Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

BAFTA Awards 2021: ‘Nomadland’ e ‘Rocks’ lideram a disputa pelo Oscar britânico

“Nomadland” é produzido e protagonizado por Frances McDormand (Foto: Divulgação).

Nesta terça-feira, dia 07, a British Academy of Film and Television Arts (BAFTA) divulgou a lista de indicados ao BAFTA Awards 2021, tendo “Nomadland” (Idem – 2020) e “Rocks” (Idem – 2020) liderando a corrida com sete indicações, cada.

 

“Nomadland” e “Rocks” têm em seu encalço “Meu Pai” (The Father – 2020), “Mank” (Idem – 2020), “Minari” (Idem – 2020, EUA / Coreia do Sul) e “Bela Vingança” (Promising Young Woman – 2020), que concorrem a seis categorias, cada, seguidos por “A Escavação” (The Dig – 2021) e “The Mauritanian” (Idem – 2021), com cinco.

 

“Os 7 de Chicago” é dirigido e roteirizado por Aaron Sorkin (Foto: Divulgação).

Cada vez mais forte na temporada de premiações, “Nomadland” pavimenta seu caminho rumo ao Oscar 2021 tendo como um dos principais adversários “Os 7 de Chicago” (The Trial of the Chicago 7 – 2020), que recebeu três nomeações ao BAFTA Awards – filme, roteiro original e edição.

 

Tentando fugir das críticas recebidas no ano passado, quando recebeu o apelido de #BAFTASoWhite (“BAFTA tão branco”, numa tradução literal) em alusão ao Oscar 2016, a Academia apostou todas as suas fichas numa edição marcada pela representatividade, diversidade e inclusão. Isto pode ser observado não apenas nas indicações de profissionais negros a categorias de peso, como as destinadas a atores principais e coadjuvantes, mas na de direção que tem quatro mulheres entre os seis concorrentes – os cineastas indicados são: Chloé Zhao por “Nomadland”, Jasmila Žbanić por “Quo Vadis, Aida?” (Idem – 2020, Bósnia e Herzegovina), Thomas Vinterberg por “Another Round” (Druk – 2020, Dinamarca), Shannon Murphy por “Dente de Leite” (Babyteeth – 2019, Austrália), Lee Isaac Chung por “Minari” e Sarah Gavron por “Rocks”.

 

No BAFTA Awards, o público tem a oportunidade de participar da votação, no site oficial da Academia, mas somente na categoria de estrela em ascensão (EE Rising Star Award), que este ano tem como concorrentes Kingsley Ben-Adir, Morfydd Clark, Bukky Bakray, Ṣọpẹ́ Dìrísù e Conrad Khan.

 

 

A 74a cerimônia de entrega do BAFTA Awards será realizada no dia 11 de abril no Royal Albert Hall, em Londres, Inglaterra, mas sem público devido à pandemia de Covid-19.

 

Confira a lista de indicados:

Melhor filme:

– “Bela Vingança”;

– “Nomadland”;

– “Meu Pai”;

– “The Mauritanian”;

– “Os 7 de Chicago”.

Melhor filme britânico (Alexander Korda Award):

– “A Escavação”;

– “Bela Vingança”;

– “Meu Pai”;

– “The Mauritanian”;

– “Calm with Horses” (Idem – 2019);

– “Limbo” (Idem – 2020);

– “Mogul Mowgli” (Idem – 2020);

– “O Que Ficou Para Trás” (His House – 2020);

– “Rocks” (Idem – 2019);

– “Saint Maud” (Idem – 2019).

Melhor direção (David Lean Award):

– Thomas Vinterberg – “Another Round”;

– Shannon Murphy – “Dente de Leite”;

– Lee Isaac Chung – “Minari”;

– Chloé Zhao – “Nomadland”;

– Jasmila Žbanić – “Quo Vadis, Aida?”;

– Sarah Gavron – “Rocks”.

Melhor ator:

– Riz Ahmed – “O Som do Silêncio” (Sound of Metal – 2020);

– Chadwick Boseman – “A Voz Suprema do Blues” (Ma Rainey’s Black Bottom – 2020);

– Adarsh Gourav – “O Tigre Branco” (The White Tiger – 2021);

– Anthony Hopkins – “Meu Pai”;

– Mads Mikkelsen – “Another Round”;

– Tahar Rahim – “The Mauritanian”.

