Carnaval/SP

Raio X dos casais de MSPB: Rosas de Ouro, Vila Maria e Gaviões da Fiel

Análise dos casais de MSPB 2019. Arte: Fausto Bueno

Ednei Mariano traz novo texto em sua coluna no portal SRzd.

As publicações são semanais, sempre às sextas-feiras, na página principal da editoria do Carnaval de São Paulo. Leia, comente e compartilhe!

Até o Carnaval 2019, você acompanha as análises dos primeiros casais de mestre-sala e porta-bandeira que vão defender a nota no sambódromo do Anhembi.

Rosas de Ouro, Vila Maria e Gaviões da Fiel

Fechando a nossa série Raio X dos casais de MSPB 2019, trazemos as duplas que fecham a grande disputa do Grupo Especial.

Edgar Carobina, depois de um ano de ausência, volta firme e determinado, ainda com mais alegria em dança, que fez deste moleque das praias santistas destaque por onde passou. Agora, em defesa do pavilhão da Roseira, vamos para um bate-bola com perguntas e respostas diretas deste mestre que não tem medo de se colocar:

Signo: Câncer
Amores desta vida: Elena e Alice, suas filhas que nasceram há um mês
Esporte e lazer: Futebol, cachoeira e pescaria
Personalidade do Samba: Citou duas, este colunista e Zélia de Oliveira
Escolas em que já desfilou como primeiro mestre-sala: Vila Matias, Brasil e Castelo, em Santos, Vila Maria em Sampa
Ano que começo a desfilar: 2006
Time de Futebol: Corinthians
Um casal de MSPB que admira: Em Sampa João Carlos e Janny Moreno
Filme que lhe marcou: “Se beber não case”
Uma escola que desfilaria no Rio: Unidos do Viradouro
Um casal de MSPB que admira no Rio: Marlon Lamar e Lucinha Nobre
Prato predileto: Costela na brasa

Isabel Casagrande, nota máxima no desfile de 2018 ao lado de Marquinhos, hoje na X-9. Esta mulher foi apelidada carinhosamente por “Rosa Menina”, pelo seu amor à nação azul e rosa, por ter nascido lá como porta-bandeira mirim e percorrido longos 20 anos até chegar ao posto maior.

Nome completo: Isabel Cristina Pereira Casagrande
Nasceu em: Maio de 1983
Bairro em que mora: Freguesia do Ó
Música inesquecível: “Moleque atrevido”, de Jorge Aragão
Prato que não dispensa: Feijoada
Um bom filme: citou dois; “12 Anos de Escravidão” e “Pantera Negra”
Personalidade do Samba: Glorinha, Embaixatriz Vitalícia
Uma cidade que gostaria de conhecer: Rio de Janeiro
Grau de escolaridade: Ensino Médio
Profissão: Empresária no ramo de confecção
Um mestre-sala que admira em Sampa: Jefferson Gomes
Coisa que não fez e gostaria de fazer: Assistir ao vivo um desfile na Sapucaí
Um sonho: Mais valorização para os casais de MSPB; são dois a tirar nota cheia, assinala. Pucos direitos e muito deveres! Finaliza nossa Isabel

Everson Sena vai para o seu segundo ano em defesa de mais esta entidade que tem sua sede localizada na Zona Norte da cidade. Sorridente, combate a adversidade com bom humor. Ao lado da sua dama, vem para um desfile memorável depois do incidente com a fantasia dela em 2018:

Esporte favorito: Vôlei
Ano de nascimento: 1990
Signo: Libra
Time de futebol: Corinthians
Escolas que já desfilou como titular: Dom Bosco, Unidos de Guaianases e Pérola Negra
Sua escola no Rio: Mangueira
Uma personalidade do samba: Leandro Alves Martins
Porta-bandeira que admira: Adriana Gomes
Mestre-sala que é fã: Gabriel de Souza Martins, o mestre Gabi
Porta-bandeira que admira no Rio: Squel
Um livro: “Um preço por ser diferente”, de Zibia Gasparetto
Prato indispensável: Fricasse de frango
Cidade que gostaria de conhecer: Capitólio, em Minas Gerais

