ator coadjuvante em série de drama:

– Michael K. Williams – “Lovecraft Country(Idem – desde 2020).

Melhor atriz coadjuvante em série de drama:

– Gillian Anderson – “The Crown”.

Melhor série de comédia:

– “Ted Lasso” (Idem – desde 2020).

Melhor ator em série de comédia:

– Jason Sudeikis – “Ted Lasso”.

Melhor atriz em série de comédia:

– Catherine O’Hara – “Schitt’s Creek” (Idem – 2015 – 2021).

Melhor ator coadjuvante em série de comédia:

– Daniel Levy – “Schitt’s Creek”.

Melhor atriz coadjuvante em série de comédia:

– Hannah Waddingham – “Ted Lasso”.

Melhor telefilme:

– “Hamilton” (Idem – 2020).

Melhor minissérie:

– “O Gambito da Rainha” (The Queen’s Gambit – 2020).

Melhor ator em telefilme ou minissérie:

– John Boyega – “Small Axe” (Idem – 2020).

Melhor atriz em telefilme ou minissérie:

– Anya Taylor-Joy – “O Gambito da Rainha”.

Melhor ator coadjuvante em telefilme ou minissérie:

– Donald Sutherland – “The Undoing” (Idem – 2020).

Melhor atriz coadjuvante em telefilme ou minissérie:

– Uzo Aduba – “Mrs. America” (Idem – 2020).

Melhor talk-show:

– “Late Night with Seth Meyers” (Idem – desde 2014).

Melhor especial de comédia:

Empate

– “Jerry Seinfeld: 23 Hours to Kill” (Idem – 2020);

– “Michelle Buteau: Welcome to Buteaupia” (Idem – 2020).

Melhor minissérie (curta):

– “Better Call Saul: Ethics Training with Kim Wexler” (Idem – desde 2020).

#SeeHer Award:

– Zendaya.

 

Leia também:

Globo de Ouro 2021: ‘Nomadland’ e ‘Borat: Fita de Cinema Seguinte’ são os vencedores

SAG Awards 2021: ‘Os 7 de Chicago’, ‘Destacamento Blood’, ‘Minari’ e ‘A Voz Suprema do Blues’ lideram

Globo de Ouro 2021: ‘Mank’ lidera com seis indicações

Independent Spirit Awards 2021: ‘Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre’ é líder em indicações; ‘Bacurau’ concorre a filme internacional

Critics’ Choice Super Awards 2021: ‘Soul’ e ‘Palm Springs’ são os grandes destaques

 

Comentários

 




    gl