Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Critics’ Choice Awards 2020: ‘Era Uma Vez em… Hollywood’ é o grande vencedor

“Era Uma Vez em… Hollywood” é dirigido e roteirizado por Quentin Tarantino (Foto: Divulgação).

A Broadcast Film Critics Association (BFCA) e a Broadcast Television Journalists Association (BTJA) realizaram neste domingo, dia 12, no Barker Hangar, em Santa Monica, Los Angeles, a 25a cerimônia de entrega do Critics’ Choice Awards. E o grande vencedor foi “Era Uma Vez em… Hollywood” (Once Upon a Time… in Hollywood), de Quentin Tarantino.

 

Indicado a 12 Critics’ Choice, “Era Uma Vez em… Hollywood” venceu em quatro categorias: melhor filme, ator coadjuvante para Brad Pitt, roteiro original para Tarantino e design de produção para Barbara Ling e Nancy Haigh.

 

A cerimônia começou com um dos prêmios principais, o de melhor ator, entregue a Joaquin Phoenix por “Coringa” (Joker – 2019). Com um discurso mais “controlado” que o do Globo de Ouro, Phoenix falou sobre os temas centrais do longa, dentre eles, a doença mental. A vitória de Phoenix era esperada, assim como as de Renée Zellweger como atriz por “Judy: Muito Além do Arco-Íris” (Judy – 2019), Laura Dern como atriz coadjuvante por “História de um Casamento” (Marriage Story – 2019) e a já citada de Brad Pitt por “Era Uma Vez em… Hollywood”.

 

Dirigido por Sam Mendes, “1917” tem lançamento previsto para 23 de janeiro nos cinemas brasileiros (Foto: Divulgação).

 

Apresentada por Taye Diggs, a cerimônia de entrega do Critics’ Choice Awards foi marcada por empates tanto nas categorias de cinema quanto nas de televisão. Em cinema, os cineastas Sam Mendes e Bong Joon-ho empataram em melhor direção respectivamente por “1917” (Idem – 2019) e “Parasita” (Gisaengchung – 2019, Coreia do Sul), que também recebeu o prêmio de melhor filme estrangeiro. Com lançamento agendado para 23 de janeiro nos cinemas brasileiros, “1917” venceu, ainda, as categorias de melhor edição e fotografia, totalizando três prêmios.

 

O outro empate de cinema foi em melhor canção original: “Glasgow (No Place Like Home)”, de “As Loucuras de Rose” (Wild Rose – 2019), e “(I’m Gonna) Love Me Again”, de “Rocketman”. Em TV, o único empate foi em melhor talk-show, entre “The Late Late Show with James Corden” (Idem – desde 2015) e “Late Night with Seth Meyers” (Idem – desde 2014).

 

Líder de indicações desta edição, 14 ao todo, “O Irlandês” (The Irishman – 2019) faturou apenas o Critics’ Choice de melhor elenco. Dirigido por Martin Scorsese, o longa é uma das apostas da Netflix para o Oscar, mas parece estar perdendo força na corrida, considerando os resultados de outras instituições. O mesmo acontece com “História de um Casamento”, que concorria a oito Critics’ Choice e venceu apenas um.

 

Concorrente de Joaquin Phoenix na categoria de melhor ator por seu desempenho em “Meu Nome é Dolemite” (Dolemite is My Name – 2019), Eddie Murphy foi o grande homenageado da noite com o Lifetime Achievement Award, prêmio especial concedido pelo conjunto da obra, apresentado por Keegan-Michael Key. Aplaudido de pé pelos presentes, Murphy, que volta ao primeiro time depois de passar bastante tempo na geladeira hollywoodiana, falou que ganhar a vida como ator é um “privilégio e uma benção”.

 

A outra homenageada da noite foi a atriz e ativista Kristen Bell, que recebeu o #SeeHer Award das mãos de Ted Danson. Criado em 2017, o prêmio especial concedido pela BFCA integra uma campanha da Association of National Advertisers’ (ANA) pela valorização da imagem da mulher na mídia. A primeira profissional agraciada com o prêmio foi Viola Davis. Nos anos seguintes, o #SeeHer Award foi entregue à Gal Gadot (2018) e Claire Foy (2019).

 

O Critics’ Choice Awards é um dos principais termômetros do prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Academy of Motion Picture Arts and Sciences – AMPAS), ou seja, do Oscar. No entanto, assim como o Globo de Ouro, não exerce nenhuma influência direta sobre a votação da AMPAS porque é concedido por jornalistas, fortalecendo apenas as campanhas dos indicados, que serão anunciados nesta segunda-feira, dia 13.

 

Confira a lista completa de vencedores:

CINEMA:

Melhor filme:

– “Era Uma Vez em… Hollywood”.

Melhor ator:

– Joaquin Phoenix – “Coringa”.

Melhor atriz:

– Renée Zellweger – “Judy: Muito Além do Arco-Íris”.

Melhor ator coadjuvante:

– Brad Pitt – “Era Uma Vez em… Hollywood”.

Melhor atriz coadjuvante:

– Laura Dern – “História de um Casamento”.

