Carnaval/SP

Raio X dos casais de MSPB: Dom Bosco e Morro da Casa Verde

SRzd. Arte: Fausto Bueno

Ednei Mariano traz novo texto em sua coluna no portal SRzd.

As publicações são semanais, sempre às sextas-feiras, na página principal da editoria do Carnaval de São Paulo. Leia, comente e compartilhe!

Até o Carnaval 2019, você acompanha as análises dos primeiros casais de mestre-sala e porta-bandeira que vão defender a nota no sambódromo do Anhembi.

Dom Bosco e Morro da Casa Verde

“Vocês pensam que a gente só reza?”

Com este bordão, esta jovem Escola, ligada à Igreja Católica, tem feito belos desfiles.

A Dom Bosco de Itaquera, tem como primeiro casal em 2019 Uiliam Cesario Mendes e Mariana Vieira Barbosa. A dupla está se entrosando em busca da nota máxima.

O mestre nasceu em 4 de julho de 1995, aqui em Sampa, tem curso superior completo e é morador do bairro de Cidade Tiradentes. Tem também formação na arte pela Amespbeesp e Cisne do Amanhã.

Como boa parte de sua família mora em Poços de Caldas, nas Minas Gerais, sua estreia foi na Vivaldinos, hoje, faz parte ainda do quadro de casais da Mocidade Alegre:

“Este é o desafio maior da minha vida, não quero perder esta oportunidade de ouro, de defender pela primeira vez um pavilhão oficial aqui em São Paulo”, celebra Uiliam.

Mari, como é conhecida na comunidade, é cria da casa e está há cinco anos como primeira porta-bandeira da escola. É do signo de virgem, nascida em 22 de setembro. O esporte que curte é o futebol, na gastronomia, adora massas.

Esta linda negra de sorriso aberto, quer um dia conhecer e se divertir em Orlando, na Flórida. Tem sua família toda envolvida na agremiação; seu pai Amaral é diretor de bateria, a mãe Juliana, é diretora de Carnaval. Mariana, aos seis anos, começou a desfilar. Afirmou estar em seu grande momento ao lado de um parceiro dedicado acreditando em um resultado positivo no seu quesito.

Neste ano obteve duas notas 10 e duas 9,8, ao lado de Marco Antonio, que há poucos meses deixou a agremiação.

A escola de Dona Guga, uma das personalidades do nosso samba, encerra os desfiles do Acesso 2 na madrugada de 5 de março, encerrando a maratona das entidades.

O Morro da Casa Verde traz Leonardo Silva e Camila Moreira como casal principal. Bela performance na defesa do manto verde e rosa desta escola tão respeitada em nosso meio.

Leó, este jovem que nasceu em Ribeirão Pires, na Região do ABC Paulista, é leonino e adora um prato caprichado de escondidinho de charque. Tem como um de sues sonhos passar férias em Fortaleza, no Ceará. A cor predileta é o azul!

Começou como mestre-sala na União da Vila de Mauá. Este garoto já é pai de duas lindas meninas; Catarina Rosa e Isadora Gaia. Em Sampa já defendeu as cores da Primeira da Aclimação, Independente Tricolor e Amizade Zona Leste, sempre na condição de primeiro e com excelentes notas.

Camila Moreira, filha de sambistas notáveis da Unidos de Vila Maria, é taurina, mãe do belo Heitor, de 3 anos. Sua jornada na dança teve início quando ela tinha apenas 8 anos de idade. Seu aprendizado na arte foi na Vila Maria, pelas mãos do grande mestre-sala Everson, já falecido.

Em 2008 estava no quadro de casais da Vila. Depois de muito aperfeiçoamento tornou-se uma das mais arrojadas porta-bandeiras da nossa cidade.

De hábitos simples, esta menina não dispensa um bom arroz com feijão, ovo e batata frita! Adora basquete e o filme que não esquece é “Django Livre”. Suas cores prediletas são o preto e o ouro. Camila vai para seu segundo ano no Morro, defendendo a nota máxima obtida neste 2018, ao lado de Bruno Mathias.

+ confira as edições anteriores:

+ Torcida Jovem

+ Cidade Líder e Amizade Zona Leste

+ Santa Bárbara e Tradição Albertinense

+ Uirapuru da Mooca e Imperador do Ipiranga

+ Camisa 12 e Combinados de Sapopemba

Comentários




    gl