Melhor atriz:

– Bukky Bakray – “Rocks”;

– Radha Blank – “The Forty-Year-Old Version” (Idem – 2020);

– Vanessa Kirby – “Pieces of a Woman” (Idem – 2020);

– Frances McDormand – “Nomadland”;

– Wunmi Mosaku – “O Que Ficou Para Trás”;

– Alfre Woodard – “Clemência” (Clemency – 2019).

Melhor ator coadjuvante:

– Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro” (Judas and the Black Messiah – 2021);

– Barry Keoghan – “Calm With Horses”;

– Alan Kim – “Minari”;

– Leslie Odom Jr – “Uma Noite em Miami…” (One Night In Miami… – 2020);

– Clarke Peters – “Destacamento Blood” (Da 5 Bloods – 2020);

– Paul Raci – “O Som do Silêncio”.

Melhor atriz coadjuvante:

– Niamh Algar – “Calm With Horses”;

– Kosar Ali – “Rocks”;

– Maria Bakalova – “Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Borat Subsequent Moviefilm: Delivery of Prodigious Bribe to American Regime for Make Benefit Once Glorious Nation of Kazakhstan – 2020);

– Dominique Fishback – “Judas e o Messias Negro”;

– Ashley Madekwe – “County Lines” (Idem – 2019);

– Yuh-Jung Youn – “Minari”.

Melhor roteiro original:

– “Another Round” – Tobias Lindholm e Thomas Vinterberg;

– “Mank” (Idem – 2020) – Jack Fincher;

– “Bela Vingança” – Emerald Fennell;

– “Rocks” – Theresa Ikoko e Claire Wilson;

– “Os 7 de Chicago” – Aaron Sorkin.

Melhor roteiro adaptado:

– “A Escavação” – Moira Buffini;

– “Meu Pai” – Christopher Hampton e Florian Zeller;

– “The Mauritanian” – Rory Haines, Sohrab Noshirvani e MB Traven;

– “Nomadland” – Chloé Zhao;

– “O Tigre Branco” – Ramin Bahrani.

Melhor documentário:

– “Collective” (Colectiv – 2019, Romênia);

– “David Attenborough e Nosso Planeta” (David Attenborough: A Life on Our Planet – 2020);

– “The Dissident” (Idem – 2020);

– “Professor Polvo” (My Octopus Teacher – 2020);

– “O Dilema das Redes” (The Social Dilemma – 2020).

Estrela em ascensão (EE Rising Star Award):

– Kingsley Ben-Adir;

– Morfydd Clark;

– Bukky Bakray;

– Ṣọpẹ́ Dìrísù;

– Conrad Khan.

Melhor estreante (Diretor, roteirista ou produtor britânico):

– “His House” – Remi Weekes (roteiro / direção);

– “Limbo” – Ben Sharrock (roteiro / direção) e Irune Gurtubai (produção);

– “Moffie” (Idem – 2019, África do Sul) – Jack Sidey (roteiro / direção);

– “Rocks” – Theresa Ikoko e Claire Wilson (roteiro);

– “Saint Maud” – Rose Glass (roteiro / direção) e Oliver Kassman (produção).

Melhor filme em língua não-inglesa:

– “Another Round”;

– “Dear Comrades!” (Dorogie tovarishchi – 2020, Rússia);

– “Os Miseráveis” (Les Misérables – 2019, França);

– “Minari”;

– “Quo Vadis, Aida?”.

Melhor animação:

– “Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica” (Onward – 2019);

– “Soul” (Idem – 2020);

– “Wolfwalkers” (Idem – 2020).

Melhor trilha sonora original:

– “Mank” – Trent Reznor e Atticus Ross;

– “Minari” – Emile Mosseri;

– “Relatos do Mundo” (News of the World – 2021) – James Newton Howard;

– “Bela Vingança” – Anthony Willis;

– “Soul” – Jon Batiste, Trent Reznor e Atticus Ross.

Melhor direção de fotografia:

– “Judas e o Messias Negro” – Sean Bobbitt;

– “Mank” – Erik Messerschmidt;

– “The Mauritanian” – Alwin H Küchler;

– “Relatos do Mundo” – Dariusz Wolski;

– “Nomadland” – Joshua James Richards.

Melhor edição:

– “Meu Pai” – Yorgos Lamprinos;

– “Nomadland” – Chloé Zhao;

– “Bela Vingança” – Frédéric Thoraval;

– “O Som do Silêncio” – Mikkel EG Nielsen;

– “Os 7 de Chicago” – Alan Baumgarten.