Melhor ator/atriz jovem:

– Roman Griffin Davis – “Jojo Rabbit” (Idem – 2019).

Melhor elenco:

– “O Irlandês”.

Melhor direção:

Empate:

– Sam Mendes – “1917”;

– Bong Joon Ho – “Parasita”.

Melhor roteiro original:

– Quentin Tarantino – “Era Uma Vez em… Hollywood”.

Melhor roteiro adaptado:

– Greta Gerwig – “Adoráveis Mulheres” (Little Women – 2019).

Melhor fotografia:

– Roger Deakins – “1917”.

Melhor design de produção:

– Barbara Ling e Nancy Haigh – “Era Uma Vez em… Hollywood”.

Melhor edição:

– Lee Smith – “1917”.

Melhor figurino:

– Ruth E. Carter – “Meu Nome é Dolemite”.

Melhor maquiagem e penteado:

– “O Escândalo” (Bombshell – 2019).

Melhores efeitos visuais:

– “Vingadores: Ultimato” (Avengers: Endgame” – 2019).

Melhor animação:

– “Toy Story 4” (Idem – 2019).

Melhor filme de ação:

– “Vingadores: Ultimato”.

Melhor filme de terror ou ficção-científica:

– “Nós” (Us – 2019).

Melhor filme de comédia:

– “Meu Nome é Dolemite”.

Melhor filme estrangeiro:

– “Parasita” (Gisaengchung – 2019, Coreia do Sul).

Melhor trilha sonora:

– Hildur Guðnadóttir – “Coringa”.

Melhor canção:

Empate:

– “Glasgow (No Place Like Home)” – “As Loucuras de Rose” (Wild Rose – 2019);

– “(I’m Gonna) Love Me Again” – “Rocketman”.

TELEVISÃO:

Melhor série de animação:

– “BoJack Horseman” (Idem – desde 2014).

Melhor série de drama:

– “Succession” (Idem – desde 2018).

Melhor ator em série de drama:

– Jeremy Strong – “Succession”.

Melhor atriz em série de drama:

– Regina King – “Watchmen” (Idem – 2019).

Melhor ator coadjuvante em série de drama:

– Billy Crudup – “The Morning Show” (Idem – desde 2019).

Melhor atriz coadjuvante em série de drama:

– Jean Smart – “Watchmen”.

Melhor série de comédia:

– “Fleabag” (Idem – 2016 – 2019).

Melhor ator em série de comédia:

– Bill Hader – “Barry” (Idem – desde 2018).

Melhor atriz em série de comédia:

– Phoebe Waller-Bridge – “Fleabag”.

Melhor ator coadjuvante em série de comédia:

– Andrew Scott – “Fleabag”.

Melhor atriz coadjuvante em série de comédia:

– Alex Borstein – “The Marvelous Mrs. Maisel” (Idem – desde 2017).

Melhor telefilme:

– “El Camino: A Breaking Bad Movie” (Idem – 2019).

Melhor minissérie:

– “Olhos que Condenam” (When They See Us – 2019).

Melhor ator em telefilme ou minissérie:

– Jharrel Jerome – “Olhos que Condenam”.

Melhor atriz em telefilme ou minissérie:

– Michelle Williams – “Fosse/Verdon” (Idem – 2019).

Melhor ator coadjuvante em telefilme ou minissérie:

– Stellan Skarsgård – “Chernobyl” (Idem – 2019).

Melhor atriz coadjuvante em telefilme ou minissérie:

– Toni Collette – “Unbelievable” (Idem – 2019).

Melhor talk-show:

Empate:

– “The Late Late Show with James Corden”;

– “Late Night with Seth Meyers”.

Melhor especial de comédia:

– “Live in Front of a Studio Audience: Norman Lear’s ‘All in the Family’ and ‘The Jeffersons’” (Idem – 2019).

Lifetime Achievement Award:

– Eddie Murphy.

#SeeHer Award:

– Kristen Bell.

 

Leia também:

DGA Awards 2020: Quentin Tarantino e Martin Scorsese disputam o prêmio

PGA Awards 2020: ‘Era Uma Vez em… Hollywood”, “Coringa” e “1917” são indicados

BAFTA Awards 2020: ‘Coringa’ lidera com 11 indicações

WGA Awards 2020: confira os indicados

Globo de Ouro 2020: ‘1917’ e ‘Era Uma Vez em… Hollywood’ são os grandes vencedores

Oscar 2020: ‘A Vida Invisível’ está fora da disputa de melhor filme internacional

SAG Awards 2020: ‘Era Uma Vez em… Hollywood’ e ‘O Irlandês’ são líderes de indicações

Globo de Ouro 2020: ‘Era Uma Vez em… Hollywood’, ‘O Irlandês’ e ‘História de um Casamento’ lideram a disputa

Critics’ Choice Awards 2020: ‘O Irlandês’ lidera com 14 indicações

Gotham Awards 2019: ‘História de um Casamento’ vence em quatro categorias

Independent Spirit Awards 2020: ‘A Vida Invisível’ é indicado ao prêmio de melhor filme internacional

Comentários

 




    gl