Ubuntu: leia a sinopse do enredo da Unidos do Peruche para o Carnaval 2020

Desfile 2019 da Unidos do Peruche. Foto: SRzd – Bruno Giannelle

A escola de samba Unidos do Peruche divulgou a sinopse de seu enredo para o Carnaval 2020.

No próximo ano a agremiação levará para o Sambódromo do Anhembi o tema: “Ubuntu – Por um mundo novo”. O projeto será desenvolvido pelo carnavalesco Amauri Santos.

Clique aqui para conferir o samba-enredo de autoria de Sr. Carlão da Peruche, Paulinho Sorriso, Juliano Panelo, Douglas Chocolate, Léo Reis, Tio Do, Tiago de Xangô, Celsinho Mody, Arnaldo Luz e Marcio Zanata.

Leia a sinopse:

UBUNTU
Por um mundo novo.

I

“Eu Sou porque nós somos”. Eis o ensinamento africano! Filosofia ou sabedoria?
Toda existência é sagrada! Grita a voz que vem dos Bantos, e que ecoa semeando primitivos conceitos pelo mundo, onde a generosidade, solidariedade, partilha e respeito são alguns deles, e neles está presente a cultura que ensina, que abriga e que emana a presença divina.
Divina também é a teia que trama o universo, que nos amarra e que nos conecta. Que traz o equilíbrio e que nos mostra que não existimos somente para si.

As Divindades e a natureza também estão ligadas ao nosso ser, formando esta conexão cósmica que nos interliga não somente ao nosso semelhante, como também a todo o universo.

Os antepassados africanos “presentes” nos levam aos poderes divinos, os rituais trazem à terra os orixás que nos regem e nos conduzem, quatro são os elementos que dominam toda a natureza… Este é o ciclo da vida que segue sustentado nesta imensa corrente de mistérios.
Este é o princípio de tudo. Isto é UBUNTU, a cosmovisão do mundo negro africano.

II

UBUNTU por toda forma de amor… Oh “Mãe África”, por onde anda a humanidade?
Com toda sabedoria milenar, atravessando guerras, desamparos e discriminações… Por onde anda o respeito pelo nosso irmão e por tudo que nos cerca?
O mundo está sendo alimentado pelo lado que suja e corrói a humanidade. A avareza, a cobiça, a disputa e a vaidade avassaladora fazem dos homens mercadores da violência. Somos frutos do nosso cotidiano e precisamos transformar a era do materialismo em interação entre nós. Precisamos alcançar uma consciência coletiva para nos fortalecermos.

O mal jamais vencerá o bem. Vamos despertar a criança que existe em cada um de nós, usar sua pureza e seu raciocínio veloz para buscarmos o bem comum, vamos cultivar a árvore da vida e com certeza ela nos dará bons frutos.
Assim voltaremos ao tempo, enxergaremos o lúdico, e sonharemos um sonho bom, um sonho colorido, um sonho de criança.
O amor é a força e a resistência desta corrente que nos une. Devemos amar incondicionalmente e querer bem sem os olhos do retorno, devemos compreender e acreditar que nossa verdadeira vocação é amar e amar. Assim exorcizaremos todas as energias negativas e viveremos sob a luz.

III

Na África, a felicidade é concebida como aquilo que faz bem a toda coletividade ou ao outro. Amar e ser amado é a vocação humana, sabemos o que é certo e o que é errado, e muitas vezes deixamos de praticar.
Acreditamos que o ser supremo não habita em nomenclaturas, e sim em atitudes humanas. Buscamos um mundo onde as religiões se abracem por uma causa universal.
Alguns anjos da terra, “cada um com sua sapiência, crença e humanismo”, tiveram coragem e dignidade de darem suas contribuições para transformar o nosso mundo em um mundo melhor.
Gandhi, Martin Luther King, Nelson Mandela, Dalai-Lama, Betinho e Madre Tereza foram alguns destes anjos que trocaram suas vidas por lutas diárias para trazer a igualdade e o respeito para a humanidade. É divino ser humano!
Extinguir todo e qualquer tipo de preconceito é o nosso primeiro passo em busca de um novo amanhecer, onde a tolerância faz romper todo o mal, trazendo um mundo novo a ser reconstruído pelos caminhos da sabedoria. É ver os olhos como janelas da alma!

UBUNTU hoje é o resgatar dos conhecimentos herdados em cada cultura, extrair o abominável das civilizações, trazendo novos olhares de mudança para a convivência humana. É hora de estendermos as mãos de gratidão numa diversidade igualitária e plural, chegou a hora de lavar a alma!

“Gentileza gera Gentileza”

Amauri Santos

Em 2020 a Unidos do Peruche será a oitava escola a se apresentar na segunda-feira, 24 de fevereiro, na disputa do título do Grupo de Acesso 2.

Comentários




    gl