Raio X dos casais: conheça a dupla que defende o pavilhão da Torcida Jovem

Raio X dos casais. Arte: Fausto Bueno

Ednei Mariano traz novo texto em sua coluna no portal SRzd.

As publicações são semanais, sempre às sextas-feiras, na página principal da editoria do Carnaval de São Paulo. Leia, comente e compartilhe!

Até o Carnaval 2019, você acompanha as análises dos primeiros casais de mestre-sala e porta-bandeira que vão defender a nota no sambódromo do Anhembi.

Conheça a dupla que defende o pavilhão da Jovem

A terceira escola a cruzar o solo sagrado do samba paulistano, no dia 4 de março, nasceu também nas arquibancadas.

Desfilou por muitos anos na categoria de Bloco Carnavalesco e hoje figura entre as 12 Entidades do Grupo de Acesso 2.

Em 2018, com duas notas 10, um 9,9 e um 9.8, vêm em defesa do pavilhão branco e preto da Torcida Jovem, pelo terceiro ano consecutivo; Gilson Santos e Adriana Costa.

Casados na dança e na vida social, são pais de Pedro e Bia, ela, também porta-bandeira: a primeira da Nenê de Vila Matilde.

Gilson nasceu em Ribeirão Pires, tem 42 anos, exerce a função e dirige sua sapataria. Está no Carnaval desde os 10 anos de idade. Hoje é um forte influenciador dos jovens na região do ABC que pretendem entrar para a arte da dança.

Por sua postura e seu sucesso como defensor de diversos pavilhões, acumula em mais de 20 anos de dança a honra de defender a Acadêmicos de São João de Mauá, Unidos de São Lucas, Morro da Casa Verde, Vale Encantado e Colorado do Brás.

Adriana Costa é paulistana, comerciária e desfila desde 2006. Sua iniciação como porta-bandeira foi na cidade de Mauá, onde defendeu diferentes entidades.

Nos últimos 12 anos está firme em parceria com seu esposo, conquistando belas notas, para grandes e tradicionais escolas de samba. Juntos, desenvolveram muitos projetos de dança para jovens na região onde residem. E por vários anos foram instrutores da Amespbeesp. Sucesso e axé para esta experiente dupla!

Nota de esclarecimento aos leitores do SRzd:

*Esta série é escrita de seguindo a ordem de desfiles estabelecida pela organização do Carnaval de São Paulo. Em cada coluna semanal, duas agremiações. Nesta, além da Torcida Jovem, teríamos a Estrela do Terceiro Milênio. Convidada a participar a agremiação recusou-se com a seguinte justificativa enviada por sua assessoria:

“A direção da escola de samba Estrela do 3° Milênio informa que, por motivos internos, se reservará ao direito de não participar da coluna de Ednei Mariano, no portal SRzd, especialmente nesta ocasião. A entidade esclarece que está à disposição do veículo e do colunista nas próximas oportunidades”.

confira as edições anteriores:

+ Cidade Líder e Amizade Zona Leste

Comentários




    gl