Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

‘2020 – Parte II’: ‘Morbius’, ‘Uncharted’ e ‘007 – Sem Tempo Para Morrer’ são adiados novamente

“Morbius” é estrelado por Jared Leto, vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante por “Clube de Compras Dallas” (Foto: Divulgação).

Nenhum centro de produção gosta tanto de sequência quanto Hollywood, para o bem ou para o mal, não importa, desde que o lucro para os estúdios seja considerável. Mas, agora, a indústria hollywoodiana está vivendo um filme de drama com elementos de terror que pode ser chamado de “2020 – Parte II”, também dirigido pelo novo coronavírus, no que tange aos adiamentos que continuam sendo impostos pela pandemia, agravando a crise econômica oriunda da sanitária.

 

“007 – Sem Tempo Para Morrer” é estrelado por Daniel Craig (Foto: Divulgação).

Neste “2020 – Parte II”, títulos esperados desde o ano passado ganharam novas datas de estreia, sobretudo os que haviam sido (re)agendados para o primeiro semestre de 2021 – a expectativa é que outros longas sejam postergados nas próximas semanas ou meses. De acordo com o The Hollywood Reporter, “007 – Sem Tempo Para Morrer” (No Time to Die – 2021), de Cary Joji Fukunaga, foi adiado pela Sony Pictures de 02 de abril para 08 de outubro, data que havia sido reservada para “Morbius” (Idem – 2022).

 

Adiado pela segunda vez no espaço de poucos dias, “Morbius”, de Daniel Espinosa, foi empurrado para 21 de janeiro de 2022. Estrelado por Tom Holland, “Uncharted” (Idem – 2022) também saiu do calendário de estreias de 2021. Previsto para 16 de julho, o longa, dirigido por Ruben Fleischer, chegará às salas de exibição em 11 de fevereiro de 2022, cedendo lugar no circuito, em 16 de julho, para “Cinderella”, de Kay Cannon, que estava agendado para 05 de fevereiro.

 

Primeira peça a cair do dominó, “Morbius” impulsionou novas alterações no cronograma do estúdio, que também anunciou na última quinta-feira, dia 21, novas datas para “Pedro Coelho 2: O Fugitivo” (Peter Rabbit 2 – The Runaway – 2021) e “Ghostbusters: Mais Além” (Ghostbusters: Afterlife – 2021). Dirigido por Will Gluck, “Pedro Coelho 2: O Fugitivo” passou de 11 de abril para 11 de junho deste ano, data que pertencia a “Ghostbusters: Mais Além”, de Jason Reitman, que foi adiado para 11 de novembro.

 

“Velozes e Furiosos 9” é produzido e estrelado por Vin Diesel (Foto: Divulgação).

 

Também na última quinta-feira, a Universal Pictures anunciou o adiamento de “Bios” (Idem – 2021), ficção-científica estrelada por Tom Hanks e dirigida por Miguel Sapochnik que passou de 16 de abril para 13 de agosto deste ano. É possível que o estúdio defina nova data para um dos títulos mais aguardados desde o ano passado, “Velozes e Furiosos 9” (Fast & Furious 9 – 2021), de Justin Lin, previsto para 28 de maio.

 

Este efeito dominó no cronograma já era esperado, pois a pandemia do novo coronavírus ainda não está sob controle nem a população vacinada em larga escala, inclusive globalmente. Além disso, Los Angeles, um dos principais mercados americanos, é o atual epicentro nos Estados Unidos e, assim como Nova York, outro grande mercado bastante afetado, segue com suas salas de exibição fechadas. Paralelamente a isso, países europeus decretaram lockdown nas últimas semanas para conter a disseminação do vírus. Com isso, a situação dos exibidores se agrava consideravelmente porque o circuito precisa das grandes produções hollywoodianas para iniciar um processo de recuperação econômica no momento no qual muitas salas enfrentam dificuldades, principalmente as menores.

 

Produzido e estrelado por Tom Cruise, “Top Gun: Maverick” foi adiado para 2021 (Foto: Divulgação / Crédito: Paramount).

 

Assim como aconteceu no início do ano passado, Hollywood enxerga o segundo semestre de 2021 como uma tábua de salvação para o enorme prejuízo financeiro causado pela pandemia, que interrompeu atividades dos estúdios e fechou salas de cinema ao redor do globo. Neste cenário, “Top Gun: Maverick” (Idem – 2021), originalmente agendado para 2020, pode se tornar o primeiro blockbuster a atrair as massas aos cinemas, em 02 de julho, ao menos nos países nos quais a vacinação da população estiver adiantada – caso a Paramount Pictures mantenha esta data.

 

Dirigido por Joseph Kosinski, “Top Gun: Maverick” é uma grande aposta da Paramount Pictures e apenas um dos títulos produzidos e estrelados por Tom Cruise no calendário deste ano. O outro é “Missão Impossível 7” (Mission: Impossible 7 – 2021), que está sendo filmado na Europa, seguindo os protocolos de segurança exigidos pela Covid-19, algo que ganhou as manchetes em dezembro após o vazamento de um áudio de Cruise dando bronca em membros da equipe que não estavam seguindo as regras de distanciamento, segundo o The Sun à época, ocasionando a demissão voluntária de alguns integrantes. Dirigido por Christopher McQuarrie, o longa deve chegar aos cinemas em 18 de novembro.

 

Com a esperança em forma de vacina, a expectativa / torcida é que este “2020 – Parte II” tenha um final mais feliz que o ano anterior em todos os sentidos, permitindo a retomada gradual e segura de atividades cotidianas.

 

Leia também:

‘Morbius’ é adiado pela Sony

Cinema e os desafios de 2021

Os filmes mais aguardados de 2021… ou seriam de 2020?

2020: o ano que não deveria ter existido

Comentários

 




    gl