Carnaval/SP

Raio X dos casais de MSPB: Santa Bárbara e Tradição Albertinense

SRzd. Arte: Fausto Bueno

Ednei Mariano traz novo texto em sua coluna no portal SRzd.

As publicações são semanais, sempre às sextas-feiras, na página principal da editoria do Carnaval de São Paulo. Leia, comente e compartilhe!

Até o Carnaval 2019, você acompanha as análises dos primeiros casais de mestre-sala e porta-bandeira que vão defender a nota no sambódromo do Anhembi.

Santa Bárbara e Tradição Albertinense

A quinta escola da noite do Grupo de Acesso 2, será a Unidos de Santa Bárbara, do bairro do Itaim Paulista, extremo Leste da cidade.

A defesa do pavilhão preto, vermelho e branco, em homenagem à Iansã, Orixá dos raios e tempestades, está com Welson Roberto e Waleska Alves.

Ele começou a dançar na entidade em 2005, nasceu e reside no mesmo bairro onde está a quadra de escola. Cabeleireiro e maquiador profissional, escorpião é seu signo. Seu prato favorito é estrogonofe.

Vai comemorar seu décimo desfile como primeiro mestre-sala da agremiação.

Waleska Alves nasceu em fevereiro de 1986. Aquariana, está na entidade há mais tempo que seu parceiro. Começou por lá nos tempos que a Santa Bárbara desfilava como bloco, em 1999. Foi componente de ala, destaque e porta-estandarte.

O ano de 2019 será especial, pois comemora 10 anos como primeira-dama da agremiação.

Waleska é prata da casa, amada e respeitada. Seu caminhar na dança está ligado umbilicalmente com a “Tempestade do Samba”.

O casal teve como resultado do julgamento este ano três notas máximas e um 9,9.

Sexta escola a mostrar sua força no sambódromo do Anhembi, tem sua comunidade reunida na Zona Norte da cidade; é a verde e amarelo da Vila Albertina.

Diego Motta e Erica Paraa-ssu chegam por mais um ano em defesa do povo Albertinense. No desfile de 2018, obtiveram três notas 10 e um 9,8.

Estão firmes nos ensaios para chegar ao topo em 2019.

Diego Motta, empresário de moda, proprietário e dirigente do seu atelier, despertou para a nossa arte em 2002, na Estrela Cadente. Nasceu na capital dos paulistas no bairro da Saúde, em janeiro de 1989.

Este capricorniano tem o ensino médio completo. Hoje também faz parte do quadro de casais da Mocidade Alegre e do grupo de Instrutores da Amespbeesp.

Seu atelier é localizado no bairro do Carrão, na Zona Leste. Em sua carreira na dança já defendeu os pavilhões da Combinados de Sapopemba, em 2007 e 2008, da X-9 Paulistana, em 2016, Leandro de Itaquera e Morro da Casa Verde.

Erica Paraa-ssu Albano nasce em Sampa no ano de 1982.

Sagitariana, cursa o ensino superior em medicina veterinária e é moradora na Zona Norte.

No currículo tem passagens por Unidos do Peruche, Império de Casa Verde, Sociedade Rosas de Ouro e Morro da Casa Verde.

+ confira as edições anteriores:

+ Torcida Jovem

+ Cidade Líder e Amizade Zona Leste

Comentários




    gl