Lais Moreira da Silva, uma das divas que brilha anualmente nas nossas passarelas, rica história desta mulher em notas e prêmios; postura e elegância, fina no trato com seus pares, sempre formando novos talentos em projetos de dança e aperfeiçoando os que aí estão em laboratórios técnicos:

Ano de nascimento: 1982
Bairro que reside: Lauzane Paulista
Primeira escola que desfilou: Unidos Por Acaso, em Diadema
Música que toca seu coração: “Tá escrito”, grupo Revelação
Um Filme: “A Corrente do Bem”
Cidade que quer conhecer: Bali, na Indonésia
Personalidade do samba: Cleusa Aparecida Silva Viana, conhecida como mãe Cleusa; Embaixadora e Cidadã Samba
Um casal de MSPB referência: Paulinho Guedes e Sônia Maria
Uma coisa que não fez mas gostaria de fazer: Pular de paraquedas
Grau de Escolaridade: Formada em Ciências Contábeis, graduada em Gestão de Negócios e cursando Direito na FMU
Anos de dança como porta-bandeira: vai completar 29 neste desfile
O que mais irrita: Mentira
Casal do Rio que admira: Claudinho e Selminha Sorriso
Em Sampa, um mestre-sala que admira: Ela disse dois; João Carlos e Jefferson Gomes

Wagner Lima Araújo, primeiro mestre-sala há 5 anos dos Gaviões, uma carreira brilhante! Começou a dançar em 2009, sua dedicação o fez chegar ao topo em pouco tempo. Assíduo nos compromissos vibra na dança como a nação vibra nos estádios. Atento, sempre buscado a perfeição com o positivismo na sua arte:

Esporte Favorito: Futebol de salão
Signo: Touro
Nascimento: 6 de maio de 1979
Escolas em que já desfilou como primeiro: Imperatriz da Sul
Porta-Bandeira que admira em Sampa: Citou três, Ildeli Conrado, Gislene, a Gi e Maria Gilsa
Um filme: “A procura da felicidade”
Um Livro: “Sobrevivendo no Inferno”
Um prato: Arroz, feijão, bife e ovo
Um lugar para conhecer: Parintins
Um casal de MSPB no Rio; Julinho e Ruth, da Viradouro
Um mestre que fez história para ele: Citou três, Antônio Carlos, Michel Santana e Bozó

Adriana Modjian, uma historia brilhante, cheia de emoções, que está ligada umbilicalmente aos Gaviões. Lá chegou menina como porta-bandeira mirim. Passou por diversas categorias e há cinco anos está como primeira. Perfeccionista, vem mais um ano com objetividade para conquistar novamente a nota máxima dada pelos jurados em 2018. Uma dança compacta cheia de detalhes na mistura do clássico com o jogo intenso dos requisitos exigidos:

Data de nascimento: 7 de Dezembro de 1984
Bairro onde reside: Pinheiros
Prato que não dispensa: Feijoada
Um filme que recomenda: “Um homem entre gigantes”
Personalidade do samba: Citou três; Ernesto Teixeira, este colunista e Mestre Gabi
Porta-bandeira que admira em Sampa: Ana Reis
Local para conhecer: Bonito, no Mato Grosso do Sul
Um sonho: Concluir o curso de inglês
Instrução: Formada em Balé Clássico e Educação Física
Anos de dança como porta-bandeira: 23, todos nos Gaviões
Casal que admira no Rio: Sidcley, do Salgueiro, e Squel, da Mangueira
Mestre-sala que admira em Sampa: Citou dois; Diego Nascimento e Kawan Alcides
Ídolo nesta vida: Citou a mãe; Sueli Modjian Oliva, a maior incentivadora, além de grande amiga.

Ao finalizar esta série, deixo registrado aqui meu carinho e respeito aos casais; primeiros, de enredo, convidados e mirins. Ao desfilar no Anhembi, no Butantã, na Vila Esperança, e as porta-estandartes na Avenida São João, sucesso! Que derramem nestes solos o melhor de si, com as bênçãos dos Deuses e  Deusas da nossa dança. Axé!

Comentários




    gl