Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

9o Olhar de Cinema de Curitiba: ‘Luz nos Trópicos’ é o grande vencedor

“Luz nos Trópicos” é dirigido por Paula Gaitan (Foto: Divulgação).

Na noite da última quinta-feira, dia 15, a organização do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Cinema de Curitiba anunciou os vencedores de sua 9a edição. E o grande destaque da noite, ganhador do Prêmio Olhar de melhor filme, foi o brasileiro “Luz nos Trópicos” (2020), de Paula Gaitan.

 

Realizada no formato virtual, assim como todo o festival, devido à pandemia do novo coronavírus, a cerimônia de entrega foi marcada pela presença feminina entre a lista de vencedores, pois a direção de parte dos filmes foi assinada por mulheres. Os títulos que compõem a lista serão disponibilizados por 24 horas nesta sexta-feira, dia 16, a partir das 19h, no site oficial do evento. Ao comprar o ingresso para um longa-metragem, o espectador também poderá assistir aos quatro curtas premiados pelo evento.

 

As inúmeras restrições impostas pela Covid-19 possibilitaram o maior alcance do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Cinema de Curitiba no que tange à audiência, pois a versão online atingiu todo o território nacional, algo que acontecerá também em outro importante evento, a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que será realizada entre os dias 22 de outubro e 04 de novembro.

 

Confira a lista de vencedores:

LONGA-METRAGEM:

Prêmio Olhar de Melhor Filme:

– “Luz nos Trópicos”, de Paula Gaitan.

Prêmio Especial do Júri:

– “Victoria” (Idem – 2020, Bélgica), de Sofie Benoot, Liesbeth De Ceulaer e Isabelle Tollenaere.

Prêmio Contribuição Artística:

– Catarina de Vasconcelos – “A Metamorfose dos Pássaros” (Idem – 2020, Portugal).

Prêmio do Público:

– “A Metamorfose dos Pássaros”.

Prêmio de Melhor Longa-Metragem Brasileiro:

– “Pajeú” (2020, Brasil), de Pedro Diógenes.

Menção honrosa:

– “Agora” (2020, Brasil).

Prêmio de Melhor Filme da Mostra Novos Olhares:

– “O Ano do Descobrimento” (El año del descubrimiento – 2020, Espanha / Suíça), de Luis López Carrasco.

Prêmio de Melhor Filme da Mostra Outros Olhares:

– “Visão Noturna” (Visión nocturna – 2020, Chile), de Carolina Moscoso Briceño.

Menção honrosa:

– “O Índio Cor de Rosa Contra a Fera Invisível: A Peleja de Noel Nutels” (2020, Brasil), de Tiago de Almeida.

Prêmio da Crítica – Abraccine:

– “Los Lobos” (Idem – 2019, México), de Samuel Kishi.

 

CURTA-METRAGEM:

Prêmio Olhar de Melhor Filme:

– “Telas de Shanzhai (Shānzhài Screens – 2020, França), de Paul Heintz.

Prêmio de Melhor Curta-Metragem Brasileiro:

– “Memby” (2020, Brasil), de Rafael Castanheira Parrode.

 

PRÊMIO AVEC-PR:

Prêmio Destaque do Júri:

– “Meia Lua Falciforme” (2019, Brasil), de Dê Kelm E Débora Evellyn Olimpio.

Prêmio AVEC – Berenice Mendes:

– “A Mulher que Sou” (2019, Brasil), de Nathália Tereza.

Comentários

 




    gl