Melhor design de produção:

– “A Escavação” – Maria Djurkovic e Tatiana Macdonald;

– “Meu Pai” – Peter Francis e Cathy Featherstone;

– “Mank” – Donald Graham Burt e Jan Pascale;

– “Relatos do Mundo” – David Crank e Elizabeth Keenan;

– “Rebecca” (Idem – 2020) – Sarah Greenwood e Katie Spencer.

Melhor figurino:

– “Ammonite” – Michael O’Connor;

– “A Escavação” – Alice Babidge;

– “Emma” (Idem – 2020) – Alexandra Byrne;

– “A Voz Suprema do Blues” – Ann Roth;

– “Mank” – Trish Summerville.

Melhor maquiagem e cabelo:

– “A Escavação” – Jenny Shircore;

– “Era Uma Vez um Sonho” (Hillbilly Elegy – 2020) – Patricia Dehaney, Eryn Krueger Mekash e Matthew Mungle;

– “A Voz Suprema do Blues” – Matiki Anoff, Larry M Cherry, Sergio Lopez-Rivera e Mia Neal;

– “Mank” – Kimberley Spiteri e Gigi Williams;

– “Pinóquio” (Pinocchio – 2019, Itália) – Mark Coulier.

Melhor som:

– “Greyhound: Na Mira do Inimigo” (Greyhound – 2020) – TBC;

– “Relatos do Mundo” – Michael Fentum, William Miller, Mike Prestwood Smith, John Pritchett e Oliver Tarney;

– “Nomadland” – Sergio Diaz, Zach Seivers e M Wolf Snyder;

– “Soul” – Coya Elliott, Ren Klyce e David Parker;

– “O Som do Silêncio” – Jamie Baksht, Nicolas Becker, Phillip Bladh, Carlos Cortes e Michelle Couttolenc.

Melhores efeitos visuais:

– “Greyhound: Na Mira do Inimigo” – Pete Bebb, Nathan McGuinness e Sebastian von Overheidt;

– “O Céu da Meia-Noite” (The Midnight Sky – 2020) – Matt Kasmir, Chris Lawrence e David Watkins;

– “Mulan” (Idem – 2020) – Sean Faden, Steve Ingram, Anders Langlands e Seth Maury;

– “O Grande Ivan” (The One and Only Ivan – 2021) – Santiago Colomo Martinez, Nick Davis e Greg Fisher;

– “Tenet” (Idem – 2020) – Scott Fisher, Andrew Jackson e Andrew Lockley.

Melhor curta-metragem britânico de animação:

– “The Fire Next Time” (Idem – 2021);

– “The Owl and the Pussycat” (Idem – 2020);

– “The Song of A Lost Boy” (Idem – 2020).

Melhor curta-metragem britânico:

– “Eyelash” (Idem – 2020);

– “Lizard” (Idem – 2020);

– “Lucky Break” (Idem – 2020);

– “Miss Curvy” (Idem – 2020);

– “The Present” (Idem – 2020).

Melhor elenco (escalação):

– “Calm With Horses” – Shaheen Baig;

– “Judas e o Messias Negro” – Alexa L Fogel;

– “Minari” – Julia Kim;

– “Bela Vingança” – Lindsay Graham Ahanonu e Mary Vernieu;

– “Rocks” – Lucy Pardee.

Outstanding British Contribution to Cinema:

– TBC.

 

Leia também:

PGA Awards 2021: ‘Borat: Fita de Cinema Seguinte’, ‘O Som do Silêncio’ e ‘Os 7 de Chicago’ são indicados

Critics’ Choice Awards 2021: ‘Nomadland’ é o grande vencedor

Globo de Ouro 2021: ‘Nomadland’ e ‘Borat: Fita de Cinema Seguinte’ são os vencedores

SAG Awards 2021: ‘Os 7 de Chicago’, ‘Destacamento Blood’, ‘Minari’ e ‘A Voz Suprema do Blues’ lideram

Globo de Ouro 2021: ‘Mank’ lidera com seis indicações

Independent Spirit Awards 2021: ‘Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre’ é líder em indicações; ‘Bacurau’ concorre a filme internacional

Critics’ Choice Super Awards 2021: ‘Soul’ e ‘Palm Springs’ são os grandes destaques

 

Comentários

 




    gl